terça-feira, 30 de junho de 2009

Jornada menor, empregabilidade maior: agendas comuns?

A França foi, juntamente com os países escandinavos, o grande exemplo de Welfare State em vigor na segunda metade do século passado. Mesmo após a derrocada do modelo, o Estado francês manteve sua política de concessão de benefícios sociais, em decorrência notadamente do grande número de châumeurs (desempregados) existentes no país.

A eleição de Nicolas Sarkozy representou, em um primeiro momento, a vitória do "francês que produz". Esse foi um de seus motes de campanha, com o que, naquele momento, concordou grande parte da classe média francesa, que reclamava da carga tributária excessiva e dos benefícios que teriam criado gerações e gerações de desempregados, sobreviventes da ajuda financeira do Estado do bem-estar social, a supostamente engrossar fileiras de desempregados que simplesmente não tinham necessidade de procurar emprego.

Ao fim de seu primeiro ano de governo, em abril do ano passado, porém, o governo Sarkozy amargava um índice de 64% de reprovação - o pior de um presidente francês em seu primeiro ano de mandato, durante a 5a República inaugurada com a Constituição de 1958.

A situação, ao que parece, tem sido revertida. Sarkozy investiu maciçamente no marketing pessoal - sua Primeira-Dama favorece muito a investida -, passou a tentar repor a França em uma posição de destaque na política internacional e, ironia das ironias para quem se apoiou em tal plataforma de campanha, criou um projeto de complementação salarial pago pelo Estado francês que há um ano vem sendo tido como a menina-dos-olhos de sua política social: o rSa, ou revenu de Solidarité active, que poderia ser traduzida por "rendimento (ou "remuneração") de solidariedade ativa".

O rSa nada mais é que uma espécie de seguro-desemprego, pago a quem está empregado ou já recebe outro benefício social do governo. Trata-se de uma renda concedida aos empregados com salário limitado e àqueles que, por exemplo, recebem o chamado RMI (revenu minimum d’insertion), rendimento pago aos que, superado o prazo do seguro-desemprego, ainda não conseguiram relocar-se no mercado de trabalho.

O rSa entrou em vigor no último 1o de junho e o primeiro pagamento será depositado aos beneficiários no próximo 6 de julho. Faz-se uma ideia de como estará Sarkozy neste dia, como pinto no lixo, ao lado da bela Carlá - graças à política do Welfare.

_____________

A comissão especial da Câmara dos Deputados que estuda a redução do limite da jornada semanal (expressão altamente incongruente...) de trabalho aprovou, nesta tarde, relatório do deputado Vicentinho (PT/SP) favorável à PEC 231/95. A modificação alterará o máximo de horas trabalhadas por semana, de 44 para 40 horas.

A intenção é que as 4 horas ganhas gerem dois milhões de novos empregos no país, 60 mil deles somente no Estado do Pará.

Na França, há anos vigora o regime de 35 horas semanais de trabalho. A implementação se deu durante um dos gabinetes socialistas do parlamento gálio, salvo engano de Lionel Jospin. Sarkozy assumiu pretendendo rediscuti-lo, mas hoje já não fala tão grosso assim.

Direita lá, esquerda aqui, estariam tendo a mesma agenda? Essa é uma opinião que gostaria de ouvir dos nossos visitantes.

Grandes notícias no mundo da tecnologia

Esta semana, grandes notícias se destacaram na área de TI.



A primeira, o ótimo discurso de Lula, - bem a seu jeito - em apoio ao software livre durante o Décimo Fórum Internacional de Software Livre em Porto Alegre. Na oportunidade, Lula aproveitou também para criticar a Lei Azeredo, dizendo com todas as letras, aquilo que a comunidade já vem alertando: a possibilidade de censura embutida em alguns artigos do projeto de lei.


Outra notícia confirma que Steve Jobs de fato voltou ao trabalho na Apple.

Steve Jobs is back to work. He is at Apple a few days a week and working from home the other days," Apple spokesman Steve Dowling said. "We're glad to have him back.

domingo, 28 de junho de 2009

sábado, 27 de junho de 2009

Cai o Pano*


















Cingapura à noite. Foto tirada contra o vidro do hotel
em velocidade baixa e iso elevada, sem tripé.


Are you Michael Jackson´s friend? Eu compreendi a pergunta do jovem que a mim se dirigia numa loja de discos HMV, ontem em Cingapura. Desculpe, mas por que você me faz esta pergunta, respondi. Ele, com aquele aquela tranquilidade dos orientais, entao me contou do inusitado que corria o mundo pela internete: a mais complexa personalidade da cena mundial da música pop escrevera outro capítulo de uma biografia onde sucesso, sofrimento e escândalos foram conjugados de forma cruel e única - Michael Jackson morrera em circunstâncias obscuras.
Depois de 11 horas de voo para Frankfurt, enquanto aguardo minha conexão para o Brasil, reflito sobre a vida do grande artista desaparecido, que conheci quando cantava com os irmãos no conjunto The Jackson's 5, no selo da legendaria gravadora Motown em meados dos anos 70. Era o tempo de Ben, e nós no alvorecer da adolescência, tal qual o cantor-mirim dos Jackson, caíamos apaixonados nos acordes românticos da música, não poucas vezes sem entendermos nada do que ela dizia.

Ben, you're always running here and there
You feel you're not wanted anywhere
If you ever look behind
And don't like what you find
There's one thing you should know
You've got a place to go
(you've got a place to go)

A voz de belo timbre escapou da instabilidade emocional e depois dos fatos a ela associados, mas o homem naufragou de forma sucessiva na intranquilidade de uma vida privada, à luz trazida crua e de forma preconceituosa por uma imprensa ávida por mais e maiores escândalos no show business. Não fosse pela genialidade musical, certamente o artista Michael Jackson teria sido a caricatura que fisicamente se tornou ao buscar algo que parecia imprescindível para completá-lo, misturando criador e criatura num amálgama com proporçoes e densidades nunca dantes testemunhadas publicamente. Contudo, o fenótipo embranquecido, inegável expressão de mimesis, não permitiu que escondesse nem dos outros nem da sociedade a sexualidade incompleta e oculta na argamassa de uma personalidade tão frágil quanto perigosamente assustadora.
A Antiguidade quando afirma que a arte é longa e a vida é breve, diz-nos que os desenganos que o torturaram em vida não serão contudo o seu legado aos próximos. Sobriveverá dele a música e a coreografia como expressões únicas da arte mundial dos últimos quarenta anos, referenciadas às tradições da música negra norte-americana, desde os cantos de resistência nas plantations até a explosão do rythm & blues do qual a obra jacksoniana recebe influências.
São testemunhas desse epitáfio, as vozes de diversas e diferentes personalidades do mundo musical, religioso e político, que em coro registraram a importância do artista. Confirmam-nas a brutal ascensão dos acessos à internete logo após a divulgação de sua morte, a ponto da segurança do Google considerar que, frente a inusual estatística, estava sofrendo um ataque superlativo de hackers. Quanto a mim, a propósito da pergunta dos cingapurenses, essa era a senha para uma homenagem pública em memória do artista. Razões de trabalho, infelizmente, não me permitiram atender ao convite, o que faz também deste post expressão de solitária homengem a aqueles jovens amigos de Michael Jackson.

*Cai o pano é expressão teatral que referencia ao momento em que desce a cortina ao final de um ato ou da conclusão da peça. Utilizou-a Agatha Christie para dar título ao seu último livro , aquele em que o lendário detetive belga Hercule Poirot morre para solucionar o crime.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Ainda sobre o rei Jackson


Imagem: Bomga da mata

Edyr Augusto, em seu Opiniâo não se discute, fala sobre Michael Jackson e seu fortuito encontro com o popstar em Londres.

(...) Estava em Londres, zanzando na Oxfort Street. Atravesso uma ruela junto ao prédio da então portentosa HMV Records, loja de discos. Passa por mim uma limousine. Por curiosidade, olho.(...)

Ah! Leia a íntegra aqui.

Canto do blogueiro



Vários posters do Flanar, já mostraram os seus. Faltava eu. Então aí vai. Não reparem a bagunça. Cuidei de não arrumar nada para ser fiel a realidade. E ela é assim.

Microsoft anuncia os preços do Windows 7



Com lançamento previsto para 22 de outubro deste ano, a Microsoft anunciou ontem os preços que serão praticados para o Windows 7. Existem vários cenários. Veja onde você se enquadra:

1) Versões Full (para quem não possui uma cópia original do Windows XP/Vista);
  • Home Premium = U$ 200,00
  • Professional = U$ 300,00
  • Ultimate = U$ 320,00
2) Versões Upgrade (para quem já possui uma cópia original do Windows XP/Vista)
  • Home Premium = U$ 120,00
  • Professional = U$ 200,00
  • Ultimate = U$ 220,00
Mas para consumidores dos EUA que decidirem participar da pré-venda (pagando antecipadamente por isso), os descontos serão grandes. Apenas para aqueles que desejarem adquirir versões upgrade Premium e Professional, os preços serão de 50 e 100 dólares, respectivamente.

No Brasil, ainda não há definição de preços e nem se haverá pré-venda. Mas já dá para ter uma idéia de quanto você precisará desembolsar para enterrar o novo sistema em seu PC.

Enquanto isso, a Apple anuncia que a nova versão de seu Mac OS X (conhecida como Snow Leopard), sairá por apenas 30 dólares em versão upgrade. Além disso, oferece os chamados family packs, onde em uma só tacada, você adquire 5 licenças para instalar em até 5 Macs de sua casa, pagando um preço infinitamente inferior.
Alguma vez você ouviu algo semelhante ser praticado pela Microsoft, que não o obrigue a adquirir 5 cópias de seu sistema operacional para PC?

:P

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Morre o astro pop Michael Jackson



Talentoso em tenra idade, polêmico, recluso, envolto em sucessivas questões judiciais, não importa. Este cara, definitivamente, em algum momento fez parte da vida dos muitos atuais quarentões.
Após sofrer uma parada cardíaca, e passar por breve período em coma, aos 50 anos, Michael Jackson se foi.

Da censura no país do Carnaval

Haverá coisa mais sórdida que a censura? A liberdade de pensamento e expressão, infelizmente, ainda sofre muitos (e duros) golpes no B do Bric, igualando-nos aos demais componentes desta nova confraria em matéria de antidemocracia.

Ontem, humoristas do programa Pânico na TV, da Rede TV!, foram impedidos de filmar um quadro em que aparecem travestidos de Lula e Sarney na rampa do Palácio do Planalto. Pode-se questionar o bom gosto do programa e criticar a rudeza de suas piadas, na maioria das vezes grosseiras. Mas isto faz parte do espetáculo; suportá-lo, da democracia.

A crítica política historicamente se expressa, e não somente no Brasil, por meio do humor. Impedir a filmagem e, mais, ameaçar de prisão os humoristas é censura pura - censura mesmo, sem espaço à cabotinagem que assola os mal-intencionados que defendem o sangue nos jornais paraenses.

Na taberna



Às quintas, na Taberna. Clique na foto para ampliar.

Rema

Ao ler o ótimo post do Yúdice, Que mundo ela verá? , só me veio a cabeça a letra desta bela música composta por Jorge Drexler, para o filme Diários de Motocicleta.




Al otro lado del Rio
Jorge Drexler

Clavo mi remo en el agua
Llevo tu remo en el mío
Creo que he visto una luz al otro lado del río

El día le irá pudiendo poco a poco al frío
Creo que he visto una luz al otro lado del río

Sobre todo creo que no todo está perdido
Tanta lágrima, tanta lágrima y yo, soy un vaso vacío

Oigo una voz que me llama casi un suspiro
Rema, rema, rema-a Rema, rema, rema-a

En esta orilla del mundo lo que no es presa es baldío
Creo que he visto una luz al otro lado del río

Yo muy serio voy remando muy adentro sonrío
Creo que he visto una luz al otro lado del río

Sobre todo creo que no todo está perdido
Tanta lágrima, tanta lágrima y yo, soy un vaso vacío

Oigo una voz que me llama casi un suspiro
Rema, rema, rema-a Rema, rema, rema-a

Clavo mi remo en el agua
Llevo tu remo en el mío
Creo que he visto una luz al otro lado del río

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Anonimato

Do blog do Luís Nassif, edição de hoje:

A lei Azeredo e os Blogs apócrifos

O principal inimigo da liberdade da Internet não é o dispositivo do Senador Eduardo Azeredo sobre o tema. São os crimes contra a honra cometidos no anonimato.

Esse é o ponto central de discussão de todos aqueles que acreditam e defendem a liberdade de expressão na Internet.

Um Blog apócrifo, cometendo assassinatos de reputação, spams com ataques difamadores, são a matéria prima da qual se alimentam aqueles que pretendem colocar um feio na liberdade da Internet.

Não se trata apenas da mancha da covardia, que marca todos os que se valem do anonimato para crimes contra a honra. Aí é um problema individual de cada um. A questão maior são os efeitos de tais atitudes sobre o conjunto da blogosfera.

A princípio, discordo de Nassif.

Nos tempos atuais, é difícil manter anonimato total via internet. No caso de cometimento de crimes, e com a devida autorização judicial, a quebra do sigilo dos provedores permite, por meio de ferramentas que conseguem localizar IPs em máquinas e no espaço geográfico, responsabilizar os meliantes que deles fazem uso para "assassinar reputações".

A se considerar o que o LN diz, teríamos também que tomar como risco à blogosfera os comentaristas anônimos. Estes, todos os que frequentam os blogs sabem, são essenciais ao caráter participativo do meio virtual.

Parece-me que o que falta, efetivamente, é uma cultura de uso das ferramentas de comunicação na internet - principalmente na moderação de comentários pelos editores e na não replicação de postagens apócrifas oriundas de blogs anônimos. Aos poucos, porém, isto vai sendo aperfeiçoado. Dia chegará em que este debate será desnecessário.

Aperta o laço

O prazo determinado pela Justiça Federal para modificações no atendimento aos usuários da Saúde municipal se esgota em 23 dias. Ainda restam 48 itens a serem adequados.

O Ministério Público Estadual exige a retirada dos camelôs das ruas da cidade em 60 dias.

A CPI da Saúde, na Câmara Municipal, vai ouvindo um por um dos envolvidos no descalabro novadelhiano (© Juvêncio de Arruda).

Agora, o Diário do Pará on line noticia que Walter Arbage, presidente da Câmara Municipal de Belém, é alvo de uma representação movida no Parlamento Mirim por PPS, PSB, PT e PMDB.

Fecha-se o cerco, enfim, sobre o pior prefeito da história de Belém?

Que mundo ela verá?

Minha filha completou onze meses ontem. Quando ela começar a se interessar por essas coisas, José Sarney já terá morrido, espero. Duciomar Costa será uma página virada e a polarização PT-PSDB/DEM terá implodido sobre o peso das próprias culpas. A economia mundial pode ter melhorado. O Brasil pode ter evoluído em termos de legislação e conquistas sociais concretas. Termos como "guerra fria" e as consequências da ditadura militar também estarão mais esvanecidos. Um mundo sem celulares, microcomputadores domésticos e comunicação rápida e algo barata será notícia histórica. E com um pouco de sorte, as obras do Ação Metrópole, do governo do Estado, já estarão concluídas.
Mesmo assim, será um mundo em que Barbalhos, Calheiros e outros protozoários do gênero continuarão à frente dos negócios da República. Duvido que o povo brasileiro finalmente compreenda o valor do voto no espaço de uma década e meia, mais ou menos. Duvido que o discurso de governabilidade a todo custo já tenha sido superado pelo presidente da República da época. Duvido que os empresários paraenses e suas cabeças mumificadas já tenham subido algum degrau além do papo furado do desenvolvimentismo de décadas atrás. Duvido que os nossos jornais já tenham aderido à preocupação de fazer jornalismo, acima de tudo, com ou sem diploma.
Duvido de tantas coisas que me preocupo demasiadamente com o mundo que se abrirá para ela, quando seus olhos sociais finalmente se fixarem na realidade. Espero, ao menos, ser capaz de lhe ensinar um pouco das velhas lições sobre honestidade que escutei dos meus antepassados e de pessoas valorosas que tive o privilégio de conhecer. Lições que, ao tempo em que me foram dadas, já eram velhas, porém repassadas com a firme convicção de que estavam corretas. E de que, como diz Caetano Veloso, o certo é saber que o certo é certo.
Espero que haja tempo de eu lhe falar dessas coisas, antes que ela não acredite mais em mim ou cogite, com sinceridade, de me internar em algum nosocômio para alienados mentais.
Mas, por enquanto, ainda tenho alguns anos de encantamento, inocência e fantasia. Que, se Deus quiser, saberemos aproveitar!

O "mistério" enfim se revela



Esta é curta, pois tudo o que é importante pode se resumir em poucas palavras. E é de interesse daqueles que compartilham o mundo Mac.
Steve Jobs, CEO da Apple submeteu-se a um transplante de fígado no Methodist University Hospital Transplant of Tennesse. A notícia foi divulgada oficialmente pelo hospital com autorização de Jobs, que segundo informações do The Wall Street Journal, teria comparecido ao campus da Apple em Cupertino na segunda-feira.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

São João na São Jorge



Amanhã à partir das 21:30 h, sempre na Taberna.

Teia

Não sou da área de segurança pública e, bem a propósito, na semana passada especialistas debateram os problemas e as soluções para o tema, em uma conferência estadual destinada a este fim.

No entanto, uma dúvida me assola, na qualidade de cidadão e usuário do serviço público: milícias armadas não deixaram de ser um fenômeno regionalizado? Ouve-se falar de milícias em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Espírito Santo, fora nosso dia-a-dia paraense. Estes grupos armados, matadores de bandidos, provavelmente proliferam também em outros centros, tão ou um pouco menos fora da mídia nacional quanto Nova Délhi (© Juvêncio de Arruda). Não seria a hora de estudar um eventual liame, formal ou não, deliberado ou involuntário, entre eles, e formular uma política nacional de combate a este tipo de crime? Ou isto é mera coincidência?

Neste ramo, o vulgo faz crer que não exista acaso. E não deve mesmo existir.

sábado, 20 de junho de 2009

Raça boa


Imagem: Fotocomedia

Tá interessado(a)?

Plaquinhas do centro de Habana Vieja

Quem viaja muito, sabe que toda cidade, além do óbvio, tem muitos detalhes que a fazem única. E para quem anda por estas cidades, sabe que nenhum destes detalhes é mais marcante do que as placas que identificam os logradouros públicos. Cada cidade tem a sua.


Placa de rua de Paris. Existem até "souvenirs" com elas.


Placa de rua em Portugal.

Paris, por exemplo, tem placas absolutamente únicas. E quem as vê, associadas a todo a exuberante arquitetura daquela extraordinária cidade, jamais as esquece.

Havana não é diferente. Especialmente em Habana Vieja, podemos ver uma enorme sequência de plaquinhas feitas de azulejos com desenhos rebuscados, possivelmente feitos à mão. Os desenhos de moldura, lembram a arte do "fileteado" argentino, vistos aos montes no bairro de Abasto em Buenos Aires (leia o post Nuvens Baixas com Gardel). Talvez a herança espanhola de ambas as cidades, sirva para explicar alguma semelhança. Vejam agora os detalhes.


Seis azulejos, formam belas placas...(Imagem: Carlos Barretto)


...que podem ser encontradas no "miolo" do Habana Vieja...(Imagem: Carlos Barretto)


...e favorecem boas composições fotográficas.(Imagem: Carlos Barretto)


O que já publicamos sobre a viagem a Cuba

sexta-feira, 19 de junho de 2009

O Hábil

O ex-governador Simão Jatene, "abre o coração" na Perereca da Vizinha.
Deu o que eu chamaria de "uma boa entrevista".

Chico eterno



Nelson Rodrigues dizia que toda unanimidade é burra. Chico Buarque não fugiria à regra; há burros que dele não gostam. Apontam posições políticas equivocadas como fundamento para contestar sua arte, marco que agiganta a música popular brasileira aos olhos do mundo.

Chico Buarque, nosso old blue eyes, encanta plateias e ouvintes há quase 50 anos. Há exatos 65, nascia no berço esplêndido de uma família tradicional oriunda de São Paulo e radicada no Rio de Janeiro, filho do renomado intelectual Sergio Buarque de Holanda e de dona Maria Amélia Cesário Alvim.

Não existe brasileiro de classe média, com 30 anos ou mais, que não tenha sido embalado pelas canções políticas, amorosas ou com foco no cotidiano de Chico Buarque. O foco em outros interesses e uma certa crise produtiva afastaram Chico das novas gerações; obras novas e magníficas, como as canções dos anos 60, 70 e 80, nunca mais foram criadas. Mas Chico tem muito crédito, e vai continuar a ter pelos séculos dos séculos, amém.

Como é recorrente em minha memória, Chico me evoca coisas de infância: a música postada lembra-me minha mãe, ainda jovem, frente à TV, assistindo as aventuras de Luana Camará em Sétimo Sentido, novela de Janete Clair exibida em 1982. As vitrines abria o folhetim, dramático como só Janete Clair sabia fazê-lo.

Com esta postagem, homenagem ao aniversário do maior compositor vivo da MPB, reabro as sessões vídeo-musicais das sextas-feiras, hábito perdido, mas ainda possível de recuperar.

Bom fim de semana a todos.

Fato e versão

O 5a Emenda, do nosso confrade bissexto Juvêncio de Arruda, apresenta o fato. As versões, evidentemente, sairão ao gosto do freguês - uma completamente diferente da outra, por certo.

Pérolas do cotidiano


Imagem: Fotocomedia.com

Não tem computador nem internet? É só entrar aí, ó!

Atração especial na Taberna este sábado



Walda Marques, pelo telefone, informa ao poster que neste sábado, sua Taberna São Jorge traz uma atração especialíssima para os amantes da boa música instrumental. Acompanhado de Nego Nelson e Dadadá, o saxofonista brasileiro residente em Nova Iorque, Paulo Levy, vai tocar a partir das 21:30 h.

Vou logo avisando que vou marcar presença lá. E, além de ouvir a ótima música de Paulo, vou degustar o excelente sanduíche de peito de peru defumado. Além da sempre alegre companhia da Walda. Que tal se o os demais blogueiros e parceiros do Flanar resolvessem se encontrar por lá também?

A Taberna São Jorge fica na Félix Roque, 268 (Cidade Velha), que você confere aí em baixo, no Google Maps.


Exibir mapa ampliado

Crônica da morte repetidas vezes desanunciada


Imagem: Win Tech Galeria

Pois saibam todos que o prometido defunto, não morreu. Ou melhor, não o deixam passar.
Pressionada pelo advento dos netbooks e pela má performance do Vista, capaz de transformar qualquer hardware avançado em carroça de última, a Microsoft uma vez mais, extende as vendas de seu Windows extendido XP.
Agora, a companhia de Redmond avisa que só vai descontinuá-lo a partir de abril de 2011!
Enquanto isso, até agora nada do Windows 7. Aquele que promete ser o super, o máximo, o incrível, o seguro, o maravilhoso.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Personagens que você vai encontrar em Havana

Andando pelas ruas de Habana Vieja, você com absoluta certeza, vai topar com eles. Veja agora os principais personagens que fazem a alegria das calles, prestam serviços à população e aos turistas ou simplesmente, fazem parte da rotina da cidade.

1. Músicos

Estes, sem a menor sombra de dúvida, são os verdadeiros reis da cidade. São os responsáveis pela vibrante animação que podemos sentir em todos os recantos daquele bairro.


Sentados nas calçadas...(Imagem: Carlos Barretto)


...em bares, restaurantes, ...(Imagem: Carlos Barretto)


...praças, cercados de turistas...(Imagem: Carlos Barretto)


...na amurada do Malecón...(Imagem: Carlos Barretto)


...ou andando livremente...(Imagem: Carlos Barretto)


...entre as centenas de passantes em ruas estreitas...(Imagem: Carlos Barretto)


...e com sorte, no Teatro Karl Marx.(Imagem: Carlos Barretto)


2. "Modelos fotográficos".

Andando com roupas no mínimo extravagantes, algumas muito coloridas, mostrando uma barba "matusalênica" ou meramente portando um enorme charuto - tão grande que é difícil de acreditar que seja utilizado no cotidiano - nem se iluda. Não se tratam de habitantes comuns. E a única designação que consigo pensar para eles, é mesmo a de "modelos fotográficos". Nem duvide que após fotografá-los, eles logo irão atrás de você para ganhar seu CUC. Merecido. Pois podem gerar boas composições fotográficas. Além disso, você não acha mesmo que eles se vistam assim à troco de nada. Pois saiba que eles sobrevivem disto. Portanto, abra logo a carteira e dê uma ajudinha.


Nas calçadas, à sombra...(Imagem: Carlos Barretto)


... portando charutos e vestindo roupas coloridas...(Imagem: Carlos Barretto)


...atraem muito a atenção dos turistas.(Imagem: Carlos Barretto)

3. Outros

Não menos importantes, estes nada vão lhe cobrar. Afinal, são parte legítima da paisagem urbana de muitas cidades. A Polícia Nacional Revolucionária é responsável por sua segurança na cidade. Recorra a ela em caso de qualquer ocorrência desagradável. Segundo alguns moradores que ouvimos, será muito difícil ocorrer qualquer furto de seu equipamento. Mas se ocorrer, a PNR vai atrás. Interessante que parece haver sempre um soldado do exército cubano ao lado dos policiais. Andam em duplas pelas ruas da cidade.


Soldado do exército e policial da PNR.(Imagem: Carlos Barretto)

Já os estudantes, estão por todos os cantos, andando em grupos pelas calles, visitando os museus ou simplesmente divertindo-se ou namorando nas praças. Andam sempre com o mesmo uniforme, que parece padrão.


Estudantes andam em grupos pelas ruas.(Imagem: Carlos Barretto)
O que já publicamos sobre a viagem a Cuba

quarta-feira, 17 de junho de 2009

iPhone OS 3.0 finalmente em operação

Sim. Ele chegou. Mas não sem trazer alguns probleminhas corriqueiros nestas horas de tanta ansiedade. O primeiro deles, e mais óbvio, é a dificuldade que alguns usuários reportaram para a ativação do novo OS, nos sobrecarregados servidores da Apple. Coisas de quem tem pressa. Como estou atualizando agora, não encontrei este problema.
A outra, parece ser relacionanda com configuração de mensagens MMS.
Mas o pior mesmo, é o tempo que leva desde o início do download até o final da instalação: cerca de 40 minutos. Fui até tomar um banho. Mas ao final, lá estava ele funcionando direitinho.
E grátis.

Nota de Pesar

Mesmo atrasado, o blog registra e lamenta o brusco falecimento de nosso saudoso professor Dr. José Maria Salles. Sempre ativo, mesmo aposentado, manteve atendimento voluntário no ambulatório do Hospital Barros onde comparecia 2 vezes por semana para atender seus pacientes.
Conhecido de longa data, desde a época em que ministrava a disciplina de Terapêutica Médica, Salles era um bom professor. E figura humana das mais agradáveis.

iPhone OS 3.0 sai daqui a pouco


Imagem: Blog do iPhone

Acalmem-se! Nós do lado de cá, devemos esperar o dia virar lá pelas bandas orientais. A Apple marcou a liberação do novo sistema operacional do iPhone para o dia 18 nas terras asiáticas. Por esta razão, possivelmente só poderemos baixá-la após as 12 h.
Roam as unhas enquanto isso. :-P

iPhone 3G S já disponível de forma não oficial no Brasil




No Brasil, tudo é possível. Uma empresa de Campinas, apresentou um vídeo no You Tube, com não apenas um, mas 4 iPhones 3GS desbloqueados, para estupefação geral de comentaristas do Blog do iPhone.
A princípio, especulou-se muito sobre a veracidade do vídeo, sobre a hipótese dos aparelhos serem falsos, etc. Contudo, a empresa voltou a carga e subiu o novo o vídeo acima para o You Tube, onde não restaram mais dúvidas. São de fato 4 iPhones 3G S "novinhos da silva", inteiramente desbloqueados.
Lembramos que a Apple determinou o lançamento mundial deste iPhone para agosto. Portanto, tratam-se de versões "não oficiais", digamos.
E o vídeo? Bem. Ele passa a ser o primeiro vídeo no mundo mostrando iPhone 3G S em funcionamento. E que beleza de funcionamento!

Dica de ASF@Web.

-------------------------------------------------------------------------
Atualizada às 10:30

O vídeo de fato já virou um hit mundial. Agora há pouco, foi publicado no histérico Gizmodo, que assim, deu um "olé" no frenético Engadget.

O fim do mundo, segundo Roberto Paiva

A Rede Globo mantém um jornalista correspondente no Pará. Ele utiliza a infraestrutura da TV Liberal, afiliada global no Estado, mas tem total autonomia para definir suas pautas e produzir suas matérias. O problema é que Roberto Paiva, o atual correspondente - esse sujeito que aparece na imagem abaixo -, parece estar muito insatisfeito com a missão que lhe foi dada pelo empregador. Ou então teve algum problema em terras paroaras e decidiu ir à forra. O fato é que denegrir a imagem do Pará parece ser o único objetivo do moço.
Praticamente todas as semanas somos brindados com os serviços de utilidade pública produzidos por Paiva, exibidos em rede nacional. Hoje, p. ex., tivemos mais um exemplo, no Bom Dia Brasil. A matéria já começa com o apresentador dizendo que quando você pensa já ter visto tudo sobre absurdos no trânsito, vem o Pará surpreender.
A matéria mostra absurdos, sim. Mas desafio qualquer um a provar que sejam típicos do Pará. Transporte de pessoas em locais proibidos, estradas depauperadas, ausência de documentação, excesso de velocidade, veículos caindo aos pedaços, etc. Só existe aqui? Sugiro, então, ao honorável jornalista que compre a revista 4 Rodas e procure, logo no começo, a seção de fotos enviadas pelos leitores. As barbaridades são mandadas de todos os cantos do país, inclusive do Sudeste Maravilha, e também envolvem transporte irregular de pessoas e cargas, veículos apodrecidos ou modificados ilegalmente, dentre outros problemas.
Paiva parece ter um ódio especial por Belém, para onde veio mostrar que os ônibus poluem o ar com fumaça negra, avançam sinais fechados e até circulam sem documentos. Tudo coisa restrita a Belém do Pará, com certeza. E usando o velho recurso de editar a reportagem para destacar os aspectos que se quer, colocam um sujeito da CTBel falando asneira.
Mas Paiva tem outros méritos: é desinformado ou age de má fé. Digo isso porque ele afirma que a PA-150 é a "principal estrada do Pará". Você pode conferir a idiotice no texto escrito constante do sítio do jornalístico. Nunca foi. Mas a afirmação pode ser útil, porque permite ao venerando jornalista mostrar uma estradinha estreita e ordinária, sem acostamento e toda empoeirada, para causar nos brasileiros a sensação de isso-aí-é-a-principal-estrada-do-Pará-?, que deve ser o seu objetivo.
Honestamente, o denuncismo de Roberto Paiva já encheu. Escrevo esta postagem em solidariedade a um amigo que odeia o cara e cogita até confrontá-lo, qualquer dia, se topar com ele pela rua. Quem sabe Paiva não ganha mais uma pauta para detonar com os paraenses?
Nem vou pedir que alguma autoridade paraense proteste contra esse senhor. Mas e você, paraense, cidadão comum, o que acha disso?

terça-feira, 16 de junho de 2009

Meu oftalmologista é bom

Existe uma anomalia visual que acomete muita gente a partir dos 40 anos. Trata-se da Presbiopia, conhecida popularmente como "vista cansada". Aos 47, é óbvio que não reluto mais com a doença, afirmando que meus braços teriam encurtado, como alguns preferem. Uso óculos para ler. Apenas para ler. Para longe, enxergo muito bem.
Mas certas coisas, não há óculos que resolva. O foco já se perdeu há algum tempo.
E os blogs nos ajudam a enxergar os desfocados. Melhor do que lentes em armações Emporio Armani.

Parede elétrica

Imaginemos que você seja daqueles que nunca teve um equipamento de informática antes. Um cenário nem tão raro assim no Brasil dos excluídos. Finalmente, após uma longa espera e capitalização, você acaba de adquirir um novo computador. E na saída, descobriu que ele vem acompanhado de um monitor. Além do mais, de nada adianta um computador sem uma impressora. Sai então com um multifuncional que lhe adiciona o scanner. E logo descobre, que para tudo isso, vai precisar no mínimo de um estabilizador de energia, ou um filtro de linha. Estes produtos, lhe darão no mínimo as 3 tomadas elétricas necessárias para botar tudo pra funcionar.

Muito bem. Mas se, em outro cenário, você seja um "bacana", com bom orçamento, e muita vontade de utilizar todos os recursos que a tecnologia digital proporciona? Logo vai se deparar com a dura realidade: sem energia elétrica de boa qualidade, tudo simplesmente não existe. Carregador para palmtop, celular, câmera e filmadora digitais, GPS veicular, enfim, tudo isso vai exigir tomadas elétricas. Alguns criam algumas bizarrices na tentativa de solucionar esta demanda. Criam aquelas árvores de natal montadas com prosaicos "benjamins", cheinhos de produtos conectados. Uma solução péssima. Seja do ponto de vista estético quanto técnico. Nada recomendável. Acaba em pouco tempo, neurotizado com o problema. Aí vem a reforma do "escritório". E toma-te tomadas elétricas. Mas mesmo assim, o número projetado, rapidamente se mostra insuficiente para atender sua inesgotável demanda por energia.


Imagem: Engadget

Achou ruim? Pois veja o que este maluco inventou aí em cima?
Uma parede recheada de tomadas elétricas. Nem todas funcionam, é claro. Apenas algumas delas. O problema, residiria em identificar adequadamente qual delas terão alguma importância prática.

Ficou satisfeito? Eu não. Que coisa horrível!

O retorno do blogueiro

O ex-Secretário de Comunicação do governo do Estado, professor Fábio Castro, voltou à ativa no Hupomnemata. Ganha a blogosfera paraense.

Amanhã é dia de iPhone OS 3.0



Usuários de iPhones legais já contam as horas para a nova e importante atualização de seu "gadget". Trazendo novidades que atendem velhas lacunas além de implementar novidades, o iPhone OS 3.0 deve estar disponível para atualização via iTunes amanhã, 17 de junho, segundo anunciado pela Apple na semana passada, durante a WWDC 2009.

Para quem não entende do que estamos falando, trata-se de um momento semelhante a um upgrade aí do seu Windows. E o que é melhor: inteiramente gratuito para os usuários de iPhone. Mas custando cerca de 10 dólares para os portadores de iPods Touch.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Le Mans 2009


David Brabham, ao volante do Peugeot 908 HDI (imagem: The Guardian)

Pouco se comenta no Brasil sobre a célebre "24 Horas de Le Mans", a mais importante corrida de resistência do mundo, realizada anualmente na França.
E ontem, após um jejum de 9 anos, a fabricante francesa Peugeot colocou dois dos seus três carros no pódio: em primeiro terminou o trio formado por Marc Gené, Alexander Wurz e David Brabham; na segunda posição ficou o carro conduzido por Serrazin, Montagny e Bourdais. No terceiro posto ficou a equipe germânica da Audi, vencedora de 8 das últimas 9 edições, com o modelo R15 de Capello, Kristensen e McNish.
Todos com motor Diesel.
E a Peugeot promete para 2010 ou 2011 competir com um modelo híbrido, o 908 HY, o qual poderá trazer um novo horizonte para as competições automobilísticas, adequando-as às futuras leis de emissão de poluentes. Une véritable revolution!

Que crise?

Algumas pessoas com as quais conversei comungam de minha opinião: a julgar pelos shopping centers, restaurantes e moteis, não há crise econômica no Brasil.
Tudo bem que o nosso recorte é altamente restritivo, pois toma por base apenas Belém do Pará. Contudo, refiro-me aqui às pessoas que puderam dispor de dinheiro para o supérfluo. Afinal, comprar uma lembrancinha fora do shopping era uma opção, certo? Mas muita gente recorreu ao preço maior da comodidade, mesmo sabendo que isso não corresponde necessariamente a maior qualidade.
O fato é que estava tudo lotado. Ou seja, há dinheiro circulando para viabilizar os pequenos (e até os grandes) prazeres da vida.
Isto não é uma crítica, não. Muito pelo contrário. Eu ficaria até mais satisfeito se uma quantidade maior de pessoas pudesse usufruir dessas alegrias e apertar laços afetivos, ainda que sob o pretexto de uma data comercial. Todos merecem ser felizes e beijar na boca. Ou não?

Pergunta à moda dos concretistas

O jornalista Ricardo Noblat, em seu blog, edição de hoje, detona o presidente do Senado e ex da República José Sarney.

No post "Sai, Sarney", Noblat lista alguns casos de corrupção em países de 1o mundo e suas consequências para os políticos estrangeiros que os protagonizaram, concluindo ao final que Sarney deveria fazer algo a respeito dos recentes escândalos do Senado: renunciar à presidência da Casa "para atenuar as nódoas recentes de sua biografia".

Tudo bem: Noblat está certíssimo. Mas eu pergunto: e as nódoas antigas, quem as (a)paga?

Cores

Os hindus celebram a chegada da primavera com uma festa religiosa denominada Holi: no principal dia da festa, as pessoas, nas ruas, jogam umas nas outras pó colorido, extraído das flores.

O efeito espetacular das cores do Holi é muito bem retratado pelo fotógrafo indiano Poras Chaudhary. A crítica frisa que nas fotos de Chaudhary não há qualquer efeito de lentes ou Photoshop.

Mais imagens de Chaudhary e do Holi podem ser vistas no sìtio do artista na internet (inclusive o original da magnífica foto que ilustra este post)ou na sua página no fotoblog Flickr.

domingo, 14 de junho de 2009

Chacoalhando

Domingão, sol claro, tempo livre e disposição.
Tudo o que eu precisava para dedicar ao menos 3 horas as atividades de jardinagem. Preventiva e com forte potencial de severas mudanças no design do pequeno jardim de apenas 4 metros quadrados que me resta em meio a área edificada da residência.

Apenas 4 metros quadrados!! O suficiente para me motivar a fazer algumas interferências estéticas e aguçar a sensibilidade. É quase o mesmo desafio que se impõe na composição de uma fotografia. Só que com ritmo lento e obrigatório dispêndio de energia física. Mas o ritmo lento e determinado, gera um vulcão de pensamentos e reflexões em paralelo. E o aprimoramento da paciência. Esta sim, minha principal necessidade do momento.

Ao final, um jardim com aquele aspecto inicial que se segue as grandes batalhas. Terra remexida, grama replantada, lama por todo lado e a necessidade imediata de um bom banho.
Quanto ao aspecto inicial do jardim, em nada me preocupo. A natureza em pouco tempo realiza o milagre das adaptações e preenchimentos necessários ao desejado resultado.
Ao final, novas decisões, novas disposições pessoais.
Não é pouco.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Voo 447 no Google Earth


Imagem: Google Earth Blog

Quer usar o Google Earth para entender o trágico acidente com o voo 447 da Air France?
Abra seu Google Earth, clique aqui e siga as instruções.

Termos de alto risco

Um relatório de pesquisa realizada pela empresa de antivírus McAfee, aponta quais termos utilizados em ferramentas de busca, trazem mais risco ao usuário, de contaminar-se com malwares.

Screen savers, free games, work from home, Olympics, videos, celebrities, music and news.

Além destas, figuram termos como: word unscrambler, lyrics, myspace, free music downloads, phelps, game cheats, printable fill-in puzzles, free ringtones and solitaire.

Pena que a pesquisa inclua apenas palavras e termos na língua inglesa. Mas quem procura estas coisas, e de fato deseja encontrá-las, vai utilizar o inglês também. Daí, vale o aviso divulgado pela CNN.

Armas nas mãos de loucos

“You want my weapons — this is how you’ll get them,”
“The Holocaust is a lie,”
“Obama was created by Jews. Obama does what his Jew owners tell him to do. Jews captured America’s money. Jews control the mass media.”

Estas e outras "coisinhas", estavam escritas em um caderno encontrado no carro do maníaco que atacou o Museu do Holocausto em Washington/DC.
Leia mais aqui também.

"Hype"???


iPhone utilizado como GPS veicular "curva-a-curva".

Nesta segunda, a Apple fez mais uma série de lançamentos durante a WWDC 2009 na Califórnia. Conforme o blog divulgou, em uma apresentação de quase 2 horas, a companhia lançou uma nova versão do sistema operacional de seus computadores, - o Mac OS X, dito Snow Leopard - além de novas opções de computadores portáteis e uma versão aprimorada do iPhone, que batizou de 3G S.

Olhando assim apenas pela aparência, certamente o evento talvez não tenha tido o impacto de outros do passado. Como o próprio lançamento do iPhone ou de quase todos os modelos de novos iPods. De fato, em termos de design, quase nada surgiu de novo. E desta feita, nem o próprio CEO Steve Jobs esteve presente.

Tudo isso, pode trazer para alguns uma certa contrariedade. Afinal, quem é Macmaníaco acostumou-se a ver o lançamento regular de grandes e poderosas novidades em eventos patrocinados pela empresa de Cupertino.

Pessoalmente, não compartilho totalmente desta impressão. O iPhone agora, embora mantenha o envelope externo inalterado, ganha a possibilidade de encaixar-se com hardware externo, fabricado por terceiros e transformar-se por exemplo num glicosímetro, num equipamento de GPS curva-a-curva (ver foto acima), entre outras possibilidades ainda não desenvolvidas. Além disso, seu novo firmware iPhone OS 3.0 amplia a capacidade multimídia além de corrigir alguns inacreditáveis deslizes.

O Mac OS X Snow Leopard agora possibilita a computação em 64 bits, - de valor para nichos de "hardusers" - além de implementar algumas melhorias significativas.

Enfim, os leitores mais tecnicamente preparados poderiam continuar enumerando as reais novidades embutidas nos lançamentos desta segunda. Mas a mim, mesmo concordando que elas de fato existiram, restou uma leve sensação de desproporção entre a expectativa prévia e o que realmente aconteceu. Mas isto é realmente culpa da Apple?

O articulista Joe Nocera do The New York Times, vai fundo na ferida e batiza o evento desta segunda de "hype". A princípio, o termo em inglês - que não tem tradução para o português no Google Translator - causou-me estranheza. Mas graças ao Sergio Blog 2.4 obtive uma definição importante para o termo.

HYPE --> Promoção extrema de uma pessoa idéia ou produto.

Feitos os esclarecimentos, agora leia o artigo do The New York Times e dê sua opinião.
Será que tudo o que se passou na WWDC 2009 não passou de um Hype? Para auxiliar sua compreensão sobre a polêmica, sugiro enfaticamente a leitura do livro A Cabeça de Steve Jobs, disponível nas boas livrarias. No mínimo, você vai ter um insight deste mercado de tecnologia, sempre tão tensionado e concorrido, e por isso mesmo, sujeito a espetáculos pictóricos aqui e ali.
E poderá ver que o Hype, não é privilégio da Apple.

De Carrera, de Carrera...


















O pemedebista Nelson "preciso aparecer" Jobim consolida-se como espécie folclórica no Executivo da República. Depois de tropeçar nas informações sobre o maior acidente aéreo da aviação nacional na semana retrasada, o incansável ministro da Defesa promove mais uma das suas cenas: agora defende torturadores publicamente, deixando assim o governo Lula numa situação delicada.
Mas, considerando a nova temática escolhida por Jobim, assistir o filme O Inimigo do Meu Inimigo é a melhor opção para avaliar as consequências morais de seu pragmatismo. O documentário está disponível em DVD.

O título do post lembra o personagem interpretado por Jô Soares, um general da ditadura argentina que não perdia a oportunidade de tirar proveito das mais variadas situações. No final de cada esquete esse personagem sempre concluia o diálogo com um bordão em que afirmava ser o general "de Carrera", num jogo de palavras que, naquele contexto, remetia a carreirismo.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Ódio Racial e Tiros em Washington, DC


















É impressionante que alguém com 88 anos entre no Museu do Holocausto em Washington - DC, armado com uma espingarda e troque tiros com os seguranças, assassinando um deles. A razão é que o acesso ao museu é vigiado eletronicamente e só autorizado após a passagem por raios X e detectores de metais. Esse museu da paz, em que o visitante ao entrar recebe uma nova "identidade", a de uma vítima dos nazistas alemães, é frequentado principalmente por jovens estudantes. Coube a mim a identidade de Max Gutmann, um romeno que sobreviveu a solução final e depois migrou para os EUA. Era um dia outonal quando lá estive e levado por minhas reflexões esqueci de fotografar a placa metálica, fixada próxima a entrada: pense sobre o que você viu. O supremacista racial James von Bruun participou da II Guerra e, ao protagonizar o inusitado atentado, provou que apesar da idade avançada continua um errado na vida.

E o Boi não Voou

Quem voou foi o lucro fácil de quem cria, compra e vende carne bovina na ilegalidade. A decisão de grandes importadores, como o Grupo Pão de Açúcar, de não mais comprar carne bovina oriunda de pastos ilegais do Pará pode acabar não só com a alegria da marginalidade, mas com a indecência de excelências que dão sombra e água fresca a delinquente ambiental.

Paz 0,0 %

A decisão do governo militarista de Israel de bloquear a entrada de 75% dos produtos básicos na Faixa de Gasa é inaceitável, porque imoral e criminosa. Esse tipo de medida afeta especialmente idosos, crianças e doentes, apesar de ter por objetivo quebrar o apoio moral que os palestinos dão a suas milícias especialmente o famigerado Herzbollah. Mas, ao contrário do efeito pretendido só aumenta o ódio entre gerações e a altura da pilha de cadáveres dos dois lados.

Fatos e Conjecturas

Muita conversa fiada. È assim que resumo o que foi publicado pela mídia sobre as causas que levaram o airbus A330 da Airfrance desaparecer ao cruzar o Atlântico Sul, em direção ao hemisfério norte. Rigorosamente nenhuma das hipóteses, nesse momento, pode ser descartada como causa da tragédia. Louve-se, contudo, a posição da Marinha e da Aeronáutica, que souberam conduzir o assunto com profissionalismo, nos limites morais que o assunto exige. Todo o tempo os oficiais responsáveis pela operação de resgate ensinam a quem tiver perspicácia que raciocina-se com fatos e não sobre conjecturas.

Rejeição

Está rolando na Perereca uma enquete onde você escolhe
"Em quem você NÃO votaria, de jeito nenhum, para governador (a) do Pará, no ano que vem?"
O poster já votou.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

O ganhador atrasado

Pitoresca a história do metalúrgico de Taubaté (SP) que quase perdeu mais de 5 milhões de reais na loteria. Tem lances novelescos, incluindo os meandros religiosos.
O homem aposta há 20 anos os mesmos números e desenvolveu uma idiossincrasia: guardar os bilhetes debaixo da imagem de N. Sra. Aparecida. No último dia 11 de março, ele diz ter conferido o bilhete, mas não se apercebeu de que fora contemplado. O bilhete premiado era o único que não estava no lugarzinho de costume, mas a esposa do vencedor apenas o removera numa faxina. O título que dava direito ao prêmio ainda estava lá, íntegro, após três meses. Fosse comigo, eu estava lascado.
E foi assim, depois de conferir o bilhete várias vezes, para acreditar, que o homem procurou a Caixa Econômica Federal duas horas antes de expirar o prazo para reclamar o prêmio. Não tivesse ele assistido ao jornal naquela manhã, estaria pobre até hoje e a grana iria para o Fundo de Investimento Estudantil do Governo Federal, o FIES, um destino nobre, se não desviado.
O metalúrgico de Taubaté agora deve adorar o apresentador do jornal...

terça-feira, 9 de junho de 2009

Sobre a transitoriedade

A plantinha que eu cultivei dentro de mim, cresceu, floresceu como uma deusa, deu belos frutos e se foi. A mim, restaram as ótimas lembranças de sua fina estampa e belos frutos.
Mas a vida continua. Que seja ótima enquanto dure.
Viva a vida! Sempre vale a pena um novo amanhecer!
E "vamos em frente"!

Fui!

9 de junho

Este é um momento tenso: estamos a três dias do Dia dos Namorados. Data feliz para uns, insignificante para outros, exaurida para terceiros, um verdadeiro terror para uma outra categoria, por sinal bastante numerosa, de indivíduos. Parece que, no Dia dos Namorados, um holofote se acende sobre quem está avulso e todo mundo - todo mundo mesmo - toma conhecimento de nosso infortúnio. Posso falar porque já passei muito por isso. Houve um tempo em que eu odiava plenilúnios. Felizmente, tempos idos.
Para muitos, estes últimos dias antes da data fatal impõem a necessidade e a urgência de arranjar alguém para chamar de seu, custe o que custar. Pode ser um relacionamento sem futuro (o que não se admite assim, aprioristicamente), desde que na noite dos namorados se tenha alguém com quem permutar algumas doses de saliva e matutar sobre aqueles versos da canção "Pro dia nascer feliz": só entende quem namora. Meio embaraçoso admitir, mas até hoje não sei de que Cazuza falava...
Além do mais, o Dia dos Namorados movimenta o PIB. Fora os presentes que o comércio nos conclama a comprar, restaurantes e moteis precisam desse acontecimento para faturar acima da média. Se assim é, os empresários deveriam ser mais inteligentes e estimular o amor, por meio de campanhas publicitárias agressivas. Mas que nada: ficam só esperando os felizardos abrirem as carteiras, se tiverem motivos ou condições para isso. Quando muito, uma propagandinha mixuruca aqui, outra ali, para vender este ou aquele produto. Não falo disso, e sim de uma campanha supostamente desinteressada, conclamando as pessoas a amar. Podiam se reunir num consórcio de empresários, dividindo as despesas com a campanha, da qual todos se beneficiariam depois. Falta de visão.
E como não poderia deixar de ser, há aqueles que rompem relacionamentos nesta época, para economizar presentes e demais custos. Uns cretinos, que criam cenas patéticas de olho numa reconciliação dali a uma semana ou menos, com direito a reconhecimento de culpa, pedidos de perdão e promessas de reforma íntima.
Ah, o coração humano! Quantos sentimentos cabem dentro dele! E de todo tipo...

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Afrodisíaco

Aliás, se você anda mal na "saliência", há quem acredite numa proposta moderna.
Leia aqui e divirta-se.

Acostumados

No post Vale, o santinho do PIG(*), ameaça a população do Pará, do Conversa Afiada, que divulga o pronunciamento do Senador José Nery (PSOL) denunciando "posturas autoritárias" da companhia Vale do Rio Doce, podemos ver alguns comentários interessantes. Mas NENHUM é mais do que este, feito pelo cidadão que se identifica como Julio Silveira.

Prezado PHA, um amigo meu que residiu neste estado, algum tempo atrás me informou que pessoas com dinheiro neste estado, automaticamente são poderosas, a instituições lá funcionam de forma diferente dos estados mais ao sul.
Nós estranhamos muito coisas que a nosso ver parecem aberração e são, mas lá a população se acostumou, ainda segundo esse meu conhecido.
O Pará assim como outros estados daquela região, não se enquadram no perfil de estados modernos. Lá a população e vista de acordo com seu poder aquisitivo, sem rodeios nem constestações.




(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista (Nota do poster: definição feita por Paulo Henrique Amorim)

Deslizando na consciência



Essa eu pesquei do Conversa Afiada.
Vejam este incrível tropeço do Ricardo Noblat.
Simplesmente hilariante!

Apple lança também o novo iPhone 3G S



É assim que a Apple batizou o novo iPhone. Em termos de design, nenhuma mudança. Caem por terra assim todas as imagens publicadas como especulação na "fervura" dos blogs especializados em tecnologia. As principais mudanças estão dentro.
  • mais rápido; - nada mais do que uma obrigação! :-))
  • nova câmera de 3 megapyxels com autofocus; - finalmente! :-)))))
  • vídeos a 30 fps (frames per second) VGA com áudio e exposição, foco e balanço de brancos automáticos; :-)))))
  • suporte a mensagens MMS; :-|
  • controle de voz (em inglês, é claro). :-|
  • bússola digital embutida; - numa destas novidades, acabo batendo com a cara no poste! :-)
  • maior duração na bateria: 5 horas de voz e 9 horas em WiFi internet; - nada mais do que uma obrigação! :-)
  • já incluído o novo iPhone OS 3.0 - oooooooohhhh! É mesmo? :-|
Mas a grande novidade: o velho iPhone 3G de 8gbytes permanece no mercado ao preço de 99 dólares (subsidiado por operadoras americanas, é claro). Já os novos iPhones 3G S, terão os seguintes preços:
  • iPhone 3G S 16 gbytes - 199 dólares!
  • iPhone 3G S 32 gbytes - 299 dólares!!!!!!!!!!!
A nova versão estará disponível daqui a uma semana e meia nos EUA, e a partir de agosto, em cerca de 80 países.

Apple lança novidades agora na WWDC 2009



Atenção usuários de iPhones/iPods Touch!
17 de junho (próxima terça-feira), é a data para atualizarmos nossos iPhones gratuitamente*. Proprietários de iPods Touch poderão fazê-lo também. Mas terão que pagar cerca de 10 dólares pelo iPhone OS 3.0, a nova versão do firmware (software que controla o iPhone/iPods Touch) lançada hoje.

Entre as novidades da nova versão, destacamos:
  • cortar, copiar, colar; - Incrivelmente não disponível nas versões atuais; :-)))))
  • teclado virtual em modo paisagem; - idem :-)))
  • mensagens MMS agora são possíveis; - gasta-se dinheiro com esta brincadeira, :-|
  • busca avançada com o Spotlight; - não busco muita coisa por lá, :-|
  • memos de voz; - isto sim, pode ser útil, :-)))
  • calendar (agenda de compromissos) melhorada, compatível com Microsoft Exchange Activesync; - podia dizer :-P, mas vou dizer :-)
  • maior compatibilidade Bluetooth; - para que servia mesmo a versão anterior? :-)))
  • shake to shuffle - como traduzir isso? Sacuda para embaralhar? :-))

Saiba mais clicando aqui.

A Apple anunciou também novas versões de seus Macbooks Pro e MacBook Air, além do lançamento no novo Mac OS X Snow Leopard, (lançamento previsto para setembro por 30 dólares a versão upgrade) com grandes novidades. Para o Brasil, sente e torça para que no Natal o tenhamos disponível.


*Atenção espertinhos: proprietários das versões desbloqueadas (jailbreak) do iPhone 3G. Esqueçam esta atualização por enquanto.