segunda-feira, 3 de junho de 2013

Cocaína!

-------------------

A cocaína não quer ver ninguém feliz: É o que eu penso! Sou da geração que viu o flagelo se disseminar pelo mundo. Saiu das veias da América Latina, para dar o troco no colonizador. A cocaína é herdeira da melancolia da América, aniquilada pela barbárie de nossos colonizadores ibéricos: loucos, sifilíticos e cruéis: Muito cruéis. Tem muita gente que usa diariamente. Tem muita gente que surtou, matou, violentou: E depois foi fumar um baseado para se acalmar. A cocaína é filha da tristeza: não tenho dúvidas! Todos os seus derivados: mais tristes, ainda. Fala-se abertamente da dependência de Aécio Neves, candidato do PSDB nas próximas eleições presidenciais. Deixo aqui um link sobre a censura que foi feita ao Estadão, quando da publicação de matéria sobre o vício de Aécio Neves. Não censuro, nem julgo, Aécio Neves; pois não sou hipócrita, e detesto hipocrisia. Apenas fico cá com meus botões pensando até quando vamos levar a discussão sobre as drogas dessa forma tão arcaica, enquanto milhares são consumidos pela dor e pelo desespero. Mantenho a minha posição: A cocaína não quer ver ninguém feliz! 

----------------------------------

3 comentários:

Fábio Fonseca de Castro disse...

É, Marise, concordo integralmente. E olha que o dar o troco no colonizador deu revertério no colonizado. Tive e tenho amigos que se levam por aí e que, com consciência, penam para evitar. Até sabem que ela não lhes quer bem, mas o vício desse afeto é bem duro de tirar.

Marise Rocha Morbach disse...

Muito Fábio! Muito difícil Eu também já tive alguns amigos que se deixaram levar pela coca; fiquei muito triste por eles. Não gosto de coca: acho uma merda! Que pena!

Geraldo Roger Normando Jr disse...

Belo pensar!!!