segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Retomando



Este poster informa que acaba de retomar parte de seu perfil, há muito perdida com o passar dos tempos. Um velho sonho, de ter um sintetizador musical, acaba de se realizar. E ele está aí. Um Roland para iniciantes, capaz de manter-nos abstraídos por horas, viajando no aúdio, timbres, envelopes, osciladores, e todos aqueles controles à moda antiga.
À moda do pioneiro Moog.

O impoluto Maciel

Não pretendo que pareça revanchismo ou qualquer coisa assim, mas é impossível não dizer que a reportagem da Carta Capital desta semana sobre Marco Maciel foi light demais para com o personagem.

Muito além da honestidade de Maciel está sua atuação como sustentáculo de um dos períodos mais negros da história do país, como deputado da ARENA nos anos de chumbo e governador biônico de Pernambuco nomeado pela ditadura militar de 64/85.

Afinal, a honradez de um político não se faz somente com honestidade pessoal. Isto é uma obrigação, não um luxo.

Passos eleitorais

A chamada de capa e a caudalosa reportagem, em folha central, no Diário do Pará de ontem escondem mais do que revelam a verdade nesse arroubo de reportagem investigativa da folha dos Barbalho contra o atual prefeito de Belém.

O caso da Belém Ambiental já havia sido objeto de notas do Repórter Diário, coluna nobre do jornal, desde 2007. Naquela época, achou-se até mesmo o elo formal entre Jean Nunes, o ex-assessor de Duciomar guindado à posição de procurador da empresa, e os donos da grande vencedora das licitações na capital, escondido em um cartório de notas no interior do Ceará.

O Quinta Emenda, nesta e nesta postagens, já desenrolava grande parte do novelo. Um dos posts citava o ex-blog do CJK, o Nec Plus Ultra, que matou a charada, também há mais de dois.

A bancada do PT na Câmara Municipal, tal qual o senador Eduardo Suplicy e seu cartão vermelho, chega tarde na bola. Neste caso, pelo menos, ainda pode recuperar-se e subir no bonde da história, se levar a sério o papel de investigador que se arvora a desempenhar.

O Diário, por sua vez, já era ciente das maquinações da Belém Ambiental e seu elo com o prefeito há tempos. Por que somente agora resolveu dar a conhecer ao distinto público o que já sabia há mais de dois anos?

Seja lá como for, é mais uma esperança para o povo da cidade de que a máscara (horrorosa, por sinal) de Duciomar Gomes da Costa caia frente aos moradores de Belém. Vamos aguardar os desdobramentos do caso - se é que haverá suíte, ou tudo se acomodará como dantes, no Quartel de Abrantes.

Ele apareceu


Imagem: SRZD

Do Espaço Aberto, que pinçou da Folha Online, vem a informação de que Belchior "não foi abduzido" e que Raul Seixas pode enfim continuar "chutando o pau da barraca" naquelas paragens.
Para mais detalhes, leia também aqui neste órgão do PIG.

Primeiras 24 h com o iPhone 3G S

Finalmente neste sábado, pelo telefone fui avisado de que já poderia ir à loja de minha operadora para fazer o upgrade para meu novo iPhone 3G S.

Com 24 h de atraso em relação ao resto do país, após inacreditáveis 90 minutos na loja, pude botar as mãos no novo bichinho.

Em primeiro lugar, após a assinatura de um novo contrato de fidelização de 1 ano, o preço saiu bem camarada. Era o mínimo que a operadora poderia fazer para me manter como cliente.

Externamente, de acordo com post feito na data de seu lançamento nos EUA, o 3G S é rigorosamente igual ao modelo de segunda geração. Inclusive minha iSkin Solo utilizada no modelo anterior, serviu-lhe perfeitamente. Contudo, as semelhanças param por aí.

No cérebro o bichinho é visivelmente mais rápido. Os aplicativos abrem como mágica, em um piscar de olhos.

Se você observar bem no painel principal, no canto superior direito, a primeira diferença é totalmente sutil: ao lado do indicador do estado da bateria, agora vemos a informação da porcentagem de carga da bateria, indisponível no modelo de segunda geração.

Além disso, você pode notar a presença da bússola digital, uma das principais novidades que a Apple incluiu no 3G S. E ela funciona satisfatoriamente, e ainda dá a opção de você escolher entre o norte verdadeiro e o norte magnético (declinação).

A câmera, agora de 3 megapyxels, produz imagens legais com foco automático, que pode ser travado com os dedos em algum objeto.

Os vídeos a 30 frames por segundo são excepcionais, e parecem tirar proveito da nova capacidade de processamento do 3G S.

Enfim, até o momento, a certeza de mais um período de satisfação garantida. Pena que a operadora ainda deixe a desejar em um dos ítens mais elementares de toda esta tecnologia: a estabilidade das ligações de voz. Sobre a conexão a web, nem vou falar.

Mas ao cabo e ao fim, ainda resta toda uma gama de entretenimento que você poderá curtir com seu iPhone, enquanto "gira a manivela" para conseguir uma linha.

Mole e duro na queda


Imagem: PC PRO

Vem do Slashdot a informação de um novo material patenteado por uma empresa britânica. Batizado de d3o, com a aparência, flexibilidade e maleabilidade de uma goma, submetido a impactos o produto seria capaz de minimizar danos a seu notebook ou mp3 player.
Ainda segundo o Slashdot, o produto vem sendo utilizado por militares, e fabricantes de indumentária para esquiadores e motociclistas.



Para maiores informações, leia também a PC PRO e o website da empresa que o desenvolveu.
E se ficar convencido, a Apple Store britânica já tem disponível o iBand.



Uma capa para seu iPod (apenas Nano de última geração), iPod Touch ou mesmo iPhone, inteiramente fabricada com o d3o, por preços que variam de 20 a 25 libras.

OBS: enquanto isso, aguardo pacientemente minha iSkin Solo para o novo iPhone.

domingo, 30 de agosto de 2009

O segundo voto...

... Convenceu Jader Barbalho a disputar o Governo do Estado do Pará, em detrimento da outra vaga para o Senado.

O capo do PMDB paraense baterá chapa com a mui digna governadora Ana Julia Carepa, do Pê Tê.

Os 700 eleitores da pesquisa chifrim encomendada pelo DEM, é exatamente o que é: jogada de marketing.

O nosso Rei do Pop


















Lembro como se fosse hoje do rápido papo que tivemos em Marabá (PA).

O meu amigo Guilherme Arantes reconheceu que a mais bela composição de sua autoria foi "Planeta Água".

A música foi derrotada na mais escandalosa safadeza jamais engendrada ao vivo e a cores.

A música de Guilherme foi derrotada por outra música - sem dúvida bela -, porém, "anos luz" distante de uma das mais belas poesias jamais composta ao elemento fundamental para a garantia da continuidade da raça humana e sustentabilidade do Planeta.

Em 2007, Guilherme Arantes abre o Live Earth Rio, cantando "Planeta Água". No mesmo ano, um novo CD de inéditas é editado: nasce Lótus. Mais que seu 25º disco de carreira (incluindo o CD do DVD Intimidade), é uma flor que nasce do tempo. Do tempo de estrada consolidada por um músico multifacetado e quase atípico. Esse Guilherme Arantes múltiplo e quase sempre cheio de novas idéias, como aquele jovem que compôs Amanhã, em um ônibus da antiga CMTC, na subida da Rua Augusta, rumo ao centro da cidade de São Paulo, ainda nos tempos da Faculdade de Arquitetura da USP (FAU - USP), em um caderno de anotações.

"Planeta Terra" disse ao Guilherme, não é tão somente, uma das mais belas músicas e harmonia que tinha ouvido. "É um projeto de lei que nunca foi apresentado ao exame do Congresso Nacional". Coisa que não interessa ao PV e seus dirigentes.

"Planeta Terra" é a música mais bela que ouvi na minha vida sobre o caminho que sustenta a vida.

- Quer saber? Deixemos a política pequena de lado. Vamos escutar "o cara", nessa humilde homenagem ao nosso "Elton John" tupiniquim.

- Bom domingo prá todos.

Os quatro da Claro

Como consumidor, atesto que as empresas de Telecomunicações deste país representam a qintaessência da sem vergonhice que assola tudo e todos.

Não posso, entretanto deixar de citar, a invulgar "competência" da Anatel.

Aliás, a competência das agências reguladoras do estado brasileiro é a maior vergonha com quem condordam e avalizam tantos quanto converso sobre esse país.

Uma grande herança da era FHC, especialista insuperável da ladainha apelidada de "Terceira Via".

Mas têm outros nomes também.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Paula e Bebeto



Ê vida, vida, que amor brincadeira, à vera
Eles se amaram de qualquer maneira, à vera

Qualquer maneira de amor vale à pena
Qualquer maneira de amor vale amar

Pena, que pena, que coisa bonita, diga
Qual a palavra que nunca foi dita, diga
Qualquer maneira de amor vale aquela / amar / à pena /
valerá

Eles partiram por outros assuntos, muitos
Mas no meu canto estarão sempre juntos, muito

Qualquer maneira que eu cante este canto
Qualquer maneira me vale cantar

Eles se amam de qualquer maneira, à vera
Eles se amam é prá vida inteira, à vera

Qualquer maneira de amor vale o canto
Qualquer maneira me vale cantar
Qualquer maneira de amor vale aquela
Qualquer maneira de amor valerá

Pena, que pena, que coisa bonita, diga
Qual a palavra que nunca foi dita, diga

Qualquer maneira de amor vale o canto / me vale
cantar

Wally reaparece



Enquanto se especula o que aconteceu com Belchior - e eu espero sinceramente que seja tão somente um sumiço voluntário - é bom rememorar os melhores momentos de um artista que tem um vinco forte na MPB.

Que o fim de semana de todos os que passam por aqui (e dos que não passam também, é claro) seja abençoado e feliz.

Morte de Jackson agora é oficialmente um homicídio



Aquilo que discutíamos neste post infelizmente se confirmou. Os legistas do caso confirmaram hoje oficialmente que a morte de Jackson é um homicídio.
Leia mais na CNN.

iPhone 3G S não chegou a Belém

Confirmado!
As 3 principais operadoras que se comprometeram a fazer o lançamento nacional do iPhone 3G S (Claro, Tim e Vivo), ignoraram solenemente a região norte do país. Enquanto isso, as vendas do novo iPhone bombam no centro-sul. E os modelos de 32 gbytes esgotam-se rapidamente.
Quando chegarem por aqui, possivelmente só estarão disponíveis as sobras de outras paragens. Ou seja, os modelos de 16 gbytes.
Em outras palavras, se haviam dúvidas, elas agora se dizimaram. Somos a senzala do país.
É o que dá se contentar com espelhinhos.

Iphone 3G S em Belém: o problema é local

De Brasília, onde se encontra, ASF@Web informa que tem iPhone 3G S "a dar de pau" nas lojas da Claro. Preços: 1290 reais com plano 300 minutos + internet ILIMITADA!!!
Portanto, o fiasco é com a gente aqui do norte.
@$#%&@$#

Onde está o Belchior?

Vamos lá, amigos. Dêem lá suas hipóteses.
Afinal, o cara "era apenas um rapaz latino americano".
E parece que tem lá suas razões para sumir. Mas eu se fosse ele, e estivesse "sem dinheiro no bolso", com o talento que tem, estaria é indo atrás do prejuízo. Sumir seria a última das opções.

Mas minha hipótese é que, se não ocorreu alguma tragédia, Belchior pode ter sido abduzido e está em algum planeta distante, em companhia de Raul Seixas (que também foi abduzido).

iPhone 3G S em Belém: até agora, um grande fiasco!

Pois foi assim, meninos e meninas.
Ao menos com a Claro Belém. Fica pendente a informação sobre as demais operadoras.

Conforme prometido em post anterior, após ter recebido pelo telefone a proposta de minha operadora de fazer o upgrade com descontos para o iPhone 3G S, com lançamento prometido em todo o país hoje, marquei presença na loja da Claro no shopping Pátio Belém.

Após fazer aquele pré-atendimento e explicar o objetivo de minha presença ali, fui informado pelo funcionário que poderia sim fazer o upgrade de imediato. Recebi então uma senha para o atendimento e esperei ansioso. O movimento na loja era até abaixo do normal. De fato, nem precisei esperar tanto pela minha vez.

Após uns 10 minutos, minha senha foi anunciada e dirigi-me então ao atendente, explicando-lhe novamente o motivo de minha presença na loja. Após fazer algumas verificações em seu computador (provavelmente para saber se eu ainda estava em período de contrato de fidelidade entre outras coisas), disse que eu aguardasse que ele ia checar se os aparelhos já haviam chegado na loja. Logo me espantei, uma vez que o funcionário do pré-atendimento já havia me informado que eu poderia resolver o problema de imediato. Mas esperei, não sem uma ponta de desapontamento.

Ao retornar, o atendente informou que os iPhones 3G S ainda não haviam chegado em Belém. Anotou meu telefone, com a promessa de que tão logo cheguem, eu seja de imediato informado. Aproveitou para informar que por enquanto, Belém só receberá os modelos de 16 gbytes.

Foi assim. Patético!
Me deu foi vontade de fazer outras coisas.
De imediato!

-------------------------------------------------------------------------
Atualizada
às 12:51 h.

Após entrar em contato com o call center da Claro pelo 1052, a gentil atendente informou que não teria disponível informação sobre estoque de lojas e que iria me transferir para um atendente de relacionamento que poderia me dar a informação. Aguardei um pouco, e fui novamente atendido. Desta feita, identifiquei-me como cliente Claro e responsável por um blog de tecnologia em minha cidade. Foi o bastante para que a atendente de relacionamento, justamente aquela que teria a informação sobre os possíveis estoques de lojas, de imediato me informasse que de fato o lançamento era nacional mas que ela também não teria informação sobre estoques de lojas.

E ficou por isso mesmo. De imediato!

Pesquisa para 2010

Este seria um assunto para o nosso saudoso Juvêncio. Como ele está meio atarefado em outras bandas, vou arriscar o meu palpite.


O Diário do Pará estampa, hoje, em manchete de primeira página, que o patrão lidera a corrida para o governo do Estado, nas eleições do próximo ano. Pensei que seria um desempenho digno de Michael Schumacher, para vencer logo no primeiro turno. Em vez disso, o máximo de intenções de voto que ele apresenta é de 26%, contra 22% da segunda colocada, Ana Júlia (cenário I). No cenário III, ele tem apenas 22%, 1 ponto mais que Ana Júlia.
Relevante que ele, sem a máquina administrativa na mão, ainda figure em primeiro lugar? Sem dúvida. Mas lembremos que ele, em 1998, não sobreviveu ao embate com o então governador Almir Gabriel, que adorava se definir como o dono da chave do cofre.
Interessante, mesmo, é observar que a tese sustentada em relação a Lula se confirma por aqui: a popularidade do sujeito não se transfere para os seus apoiados. Como se pode ver no quadro acima, com o apoio do PMDB, Ana Júlia faz apenas 24% (em todos os cenários, ela gira entre 22% e 24%). Se o apoio do partido mais fisiológico do país for dado a Simão Jatene, ele obtém 17% das intenções de voto, 1 ponto menos do que teria na hipótese anterior e apenas 3 acima do cenário em que Jader disputa.
Em suma, o carisma de Jader serve para ele mesmo. Se alguém fará pacto com o Diabo para se eleger, certamente que ajudará. Mas é o melhor o cara (ou a moça) ter as suas próprias balas na agulha, se quiser passar ao segundo turno.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O novo papel de Xuxa














Deu a louca em Sua Majestade Xuxa a famosa apresentadora de programas infantis, nascida Maria da Graça Meneghel, que entrou com um processo nessa quarta-feira dia 26 de agosto contra o serviço de rede social Twitter. O motivo, segundo ela, foi a ocasião de ofensa moral, difamação e ameaça verbal contra ela e sua filha, Sasha Meneghel.
Em nota oficial vinda da assessoria de imprensa de Xuxa, foi divulgado que uma das propostas imediatas é "retirar todo o conteúdo e referêcias ofensivas e difamatórias contra Xuxa e Sasha, e o congelamento do serviço no Brasil até então".

O incidente tomou forma desde o dia 3 de agosto, dia em que a apresentadora lançou seu perfil na rede social Twitter; Xuxa colocou mensagens sobre temas pessoais ao longo do tempo, esses postos com gramática pobre. Ao ser notificada pelos seguidores de seus erros ortográficos, a apresentadora seguia se justificando, porém cometendo novas gafes. O ocorrido culminou quando Xuxa deixou que sua filha Sasha fizesse uma postagem no serviço; nela, Sasha descreveu que estaria para filmar uma "sena" com uma cobra. Nisso surgiu uma enxurrada de comentários maldosos que questionavam a habilidade linguística e intelectual das duas.

Ao ser contatada pela reportagem do jornal GloboNews, Xuxa foi breve: "Não permitirei que mexam com a honra de minha filha. Ou essa coisa nojenta, esse Twitter acaba, ou meus advogados vão proibir essa barbaridade."

Não será a primeira vez que um recurso da internet é censurado no Brasil; a última ocasião foi quando o portal de vídeos Youtube foi banido da rede por uma ação judicial movida pela também apresentadora Daniela Cicarelli, por um vídeo indevido filmado dela colocando em prática cenas de sexo na praia.

César Dutra Maia, advogado principal da causa contra o Twitter, diz: "Iremos até o final para punir os responsáveis pela afronta e difamação, mesmo que isso signifique punir individualmente os criminosos através do rastreamento de seus usuários."

Seria débil se Xuxa não fosse tão ridícula ao pensar que seu "potinho" de ouro pode tudo, em especial jogar na lama o resto de sua carreira que já desceu a ladeira faz tempo, representando o mais ignóbil e horroroso papel de sua vida real: o de censora da Internet, coitada.

Sai a versão 3.0 do Facebook para iPhone


Demorou, mas chegou!
E pode ser baixado clicando aqui.
Grátis!

Brasil já é o campeão de óbitos da gripe suína

Boletim epidemiológico divulgado ontem pelo Ministério da Saúde, que confirma 557 óbitos em todo o território nacional — o que faz do Brasil o país com mais mortos pela nova gripe em todo o mundo, seguido pelos Estados Unidos, que registra 522, e pela Argentina, com 439.

Amanhã é dia de lançamentos



Iphone 3G S no Brasil e Mac OS X Snow Leopard.
Quanto ao primeiro, trata-se de uma novidade apenas em terras nacionais. Falarei dele após botar minhas mãos no bichinho.
Já quanto ao "Snow Leopard", o lançamento tem para os Mac usuários o mesmo status do lançamento do Windows 7 da Microsoft.
Quanto ao SO da Apple, David Pogue, do The New York Times, já deu suas primeiras impressões.

And then there’s the price of Snow Leopard: $30.

Have they lost their minds? Operating-system upgrades always cost a hundred-something dollars! ($30 is the price if you already have Leopard. If not, the price is $170 for a Mac Box Set that also includes two suites of Apple software: iLife (iPhoto, iMovie, iDVD, iWeb and the GarageBand music studio), and iWork (the Numbers spreadsheet, Pages word processor and Keynote presentation software).

In any case, Snow Leopard truly is an optimized version of Leopard. It starts up faster (72 seconds on a MacBook Air, versus 100 seconds in Leopard). It opens programs faster (Web browser, 3 seconds; calendar, 5 seconds; iTunes, 7 seconds), and the second time you open the same program, the time is halved.

“Optimized” doesn’t just mean faster; it also means smaller. Incredibly, Snow Leopard is only half the size of its predecessor; following the speedy installation (15 minutes), you wind up with 7 gigabytes more free space on your hard drive. That, ladies and gents, is a first.

Em outras palavras, por apenas 30 dólares, os usuários de Mac OS terão um novo sistema operacional de inicialização mais rápida, que ocupará menos espaço em seu HD (ganha-se incríveis 7 gigabytes para guardar as tralhas que acumulamos ao longo do uso). Um movimento inverso do que costuma acontecer na concorrência, quando as coisas só ficam gradualmente maiores e mais lentas. Ou seja: menos é mais. Um conceito moderno.
Mas leia a íntegra do review de David Pogue, e saiba o motivo que faz de nós, usuários de Mac, muito mais felizes.

State of the Art - Apple’s Sleek Upgrade

PSM recusa pacientes

Assim não se pode dizer que eles morreram lá dentro.

(Do manual de políticas públicas categoria "por que não pensei nisso antes?")

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Falta do que fazer


Exibir mapa ampliado

Quer dizer que "isto" seria então o "Monstro do Lago Ness"?
Ora, por favor! Não sei como alguém consegue perder tempo com estas abobrinhas.
Vasculhar o Google Maps atrás do bicho??? E ainda fazer notícia no mundo inteiro?

É claro que este é o famoso, antológico, extraordinário, insuperável...
chupa-cabras!

Privatização da água

Na caixinha de comentários do post Deselegância, um leitor anônimo deixou o seguinte comentário:

Gostaria de manifestar minha opinião sobre este assunto tão importante e polêmico: a privatização da Cosanpa.
Primeiro, gostaria de deixar bem claro que repudio qualquer tentativa de privatizar os serviços de abastecimento de água em qualquer Município ou Estado do Brasil. A água, por concepção, é e sempre será um bem social - a que todos os cidadãos devem ter acesso, não devendo jamais ser explorado apenas com olhar comercial.
Já analisando a situação atual da Cosanpa, acredito que não haja muito mistério para desvendar a solução de tal impasse:
1 - A Prefeitura quer o valor de R$ 73 milhões pelo patrimônio do Saaeb, para incorporá-lo ao da Cosanpa. Nada mais justo do que pagar pelos investimentos já feitos pelo Poder Municipal. Mesmo que, no meu entendimento, esta quantia esteja um pouco superfaturada;
2- Governo Estadual diz não querer perder a concessão do abastecimento de Belém para o município. Se formos analisar bem, basta efetuar o pagamento solicitado pela Prefeitura de Belém e tudo estará acertado. O município passa a ser agente fiscalizador da qualidade dos serviços oferecidos pela Cosanpa e esta, por sua vez, regulariza sua situação como concessionária de fato do abastecimento de água em Belém. É importante salientar neste momento que a governadora Ana Júlia, em 2006, tinha como meta de Governo, se eleita fosse, a não-privatização da Cosanpa e o investimento de milhões de reais. Ela dizia que a privatização seria o objetivo de seu adversário Almir Gabriel.
Pela análise do balanço da Cosanpa de 2007, é nítido o repasse de R$ 73 milhões do governo estadual para a Cosanpa, contra R$ 24Milhões de repasse/ano no governo anterior, o que comprova um aumento em despesas de R$ 36 milhões/ano, injustificáveis quando falamos em investimentos, porém totalmente justificáveis quando verificamos a folha de pagamento de DAS's atual. Por que então não enxugar a folha de pagamento, retornando o quantitativo e valores de DASs ao que era antes, e negociando o valor poupado com o município para obter enfim a concessão do abastecimento de água? Ao governo estadual basta força de vontade, muito mais vontade do que força. Pois é simples dizer que é contra a privatização mas não agir, não querer negociar.
3- Por fim, também é necessário comentar quanto a qualidade atual dos serviços de abastecimento e sobre os resultados alcançados pela Companhia: também há solução! A Cosanpa necessita de gestores sérios e comprometidos em saneá-la. É de conhecimento público que esta dita gestão está hoje por conta do PMDB, erro gravíssimo para o fim que é proposto. A Cosanpa tem investimentos altíssimos contratados junto ao Bird, BNDES, Caixa Econômica Federal, sem falar dos investimentos do PAC. Nunca na história da Cosanpa se viu tanto investimento. Falta apenas direção, integridade, gestão, seriedade para tirá-la desta situação.
Ainda acredito que este possa ser apenas um capítulo a ser esquecido na história da Cosanpa para o bem dela e muito mais para o bem de todos os cidadãos. Vendo o verdadeiro lado da moeda, o que vocês pensam agora sobre este assunto?

Pela pertinência e aparente conhecimento do assunto, o comentário mereceu vir à ribalta (© Juvêncio de Arruda).

No entanto, não me parece bem que o interesse da Prefeitura seja entregar o serviço de água e esgoto da capital à Cosanpa, mediante indenização dos investimentos feitos pelo município. O que Duciomar Costa e Raul Meireles vêm defendendo é a privatização do sistema - o que é bem diferente do sugerido pelo anônimo comentarista.

2600 reais


Apple Mac Mini

É quanto você vai pagar hoje no Brasil, se decidir comprar um Mac Mini 2 ghz, 1gb de RAM e HD de 120 gbytes (versão mais enxuta deste modelo) + 1 Apple Wireless Slim Keyboard + 1 Apple Wireless Mighty Mouse.
Se preferir, pode optar por teclados e mouse Apple com fio, o que diminui para 2400 reais o total da conta. Mas penso que vale a pena investir nos periféricos sem fio.

Acrescente a este total, um monitor LCD com entrada DVI, obrigatória para conectá-lo ao Mac Mini. Monitores VGA (conexão tradicional) só funcionam nos Macs com um adaptador, vendido separadamente e nada baratinho. Aí, vai depender do tamanho da tela, da marca, das tecnologias embutidas, etc.

Sendo assim, a conta final pode acabar em torno de 3000 reais.

Tudo isso, com a segurança, simplicidade e efetividade do Mac Os X + a suíte multimedia iLife com iPhoto, iTunes, iDVD, iMovie, iWeb e Garage Band. Tudo prontinho para sua diversão.

Se precisar das suítes de escritório, você terá 2 opções que devem ser adquiridas à parte: a suíte da própria Apple iWork, ou a versão Mac do Microsoft Office 2008. Ou então, utilizar a versão gratuita do BR Office para Mac Os, disponível clicando aqui.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Carnaval de 1955 em imagens incríveis



Assista este incrível vídeo, com imagens feitas pela Warner Bros, do carnaval carioca de 1955.
Sugestão de nossa queridíssima Walda "Taberna São Jorge" Marques.

iPhones em quase "todas" nesta sexta


Claro, Vivo e Tim confirmam o lançamento do iPhone 3G S para esta sexta, dia 28.
O poster, desde já, confirma presença no dia do lançamento. E espera, não dar com os burros n'água.

Obs: o autor da música tema da nova publicidade do iPhone 3G S, já se encontra aos montes na garimpagem paralela.

Deselegância

Querer arvorar-se em bambambã do Direito Administrativo, dizer que a ação civil pública movida pelo Estado contra a intenção da prefeitura de Belém de privatizar o serviço público de abastecimento de água da Capital é "a coisa mais estúpida" que já ouviu e, ainda, que o Procurador Geral do Estado é sua "cria lá da universidade" e que "já estava formado quando ele entrou no curso" é bem a cara do Sr. Raul Meireles, que vive em outro mundo (você pode comprovar aqui e aqui).

Meireles poderia ao menos ser elegante. Mas, ao que parece, não tem vocação para isto. Dizer que iria "telefonar para ele [Ibraim Rocha, Procurador Geral do Estado] pra descobrir de onde ele tirou tanta besteira" e que o PGE não "pode sair assim dizendo essas bobagens para a imprensa" é de uma grosseria ímpar.

Os cidadãos e consumidores preferem ouvir menos adjetivações e mais explicações sobre o interesse da prefeitura de privatizar o SAAEB. Isto, sim, seria bom Meireles explicar.


Fonte: Amazônia Jornal, 25/08/2009.

Frase do dia

"Grupo de estudos da ONU apresenta resultado de pesquisa: Belém é a única cidade no mundo que funciona sem prefeito!"

Do SOSBelém, no Twitter.

Luta intestina

Esta história de exoneração de assessores diretos da ex-secretária da Receita Federal, Lina Maria Vieira, e do consequente pedido de exoneração de seis superintendentes regionais do órgão não existe em países onde o funcionalismo público é efetivamente profissionalizado.

Neste caso, profissionalização significa o servidor não estar infenso a pressões políticas de qualquer natureza. Em carreiras devidamente estruturadas e sem qualquer chance de indicações ou nomeações políticas, não há espaço para tal sorte de problemas.

A Receita Federal preenche perfeitamente estas características, de modelo de gestão administrativa independente e responsável. O atual momento pode representar uma verdadeira luta pela sobrevivência do modelo.

Vic na blogosfera

O deputado federal Vic Pires Franco (DEM/PA), habitual frequentador do mítico Quinta Emenda, agora tem seu próprio blog. Vic inaugurou ontem, sem a pontualidade britânica esperada, o Blog do Vic, com a promessa de revelações bombásticas dos bastidores da política paraoara.

O novo blog já começa com duas pesquisas: uma, de intenção de votos no Pará, e outra, de avaliação do desempenho da governadora Ana Júlia.

Esperemos que o novo espaço tenha fôlego e longa vida.

Ele, o cara

Enquanto a popularidade de Barack Obama despenca nos Estados Unidos por conta de problemas internos e o refluxo do poder de influência da oposição republicana, após recuperar-se da derrota eleitoral do ano passado, no exterior a imagem do presidente americano ainda é boa.

Até os habituais inimigos e detratores do Império Americano andam falando bem de Obama. Ao estilo morcego do morde-assopra, tudo bem. Mas é sintomático um elogio, ainda que breve, do comandante Fidel Castro ao presidente americano, após os anos de penúria da era Bush e de pleno bloqueio comercial.

O desafio de Obama é distensionar ainda mais as relações com Cuba e os países da América Latina que seguem a cartilha bolivariana. Mas com a montagem de bases norte-americanas na Colômbia e a má-vontade de Hugo Chávez e companhia limitada, percebe-se que tal meta ainda tem muitos obstáculos pela frente - se é que esta meta existe, de lado a lado.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

O dia 24 de agosto na história

Hoje, segundo os místicos, é o dia do cão - ou tranca-rua, tinhoso, anjo caído, ou seja lá como queiram chamá-lo.

Para quem acredita, o diabo se manifestou várias vezes neste dia, no curso da história: o suicídio de Getúlio Vargas e o chamado massacre de São Bartolomeu ocorreram nesta mesma data, o primeiro em 1954 e o segundo em 1572.

Também em 24 de agosto, mas de 1961, Jânio Quadros renunciou à presidência da República, e em 24 de agosto de 2006, Plutão deixou de ser planeta.

Mas nem tudo é desgraça, humana ou estelar, neste dia. Em 24 de agosto nasceram Jorge Luis Borges (1899), Paulo Leminski, poeta brasileiro (1944), Paulo Coelho (1947) e Jean Michel Jarre (1948). Logicamente, quanto a estes dois últimos, não desejaria que não tivessem nascido; maldito mesmo foi o dia em que resolveram seguir as profissões que os consagraram.

Enfim, para o que já foi um dia agitado na História, este 24 de agosto de 2009 até que está sendo bastante tranquilo.

O Rio de outro ângulo



Fotografia feita pelo filho do jornalista Luis Nassif, Caetano.

3a divisão mundial

Gosto muito de futebol. Sou um torcedor daqueles de ir ao estádio, apoiar (e em geral me aborrecer) meu outrora glorioso, mas ainda amado, Clube do Remo.

Sempre, desde criança, fui um entusiasta de esquemas táticos, de saber o nome de jogadores, de conhecer técnicos e árbitros. Enfim, era o que se costuma chamar de aficcionado, ou viciado mesmo.

Nesses tempos de insanidade, não conseguia entender como alguém poderia torcer por um time de fora. Mesmo que eu tenha sido, por um bom tempo, um torcedor também apaixonado pelo Botafogo do Rio de Janeiro, dava sempre preferência ao clube local. Esta preferência foi virando quase exclusividade, a ponto de o antigo amor pelo alvinegro carioca ter virado uma simples simpatia - se bem que, como diz aquele famoso bloco de carnaval, "simpatia é quase amor".

Há alguns anos, venho me interessando pelos campeonatos estrangeiros. Campeonato espanhol, italiano, Premier League passaram a fazer parte eventual da programação de final de semana, em detrimento das partidas vespertinas do chamado Brasileirão. Ontem, porém, a tampa do caixão do campeonato brasileiro se fechou para mim.

Vindo de Siena e Milan, no sábado, com direito a passes inimagináveis de Ronaldinho Gaúcho e dois gols de Alexandre Pato para o time rossonero, e do show de Messi, Henry, Ibrahimovich e companhia limitada no Barcelona versus Athletic Bilbao, assisti 15 minutos de Avaí e Flamengo. Resultado: meu olho inchou, ficou vermelho, lacrimejante e fotossensível. Um jogo do campeonato brasileiro me deu alergia!

Na hora, cancelei meu Premiere Futebol Clube (quase 60 reais mensais disperdiçados por tanto tempo) e troquei de mal com o Brasileirão. Só volto a vê-lo quando o futebol brasileiro tomar vergonha na cara.

Apple já aceita pré venda do Mac Os X Snow Leopard



Mas marcou para a próxima sexta, dia 28, o lançamento oficial de seu novo sistema operacional para a turma do Mac.

A versão de upgrade sai por cerca de 30 dólares!

Meninas! Cuidado com os belgas!

Trailer Dissolvable Bikini: does it work? from Clint.be on Vimeo.

É exatamente por esta razão, que as meninas devem (ou não) aceitar bikinis fornecidos por algum belga.
Para ver a versão sem censura do vídeo, clique aqui.

Linha de montagem de pen drives



Quer saber como este prosaico pen drive é feito?
Sabe que a colagem de sua etiqueta é a única operação feita manualmente?
Então assista a este impressionante vídeo originalmente disponível no Gizmodo.
Produzido pelo Netbook News na fábrica da Kingston em Taipei.

Apple Stores estão rufando os tambores



As Apple Stores Online amanheceram hoje globalmente fechadas.
Vem aí o Mac OS Snow Leopard, a nova versão do sistema operacional da Apple.

domingo, 23 de agosto de 2009

Pink Floyd Special Vol. 2





Três álbuns, uma história.

Tonite Let's All Make Love in London – 1966

The Piper at The Gates Of Dawn – 1967 e

A Saucerful Of Secrets – 1968

“Take up thy stethoscope and walk” considero uma das obras primas dessa banda, e uma das músicas mais influentes da sua época; é a jóia rara deste especial que vai fundo na história da mais bem sucedida banda de rock progressivo de todos os tempos: o Pink Floyd.

Provavelmente os leitores não conhecem nenhuma música dessa que é a fase fundamental da banda.

– Controle total do gênio Sid Barret.

>> Set List <<

01 - Nick's Boogie - Tonite Let's All Make Love in London – 1966
02 - Astronomy Dominé - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
03 - Interstellar Overdrive - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
04 - Matilda Mother - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
05 – Flaming - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
06 - Pow R. Toc H. - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
07 - Take Up Thy Stethoscope and Walk - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
08 - The Gnome - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
09 - Chapter 24 - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
10 – Scarecrow - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
11 – Bike - The Piper at The Gates Of Dawn – 1967
12 - Let There Be More Light - A Saucerful Of Secrets – 1968
13 - Remember a Day - A Saucerful Of Secrets – 1968
14 - Set the Controls for the Heart of the Sun - A Saucerful Of Secrets – 1968
15 - Corporal Clegg - A Saucerful Of Secrets – 1968
16 - A Saucerful of Secrets - A Saucerful Of Secrets – 1968
17 - See Saw - A Saucerful Of Secrets – 1968
18 - Jugband Blues - A Saucerful Of Secrets – 1968
19 - Something Else - A Saucerful Of Secrets – 1968
20 - Syncopated Pandemonium - A Saucerful Of Secrets – 1968
21 - Storm Signal - A Saucerful Of Secrets – 1968
22 - Celestial Voices - A Saucerful Of Secrets – 1968

Lounge Special Vol.1




Leve e refrescante como uma brisa de outono.

Vários artistas, muitas tendências, onde o pressuposto musical é o universal.
Em várias passagens, puro jazzy; noutras, um som relaxante para colocar um pouco de ordem no caos, com direito à bossa nova de gringo.

Tem o caos também.

Escutar no engarrafamento para distrair a vontade de esganar a falta de talento dos dirigentes que fazem das ruas de nossa cidade a ante-sala do Inferno de Dante, dessa nada “Divina Comédia”.

Um bom sábado para todos.

>> Set List <<

1. Olfer - Respect Area (Original Lounge Edit)
2. Jazzy Fashion Ft. DJ Kiro Ft. Mr.Jazz – Piano Dreams
3. La Musica Del Marzo – El Roman
4. Dormidontov – Hi-Fi Jazz (21 Future Edit)
5. DJ Electrix – Beautiful
6. Gary Vigo – One Day in Paris
7. Schade – Comme El Fout
8. The Spring Feelings – DJ Stas Flanger
9. Walking Aroun – Andrey Sevalkin
10. Kosta – L Bouleys
11. Cool Flame – DJ Noxia
12. Manhattan – El Roman
13. Something to Find – Speaking Cat
14. Le Ciel – Paulina Steel
15. VosmayaIstina Lyubov – Dr. Pulenkoff
16. Fog – Synthetic Sax
17. The Ocean World – Jacques Yves Cousteau

No Flanar Hoje: mais quatro especiais

Daqui a pouco assino mais alguns especiais musicais para embalar o final de semana.

Trabalho insano, visto que minha semana foi muito corrida.

Tom Tom divulga vídeo de seu novo kit para o iPhone



Para quem curte os GPSs veiculares, olha aí o esperado acessório para iPhone fabricado pela Tom Tom. Preste bem atenção, que ele é muito mais que um GPS veicular. Vem com todo o kit capaz de fazer você entrar com o carro no primeiro poste.
Deve sair por uns 300 dólares.

Mighty Mouse que não rola páginas web

Eis aí um belo modelo de mouse da Apple. Bonito, brilhante, branquinho, wireless bluetooth, 5 botões clicáveis, ergonômico, ambidestro, enfim, aparentemente uma maravilha.
Vejam aquela pequena bolinha na parte inferior da imagem. Através dela, você movimenta sua páginas web para cima, para baixo, à direita e à esquerda. Legal, não?

Pois foi justamente esta insana bolinha chamada de scroll, que ocupou-me boa parte desta promissora manhã de domingo. Por alguma razão, em determinado momento, ela permitia apenas que eu rolasse para cima os websites. Para baixo, nada feito!

Irritante, insano, ridículo! @$#%&%#@# de mouse!

Comecei então "googlar", em busca de solução para este encosto que dominava meu mouse. O primeiro website que visitei, foi o troubleshooting da própria Apple, é claro. Para minha surpresa, havia lá um tópico ensinando como limpar a bolinha do bichinho. Nada de extraordinário. Como sempre recomendam para produtos eletrônicos, deve-se limpá-la com o inarredável pano seco, segurando o mouse de "cabeça para baixo". Huummm! - pensei eu. De "cabeça para baixo"? Deve ser isso! O pulo do gato, a pedra filosofal, o toque de midas que falta para resolver meu problema. Até mesmo pelo simples fato de que o pano seco já havia sido utilizado freneticamente, de todas as maneiras possíveis, sem resultados. Assim procedi e nada feito! Porra, que eu já estou pra chutar o pau da barraca!

Contei até 10 e prossegui em minha pesquisa. Foi aí que então encontrei a solução e também uma explicação para o problema. Descobri que existe uma legião de pessoas, com exatamente o mesmo problema. Já tem até nome de batismo para ele, com o qual, rapidamente você encontrará tudo o que precisa: chama-se mighty mouse scrolling problem. É só clicar que está tudo lá.

Concluindo, o que devemos fazer?
  • Utilizar um cotonete embebido em pequena quantidade de álcool isopropílico (que porra nenhuma! Usei álcool globo mesmo!), para limpar a @#$%^$ da bolinha fazendo movimentos em todas as direções;
  • É sério! Faça isso com o mouse de cabeça pra baixo. Assim, você evita que possíveis respingos passem para a parte interna do mouse, e que a sujeira seja direcionada para fora por gravidade, sem se acumular nesta região inacessível do mouse.
  • Limpar com a parte seca do cotonete, o álcool que acabou de passar;
  • Esperar alguns minutos para secar;
O problema ocorre pelo emporcalhamento que fazemos com o mouse, ao utilizá-lo do jeito que chegamos da rua, ou após usar os dedos para fazer sabe lá Deus o quê. Trata-se portanto, de um mouse para "madames". Deve-se portanto, lavar as mãos "insanamente" antes de utilizá-lo (aqui trata-se de Medicina Preventiva) ;-)

Funcionou!!!

Voltei a navegar pelos websites sem problemas. O entusiasmo foi tanto que abri alguns sítios e passei a movimentá-los freneticamente, para testar. Jesus, cheguei no limite!

Restaram alguns pontos engraçados de minha pesquisa, onde pude perceber o nível de insanidade que os usuários chegaram na tentativa de resolver este irritante problema. Dê uma passadinha aqui no Mac OS Hints e veja você mesmo. Lá você vai ver de tudo. Tem neguinho que fez até tutorial de desmontagem de seu Mighty Mouse, só para chegar até esta maldita bolinha, limpá-la e depois passar mais quase 1 hora para remontá-lo (SIM! Ele também foi feito para NÃO ser aberto. Grrrrr!). Mas o melhor, foi o cara que diz ter descoberto a solução escovando os dentes. Esse aí, pirou de vez e nem se apercebeu. O pior é que ele realmente acha que escovar os dentes de seu mouse, resolveu o problema.

Enfim, saibam todos: basta não ser porquinho.
Lave suas mãos, cara pálida! E limpe seu mouse.

OBSERVAÇÃO: Felizmente, o Wireless Mighty Mouse foi descontinuado pela Apple e substituído com inúmeras vantagens pelo Magic Mouse.

Nada temas; com Smith não há problemas!


Jonathan Harris, como Dr. Smith (imagem: Fox Films)

Inúmeras vezes eu brinquei dizendo que a primeira coisa que faria ao ganhar o prêmio maior da Megasena seria reformar a minha velha viatura amarela. E que a segunda seria comprar toda a série "Perdidos no Espaço".
Bom, o "gemada" está como novo, e apesar d'eu não ter nem mesmo visto uma casa lotérica ultimamente, acabei comprando a primeira temporada do "Lost in Space", de 1959.
E foi a melhor compra do ano, sem dúvidas.
Apesar da produção ser ainda em preto & branco, a minha surpresa foi o sucesso absoluto de audiência (em casa, é óbvio) obtida pela saga dos pioneiros galácticos, a Família Robinson.
Rever Will, o Robô e o inigualável vilão Dr. Smith sob a óptica da maturidade (ou da velhice?) foi e está sendo pra lá de divertido.
Mas a estrela é Smith, que reputo como um vilão perfeito: cínico, mentiroso, ardiloso, covarde, inteligente e dotado de retórica perfeita, sempre envolve os Robinson com charme e elegância e acaba absolvido de seus "quase crimes" com um toque absurdo de misericórdia. Um personagem apaixonante.
Já vi 11 dos 36 episódios e em cada um deles o médico se revela mais carismático.
Na minha memória Smith ficaria mais "brando" nas temporadas seguintes, mas enquanto isso não acontece a minha família se reune tarde da noite para torcer pelo malvado doutor.
Never fear; Smith is here!

sábado, 22 de agosto de 2009

A Insustentável Leveza

Para Lemos (...) todas as armas eram boas, todas. Subiu porque era leve,
não lhe pesavam muito os escrúpulos.

Valente de Andrade*

Entre as colunas publicadas no Diário do Pará, sou assíduo leitor de Elias Pinto e de Oswaldo Coimbra. A predileção decorre de meu confessado interesse por literatura e história. Este comentário, contudo, tem origem no texto publicado por Coimbra no caderno Você, página quatro, edição deste sábado, com o título Alguém Sabe que o Melhor Prefeito de Belém Foi Muito Humilhado?
De início cabe registrar que embora o cabeçalho da crônica pretenda despertar o leitor para a leitura, não escapa de ser algo piegas e injusto com a biografia de um personagem habituado aos afagos do poder durante quase quinze anos em que esteve como intendente (prefeito) de Belém e condottieri onipresente do Partido Republicano, não hesitando, fosse necessário, manu militari constranger tanto a adversários quanto a correligionários desavisados.
Estabeleceu-se naquela época uma situação curiosa em que as principais lideranças políticas do Pará, Lauro Sodré e Antonio Lemos, embora reunidos sob igual legenda partidária, lideravam correntes políticas diferentes, mas imiscíveis e beligerantes a ponto de permitirem que as escaramuças de fronteira chegassem a ingovernabilidade dos fatos violentos que levaram ao desmoronamento quase por completo do poder lemista, assim dito pois, a despeito da ruína material e pessoal do seu principal líder, a corrente política manteve influência nos negócios do Estado até os anos 30 sob a liderança do sobrinho do intendente e também senador, Arthur Lemos.
Se por um lado Lauro Sodré era um positivista com projeção nacional na República Velha, de outro no Pará quem mandava de fato era um maranhense, ex-oficial menor da Armada Imperial que aqui chegara à ocasião da internacionalização da navegação do Rio Amazonas. Todo o embate entre ambos foi delimitado no contexto histórico entre o fausto e a decadência da economia da borracha, e deve-se reconhecer que, nas suas relações, ambos por seus capi foram igualmente violentos em termos morais e físicos no afã de redesenhar ao mínimo o espaço vital de cada um.
Entretanto, coube a Lemos receber a pecha de violento e estroina devido a ação de contra-inteligência política que o grupo de Sodré moveu-lhe. Além da publicação em jornais, da distribuição de panfletos e de boatos estrategicamente plantados, a campanha contra Lemos chegou a sofisticação de distribuir medalha comemorativa cunhada em cobre e em prata, que no anverso estampavam a advertência de que Lauro Sodré na vida pública e privada orgulhava-se de nunca haver levado infortúnio, dor e sofrimento a nenhum lar de paraenses. Uma meia verdade, é claro.
Mas essa é uma história, como se percebe, cheia de meandros para ser contada. Quem se candidatar a decifrá-la com ciência deve ser preparado para mergulhar num cipoal de documentos oficiais, de testemunhos e silêncios sempre armados, quer de um lado, quer de outro, com o risco de ao final vir a deixar lacunas que apenas a boa imaginação preencherá com literatura. E melhor exemplo para esse último caso é a obra Belém do Grão Pará, que nos dá pelo discernimento de Dalcídio Jurandir uma leitura íntegra da decadência da cidade, no rescaldo do embate entre Antonio Lemos e Lauro Sodré .
*Evolução Política/ A Queda das Oligarchias/Ensaio de Crítica Social. Pará, 1913.

É Proibido Fazer no Banheiro

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Agora começa o perigo



E termina a brincadeira. Lembram daqueles apontadores laser?
Pois algum maluco inventou uma variação, que agora sim, poderá causar alguns problemas.
Veja o vídeo!
Se estiver interessado, corra para http://www.wickedlasers.com/

Dica de ASF@Web

Quem quer entrar para a Academia Brasileira de Letras?

Algo sobre um possível e terrível candidato, mas no meu outro blog.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Malandragem continua aterrorizando Belém pelo telefone

Os malandros encarcerados, parecem continuar a ter acesso a telefones móveis e aterrorizar a população, mesmo de dentro de presídios. E Belém, além de outras desvantagens, parece ter virado também alvo preferencial destes vagabundos.

Esta semana, um irmão meu foi vítima do velho golpe do falso sequestro. Partindo de um celular não identificado no caller ID de seu telefone móvel, ele recebeu uma ligação onde supostamente seu filho parecia pedir ajuda. Logo em seguida entra a voz do sacripanta, tratando-o por "véio", informando que se ele não sacasse cerca de 30 mil reais, seu filho morreria. Aterrorizado e ainda em momento vulnerável, acabou por fornecer ao bandido seu número fixo para um segundo contato que seria feito para combinar o "pagamento de resgate". Com isso, ganhou tempo para checar que seu filho estava à salvo, para logo em seguida receber uma segunda ligação, quando então informou ao meliante que havia descoberto a jogada, desligando em seguida o telefone. Foi o suficiente para que o bandido fizesse nova ligação, desta vez para o telefone fixo, informando aos berros para a empregada que atendeu o telefone, dizendo:

- Minha senhora! Seu filho vai morrer!

Mês passado, minha irmã foi vítima de outro golpe parecido. Só que o plano era bem diferente. Desta feita, de um celular identificado como de Fortaleza, o meliante informava que ela teria sido contemplada com um Gol Zero Km na promoção SBT "alguma coisa". Mas, para receber o prêmio, deveria efetuar depósito de créditos em telefones móveis pré-pagos no valor de 100 reais, para um número fornecido pelo bandido. Desprevenida, chegou a fornecer seu endereço para contato, onde seria entregue o prêmio.

Dois casos em menos de 1 mês, na mesma família. Pelo visto, eles ainda estão na letra B da lista telefônica. Por estas e outras, não atendo telefones partindo de números não identificados. Muito importante também, é preservar dados pessoais na internet. De maneira nenhuma, divulgue endereços ou números telefônicos em redes sociais e afins. Melhor mesmo, nesta terra de ninguém aqui do lado de baixo do equador, é evitar participar delas.
Infelizmente.

GPS não substitui um bom mapa

E nem a velha bússola.
Em março de 2009, escrevíamos o post GPS não dirige o carro, onde já alertávamos para os perigos de confiar cegamente nos GPSs veiculares. Eles na verdade podem até matá-lo.
Leiam agora esta terrível tragédia ocorrida nos EUA e percebam a gravidade do problema.
Tecnologia e bom senso, devem andar de mãos dadas. Em medicina intensiva, aprendemos isso há tempos, cuidando para tratar de pacientes e não de sinais e números de monitores de LCD.
O mesmo, deve valer para a vida cotidiana.

Gueto varejista

O Repórter 70 de hoje, coluna nobre do jornal O Liberal, relata que dois consumidores, em supermercados distintos, reclamaram do peso e das indicações de pesagem de gêneros alimentícios.

Fosse este o único problema de nossos supermercados, seria ótimo. Ontem, em um grande supermercado da capital, havia também vários vidros de fundo e coração de alcachofra à venda com prazo de validade vencido - alguns com mais de um mês, inclusive.

Dizem que por essas e outras liberdades de atuação é que a concorrência estrangeira e nacional não se estabelece por aqui. O mercado é fechado demais, alegam os Carrefours e Pães de Açúcar da vida.

Admirável mundo novo

Você se imagina abrindo uma revista e, em determinada página, deparando-se com um vídeo? Isso mesmo, um vídeo em uma página impressa?

Futuro? Que nada, presente.

_____________

Link corrigido em 21/08/2009. Obrigado, Barretto.

Medo

Vinte anos depois, nunca esteve tão desatualizado o slogan de campanha "sem medo de ser feliz", da candidatura Lula em 1989.

Hoje, melhor estaria o partido da estrela se adotasse o "sem medo de ser sem-vergonha". E quem tiver medo que saia do partido, como Flávio Arns.

iPhone 3G S em breve no Brasil


A operadora Claro já deu a partida. Em seu website, já é possível cadastrar-se para ser um dos primeiros a adquirir o iPhone 3G S. As operadoras Vivo e Tim, por enquanto, cadastram potenciais usuários interessados em receber informações sobre o equipamento.
Nenhuma delas contudo, adianta qualquer informação sobre preços.
Mas não esperem nenhuma bagatela. E nem serviços de excelência.

---------------------------------------------------------------------------
Atualizada às 14:23 h

O Claro Blog confirma o lançamento do iPhone 3G S ainda para este mês de agosto. A Vivo, já anunciou o mesmo na semana passada.

Upgrade de RAM ou HD no Mac Mini: punk!



Este é um post para quem tem estômago não só para meter as mãos em hardware de informática, bem como para ler a respeito de suas técnicas. Mas não apenas qualquer hardware. Hardware da Apple, é sobre o que falaremos agora. Um post para nerds, talvez.

Em primeiro lugar, é preciso que se tenha em mente que a plataforma Apple não é só conhecida pelo seu belo design e software aprimorados. Mas também pelo excepcional zelo, elegância e planejamento na arquitetura de hardware. Quando você abre pela primeira vez um iMac, Macbook ou Mac Mini, vai de cara, entender sobre o que estou falando.

Em segundo lugar, a disposição dos elementos dentro do equipamento, é absolutamente diferente de tudo o que você já viu ao abrir um PC*. Portanto, nem pense em fazer qualquer tipo de incursão no interior destas supermáquinas, sem antes acessar algum tipo de informação. Dê preferência a vídeos demonstrativos. E é exatamente este o objetivo deste post, direcionado a uma parte de nossos leitores, amantes de informática e hardware. No caso, enfocaremos o upgrade de memória RAM e/ou disco rígido, na última família de Macs Mini Aluminium da Apple.

Em setembro de 2008, com o inestimável auxílio de asf@web, aventurei-me a fazer um upgrade de RAM e disco rígido em meu Macbook. No caso único e específico destes portáteis, a Apple parece ter feito questão de manter tudo acessível e simples, com nível de dificuldade que reputo em 2, de uma escala que vai até 5 pontos. E tudo correu tranquilamente, apesar de algumas dificuldades em desenroscar alguns parafusos inacreditavelmente diminutos, o que denuncia um certo fanatismo dos engenheiros de Cupertino. Fora isso, tudo acontece tranquilamente, de acordo com o vídeo abaixo.



Já com o Mac Mini, podemos dizer que o tal fanatismo atingiu o inimaginável. É coisa para corações fortes, aptos a altas emoções. E como diz o jovem editor do Blog MacMagazine Rafael Fischmann, o Mac Mini é uma máquina feita para não ser aberta (não perca também a vídeo aula bem humorada do Rafael sobre o assunto). Contudo, o desafio de juntar todos os elementos de um pequeno computador em uma caixa de 16,5 x 16,5 x 5,5 cm, também é outra possível razão de tamanha dificuldade.

Com efeito, abrir o Mac Mini não é tarefa para qualquer um. Falo de qualquer um que queira fazê-lo com um mínimo de elegância, sem destroçar seus elementos plásticos. Há portanto, necessidade de ferramentas especiais bem como de alguma habilidade manual. Quem tiver aquela mãozona pesada, pode portanto ir desistindo desde já.

Para acessar os pentes de memória, se conseguir passar da delicada etapa de abrir o Mac Mini, você ainda terá que retirar 3 antenas wireless, 4 parafusos, desconectar um bloco que contém o superdrive (CD/DVD RW) + disco rígido, para só então, acessar os slots de memória.
Veja então o vídeo abaixo e saiba do que estou falando.



Mas se seu objetivo for trocar o disco rígido, as coisas serão só um pouquinho mais complicadas. Até pelo fato de que a operação vai se restringir a acessar o bloco superdrive/disco rígido, de acordo com o vídeo abaixo.



Perceba então, que estas operações tem nível de dificuldade de 3 em 5 pontos. Há necessidade de ferramentas adequadas além de cuidados com eletricidade estática que pode comprometer definitivamente os elementos mais sensíveis. O melhor portanto, é adquirir seu hardware já com a configuração que atenda definitivamente seus anseios, sem que posteriormente tenha que enveredar pelo difícil caminho do upgrade. O mesmo, não acontece com os Macbooks, onde o processo de upgrade chega mesmo a ser uma boa diversão para o domingão.

Como adotei recentemente um Mini com meros 1 gbyte de RAM, juro que estou me controlando. Mas em pouco tempo, tenho quase que certeza, vou encarar o desafio. Não sem antes uma boa dose de ansiolíticos.
E você? Vai encarar?

*Se você nunca abriu um PC, amigão, então vaze para o post seguinte. Este tópico, definitivamente não lhe interessa.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Informação contra o pânico

Em seu blog Vôo de Galinha, nosso parceiro de Flanar, Itajaí, derruba algumas bobagens que vão surgindo aqui e ali sobre a Gripe A H1N1.
Sugiro que os leitores leiam com a máxima urgência. Neste sentido, este poster vem tentando uma entrevista exclusiva com um infectologista para dirimir estas e outras dúvidas que venham a surgir. Mas eles parecem muito requisitados atualmente.

Transita no meio médico, uma preocupação crescente quanto ao período de vacinação nas terras do norte, tão logo a vacina esteja disponível. É que o período onde ocorre a maior incidência de gripes e resfriados nestas paragens, vem a ser o final do ano, quando recomeçam as chuvas. Ouve-se entretanto, que os primeiros a serem priorizados na vacinação, seriam os sulistas, em virtude de estarem neste exato momento saindo de seu inverno. Esperamos nós que as autoridades de saúde estejam bem atentas a este detalhe.

Terra arrasada

Estou pensando seriamente em me mudar desta cidade. Não há perspectiva de melhora em canto algum. Como não sou um cara politicamente engajado, no sentido partidário da expressão, fico me sentindo de mãos atadas.

Alguns mandarão certamente eu vazar. Dirão que eu não farei falta para ninguém. Já me antecipo e digo que farei sim, para quem me interessa: meus amigos e parentes. E mais: farei falta para quem depende de mim para pagar-lhe a mão-de-obra dispendida. São poucos, mas que dependem de alguma forma do meu trabalho.

De outro modo, certamente os que me mandarão embora não assinarão seus comentários. Serão anônimos, covardes que arrotam bobagens sem ter cara para mostrar.

Todo esse nariz de cera é para lamentar, mais uma vez, o que esta cidade está se transformando: abandonada, sem qualidade de vida; uma terra de gente mal-educada, ignorante, que despreza a vida alheia e não respeita o espaço do próximo; que para em fila dupla na porta dos colégios, dos bancos, dos cinemas; que entra nos elevadores de cabeça baixa e não responde a um simples bom-dia; que obstrui as calçadas, impedindo a passagem dos pedestres; que constrói suas casas para além de seus terrenos, invadindo o espaço público; que se mete na vida do alheio, com curiosidade mórbida sobre os problemas e fraquezas dos semelhantes.

É ainda uma cidade (e um Estado) onde a Administração Pública não funciona; onde se vê lixo por todos os lados; onde o Poder Público fecha ruas, supostamente para melhorar a vida de seus cidadãos, sem avisar a ninguém, nem mesmo aos moradores que precisam chegar às suas casas e veem, repentinamente, a via bloqueada; onde o público é tido como privado, apossado indevidamente por quem se julga seu dono e faz como vaca para os demais cidadãos: caga e anda para quem reclama.

Pois bem: o retrato da cidade e de seus moradores é exatamente aquilo que aconteceu na Câmara de Vereadores de Belém, ontem. Dos personagens às práticas, tudo é a cara daquilo em que Belém se transformou, desde que a elite perversa desta cidade resolveu que público é aquilo (e tão somente aquilo) que vende como imagem, nos cartazes e outdoors imundos das eleições, de quatro em quatro anos - no que são seguidos pela massa ignorante de esfomeados, de comida ou de dinheiro fácil, que habita nossa pobre capital.

Fotografia radical


Imagem: Clark Little (clique na imagem para ampliar)

Quer saber como fotografar esta onda insana no Havaí? Como se proteger do momento seguinte, quando o "caixão se fecha"? Qual equipamento ou técnica utilizados não só para a fotografia bem como para a sobrevivência?
Então leia esta entrevista do fotógrafo Clark Little para o Engadget.
E depois visite o website deste maluco.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

O encanto de Pierre Verger


Folder original da exposição.

Foi hoje a abertura da excelente exposição Andalucia 1935, com imagens do fotógrafo francês Pierre Verger no Museu da UFPA. Após um magnífico espetáculo ao ar livre com dança flamenga, o público foi levado para uma visita guiada por cerca de 70 extraordinárias fotografias.



Imagens como estas, em formato Rolleiflex, ampliadas de negativos originais excepcionalmente bem preservados, trazem a realidade daquela região espanhola no período imediatamente anterior a Guerra Civil.

As fotos aqui, feitas com o iPhone, não fazem justiça ao que você poderá ver até o dia 30 de setembro no Museu da UFPa.
Com este acontecimento, a UFPa marca um grande ponto na escassa programação cultural internacional na cidade. Magnífico evento e um sucesso de público já na abertura.
Simplesmente, não perca!

SERVIÇO:

Pierre Verger - Andalucia 1935*
Visitação: de 19 de agosto a 30 de setembro de 2009
De terça a sexta-feira, das 10h às 17:30h
Sábados, domingos e feriados das 14h às 18h.
Local: Museu da UFPa (antigo prédio da Reitoria).
Entrada Franca

* Mais Informações no Portal da UFPa

O meu voto não

Se é que algum dia pensei em votar em Marina Silva
para presidente da República, esta hipótese se esvaiu hoje cedo, quando li a coluna do jornalista Guilherme Augusto.
Em que pese ter respeito e até admiração pela senadora, além de acreditar que precisamos endurecer de verdade a política ambiental neste país de oportunistas atrasados, eu já estava incomodado com o fato de o Partido Verde ser presidido por um Sarney. Mas agora tomei conhecimento de que Marina é contrária a todas as modalidades de abortamento (sou favorável à interrupção seletiva da gestação, em casos de comprovada inviabilidade extrauterina do concepto) e às pesquisas com células-tronco embrionárias (sem comentários).
Mas até aí, tudo bem. A gota d'água para mim, honestamente, foi saber que a senadora defende o criacionismo! Já imaginou se ela se elege e resolve, como George W. Bush, reformar o sistema educacional do país para tornar obrigatório o ensino do criacionismo - nem que seja, como fez o leso americano, sob o argumento de que as pessoas devem conhecer essa linha, além do evolucionismo, para escolher a de sua preferência?
Fala sério! Seria um retrocesso tão grande, num país de sistema educacional historicamente combalido, que não vale a pena correr esse risco. Se eu estiver errado, por favor, me digam.
Acréscimo em 19.8.2009:
E que tal esta? Gilberto Gil aceitou ser o vice de Marina. Com esse fato novo, alguém mudou de ideia e decidiu cravar o voto na dupla?

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Amigos virtuais na fotografia



Quem ainda não tem suas fotos publicadas no Flickr?

Pois eu já as tenho há algum tempo. E neste período, ganhei alguns amigos que vez por outra, passam por lá para comentar alguma coisa, ou meramente, fazer contato. Isso é um dos fenômenos mais interesantes da internet. Fazer amigos.

Neste sentido, ao menos no Flickr, além de alguns brasileiros, fiz alguns amigos internacionais.
Tenho por exemplo, o Joemack, um escocês talentoso na fotografia. O cara sempre faz algum juízo das fotos que publico por lá. E isso já há algum tempo. Já trocamos votos de boas festas e outras amenidades.

Recentemente, fiz 2 novos contatos: trata-se de Mihai Vasiliu, de Bucarest na Romênia e Natalia Koval, da Argentina. São pessoas que tem apenas uma coisa em comum: fotografar por puro deleite, sem maiores pretensões. Trocar experiências com novas câmeras e novas técnicas. Uma brincadeira legal, que nos faz sentir cidadãos do mundo.

Faça também o seu. E seja feliz.

Pra não dizer que não falei de BlackBerry



Para os adeptos dos "bojudinhos" da Research in Motion (RIM), o Blog MacMagazine informa que a loja de aplicativos online da empresa canadense, já está disponível aqui, para usuários de Argentina, Brasil, Chile, México e Venezuela.
A loja também poderá ser facilmente acessada a partir dos próprios BlackBerries no endereço mobile.blackberry.com
Portanto, agora sem reclamações. Corram com seus "bojudinhos" para a BlackBerry Store.
Tudo menos Windows Mobile.
For God's Sake!
;-)

Fui passear no Bosque

Quem tem filhos, sabe da preciosidade dos fins-de-semana. Sabe das expectativas que eles nutrem, sobre o que os pais lhes reservam para os mágicos momentos em que toda a família, pode ter uma oportunidade de compartilhar suas alegrias, brincadeiras, impressões visuais, prazeres sem fim.
E sabe também, das expectativas que os filhos queridos tem, firmes na sobrevivência da família que os abriga. E sabe que nada pode ser mais importante, do que garantir-lhes estes momentos de felicidade singela e pura.

Pois neste fim-de-semana fui ao Bosque Rodrigues Alves. Um passeio que não fazíamos há bastante tempo. Algo comum, corriqueiro e caretão mesmo. Mas absolutamente mágico para eles, que lá se soltaram com outras crianças, surpreendentemente às dezenas naquele lugar às vezes meio esquecido.

Afora o calor, implacável, foi uma boa experiência. Ao menos não tive que enfrentar as agruras do Belenâmbulo, em sua proposta inovadora, frustrada pela realidade de uma cidade sitiada por bolsões de malandragem e violência.

E aqui, deixo o registro de 3 imagens, que simbolizam o passeio. Três elementos que você não vai deixar de associar aquele centenário logradouro de nossa cidade.


O passeio de canoa, ainda faz a alegria das crianças...


...bem como a natureza exuberante do lugar...


...e as engraçadas competições dos quelônios por um lugar ao sol.