segunda-feira, 28 de agosto de 2006

Ameaças Veladas

Aqui estão a série de ameaças veladas que vem sendo feitas neste blog por "anônimos" que parecem querer atingir a parte mais fraca. Junto a elas vão as minhas respostas.

16 de Agosto de 2006

Post "Cadê o ladrão do oxímetro de pulso?"

Silverado said...
qto custa um oximetro Dr. Carlos..???
13:01
Carlos Barretto said...
Naquele modelo, do HUJBB, talvez por volta de 4000 reais. É pouco considerando o mercado de insumos hospitalares.Abs e obrigado pela visita.
17:26
Silverado said...
Dr.Carlos...esse valor que vc disse era antes do episódio..depois houve uma valorização....passou a custar R$ 3.500.000,00 Convênio 134/2005 SESPA/UFPª/HUJBB Diario Oficial n° 30542 de 17/10/2005 ou seja logo após o ocorrido. Um presente do SECRETÁRIO que tanto reclama de repasses Federais ao ESTADO...Desta vez o Estado financia um Orgão Federal...coincidencias Dr. Carlos ou generosidade mesmo......
09:29
Carlos Barretto said...
Sem dúvida, Silverado. As generosidades parecem muito estranhas. A mesma estranheza me causa. Não tenha a menor dúvida.
12:35

Aqui, observar o pseudônimo sugestivo adotado pelo anônimo

22 de Agosto de 2006

Post "O cidadão e o funcionário público"

Anonymous said...
Como cidadão, caro Barreto, você deve ter, acima de tudo, a verdade. E pelos documentos que surgem nesse caso, parece, faltou-lhe exatamente isso. O que coloca em dúvida todo o seu comentárioe , principalmente, a veracidade das suas "denúncias" sobre o caso. Agora, o que lhe levou a agir dessa forma, só você mesmo pode explicar. Ou será que nem precisa?
23:53
Carlos Barretto said...
Anônimo das 23:53
Não entendi seu comentário. O que é mentira? Vc acha correto a PF não apontar quem roubou do HUJBB um equipamento de máxima importância para um hospital tão carente? Vc parece saber algo mais a respeito? Por que não publica e de preferência SE IDENTIFICA, para que possamos analisar suas ponderações. Quanto aos documentos, não apresentei nenhum documento no blog. Depus na PF e é a ela que cobro as providências. Contei um fato em que participei como principal personagem. E se vc quer saber, existem no mínimo mais 3 testemunhas que o presenciaram, que óbviamente não lhe darei o gostinho de saber quem são. Quem deverá fazê-lo, assim espero, será a PF, a quem cobramos a verdade dos fatos. Quanto a explicar, não costumo responder a anônimos deselegantes como vc, que se escondem na covardia que cultivam. Por motivos, quem sabe, cínicos e inconfessáveis não é anônimo.
10:56
Anonymous said...
Calma, Carlinho. Sem essa de intimidação. Isso era no tempo da ditadura e você, melhor de ninguém, sabe quem servia de corpo e alma ao sistema. Pela sua reação a um pequeno comentário feito aqui fico, mesmo, com a impressão que tem muita mais coisa ainda não revelada por trás dessa história. Quem sabe não seria algo vindo das bandas do hospital que você trabalha e tem importante função. Coincidentemente de onde saiu o tal equipamento.É, é o caso de se dizer: o feitiço pode virar contra o feiticeito...
07:20
Carlos Barretto said...
Pode mesmo, anônimo. Esta é uma possibilidade que está prevista mas, garanto-lhe: conduzida adequadamente por quem de direito.É o que costumo dizer: quem tem culpa que se estrepe.Quanto à intimidação, ela existe, anônimo. E eu não acredito em Papai Noel, não. Mas vc que me chama de Carlinho, deveria estar identificado. Pode me fornecer informações adicionais sobre o caso?Caso positivo, faça-o "em off" neste blog, ou para meu e-mail.E se o hospital em que trabalho tem algo a esconder, mantenho minha linha de conduta em que as autoridades competentes façam aparecer. Daí minha cobrança à PF para que faça rolar este processo. O que definitivamente não pode acontecer é que a PF demore 1 ano para responder a um processo de furto bobo. Mas hoje eles reconhecem a demora e fornecem informações adicionais sobre a história, que eu já sabia. O oxímetro de pulso, estava com a plaqueta de tombamento do HUJBB. Difícil é entender como foi parar nas mãos da PREVSAÚDE sem que eles tenham de imediato, tomado a iniciativa de devolvê-lo, não é verdade?Agora o que não vou admitir é que venham a dizer que tal fato não é verdade. E isso posso lhe afirmar, anônimo, estou suficientemente embasado para provar. Por último, vc realmente acha, que ser chefe da UTI, sem DAS, ganhando por isso apenas uma "gratificação" de cerca de 80 reais, é um "importante cargo"???Ora, anônimo. Convenhamos que existem cargos muito mais importantes não é verdade?
10:07

23 de Agosto de 2006

Post Sem Título Chamando a atenção para a antecipação aos fatos

"Um leitor deste blog, sob o manto do anonimato, comentou o seguinte sobre o post O Cidadão e o Funcionário Público:

Como cidadão, caro Barreto, você deve ter, acima de tudo, a verdade. E pelos documentos que surgem nesse caso, parece, faltou-lhe exatamente isso. O que coloca em dúvida todo o seu comentárioe , principalmente, a veracidade das suas "denúncias" sobre o caso. Agora, o que lhe levou a agir dessa forma, só você mesmo pode explicar. Ou será que nem precisa?

Como voces podem ver, tem gente que tenta intimidar a gente todos os dias. Este post foi publicado às 23 h de ontem. Mesmo assim, este anônimo parecia saber o que os jornais iam publicar hoje.Interessante, não?A resposta está na seção de comentários."

25 de Agosto de 2006

Blog da Quinta Emenda
Post "Termos"
Após a publicação pelo Quinta Emenda do depoimento do dono da empresa de manutenção à PF sobre o caso do oxímetro de pulso.

4 Comentários

Carlos Barretto disse...
Muito bem! Sem entrar no mérito do "timing" deste dia do qual jamais me esquecerei façamos a pergunta agora:1)Onde está a pessoa que tentou vendê-lo à PREVSAÚDE? Por que ainda não foi apontada?Aguardemos as investigações.Abs
18:29
Juvencio de Arruda disse...
Achou resolveu,Barretto.
18:56
Anônimo disse...
É, Carlinho, lamentável que o seu comentário se resuma a isso. Pensei e - até esperei, pelo que eu conhecia de você, uma outra postura. Até porquê foi, a partir de um comentário seu, que o jornal dos Barbalhos deu destaque ao assunto colocando as coisas de maneira bem diferente do que está dito com todas as letras nos referidos documentos.Em período eleitoral foi mais uma uitlização partidária do jornal, que o dono menor diz que faz jornalismo independente, passando por cima até do pai, da mãe e do irmão.Tá-se vendo. É, conta outra...
22:40
Carlos Barretto disse...
Calma, anônimo. Fui econômico em meu primeiro comentario propositadamente. Tinha certeza que vc ia se apressar e dizer logo aquilo que estava pretendendo dizer. Mostra aos leitores que estaria seguindo uma especie de "roadmap", como dizem os americanos.Em primeiro lugar, ainda estou tentando imaginar a razão pela qual vc me chama de "Carlinho" e simplesmente não se identifica. (os verdadeiramente íntimos o fazem chamando de "CarlinhoS").Vamos então considerar, que na mais elegante das hipóteses, vc seja de fato conhecido meu e certamente apenas tenha algumas discordâncias políticas evidentes. Neste caso, merece meu respeito e minha consideração. Em todas as outras hipóteses, não. Simplesmente pelo FATO de que vc se apressa em salientar a evidente maneira diferente que o sr. Raimundo Macedo (dono da empresa de manutenção que denunciou o fato ao HUJBB) conta o fato a PF. Lá, ele inclusive faz a ressalva de que considera a empresa PREVSAÚDE idônea, o que seria desnecessário no contexto de quem pretende apenas depor sobre um fato. Ele deve ter lá suas razões, as quais de antemão afirmo que compreendo perfeitamente. Existem muitas delas. Mantenho contudo meu foco em uma simples questão que vc parece não estar nenhum pouco preocupado. Por que o gerente Dinho, da PREVSAÚDE (ou seja lá quem o for) simplesmente ainda nao apontou quem o levou o aparelho para compra. Perceba que neste tópico específico, não existem discordâncias. O equipamento de fato pertencia ao HUJBB e a PF fotografou a plaqueta de tombamento presente no equipamento, que além disso, ainda possuía escrito em tinta indelével o nome da unidade a que pertencia no HUJBB. UR (Unidade de Recuperacâo).Portanto, em respeito a provável proximidade que vc parece ter de mim, respondo que vc agora nos deve esta resposta uma vez que parece estar previamente posicionado em apontar a possível boa fé da empresa PREVSAÚDE, que por mim, nunca foi questionada (embora tenha manifestado estranheza pelas dúvidas expostas acima).Respeito seu desejo de permanecer no anonimato. Embora me sinta em desigualdade de condicões neste debate uma vez que sempre me identifico. Pergunto-lhe então o seguinte: Vc é o mesmo anönimo que fez comentário no post "O cidadão e o funcionário público" no dia 22 de agosto?Se vc se identificar, anônimo, pode sim fazer muita diferença aos leitores deste blog. Portanto, seria desejável que o fizesse para que mantenha sua credibilidade.Quanto aos documentos apresentados, utilizarei meu próprio blog para mostrar meus pontos de vista, evitando assim sobrecarregar o blog de meu amigo Juca. Mas de antemão aconselho: Melhor seria que o gerente da PREVSAÚDE apontasse logo o ladrão do HUJBB.Qaunto a seus comentários sobre as reportagens do Diário, nada temos em desacordo. Inclusive, o Diário quando publica minhas notas, deixa de publicar as ressalvas importantes que faço quanto ao uso eleitoral de informações importantes ao cidadão, que vc poderá ler na íntegra no post "SESPAgate" .Perceba que apesar do período eleitoral, estas denúncias tem caráter muito mais sério do que este mero oxímetro de pulso que precisa encontrar o autor de seu roubo.
Abs
09:17

28 de Agosto de 2006

Post "Luz no fim do túnel"

Comentário não publicado (por ser repetitivo e enfadonho) mas arquivado em meu computador:

ô Carlinho, por que será que vc não informa os seus leitores sobre a verdade do roubo do oxímetro lá onde vc trabalha? Assim, até parece que vc está no meio dessa pouca vergonha do diário do pará, que mesmo sabendo da verdadeira história, preferiu mentir para o seu leitor para continuar roubando a honra alheia. Não entre nessa Carlinho.

Está tudo aí. As conclusões, deixo aos meus leitores. E desde já agradeço as inúmeras manifestações de solidariedade. De cidadãos comuns, como eu, interessados meramente no bom andamento das instituições.

6 comentários:

Val-André Mutran disse...

Não se abaixe para esses covardes.
Também sou vítima desses recalcados que se escondem no anonimato.
Simplesmente adotei a mediação e jogo direta na caixa do lixo comentários xulos que ofendem minha pessoa e minha família.
Adote o mesmo Doutor, e reze por suas almas.

Flanar disse...

Não me abaixo Val-André. E vc tem tido a oportunidade de acompanhar o desenrolar deste blog e ler as covardias dos cínicos.
Mais uma vez, obrigado pela solidariedade.

Copulatum et Malum Remuneratum disse...

Parabéns por trazer à baila essa importante questão. Parece-me claro que tem muita gente querendo abafar o caso. E pela via da intimidação. Mas não se abata. Pode ter certeza que você conta com a solidariedade das pessoas que querem, de uma vez por todas, escorraçar essa cambada que nos rouba de todas as formas.

Flanar disse...

Pois é. Queriam o esquecimento. Mas os cidadãos tem o direito de saber as respostas. E cobrar por elas.
Abs

Direito & Esquerdo disse...

Caro Barreto,

Tens um mérito, a coragem.
Porém, não deves dar espaço a esse covardes que estão até o pescoço atolados na "eca".
Manda ver, denúncie e modere os patifes.
Será um santo remédio, eles cansarão.
um abraço
Bruno

Flanar disse...

É Bruno. Mas vc coraria ao saber a movimentação de outros personagens oficiais nesta história. E outros nem tanto oficiais também. Mas por enquanto, após a publicação, das ameaças, eles mesmo pararam de encaminhá-las ao blog.
Abs