terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Mais arrogâncias

"Não tem que devolver nada. O que é pra devolver? Não tem nada. Ele sai, no dia que ele sair acabou, simples"

Assim teria respondido, segundo o Blog do Barata, o Presidente do TCE Fernando Coutinho Jorge, ao ser indagado sobre a exigência da Presidente da OAB/PA, Angela Sales, de demissão imediata da parentada no TCE com devolução dos salários percebidos desde a data da publicação de decisão do STF sobre o nepotismo.
Leia mais aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

5 comentários:

Yúdice Andrade disse...

Foi isso mesmo, com direito a risadinha de escárnio no final. Passou ontem no "Jornal da Globo".

Lafayette disse...

Como diria meu cantor-guru-filosófico-etílico-porreta preferido, o Falcão:

"No Brasil, nem tudo está perdido... ainda tem muita coisa pra se perder!"

Ou, em outro rompante dele de filosofia pura:

"Tá tudo bem, tá tudo azul, mas só quero ver quando começar a juntar os urubu!"

:):):):):)

Anônimo disse...

Nobres, se estivéssemos em um pais sério saíria também esse indigitado "Conselheiro" do Tribunal de Contas do Estado.

Lafayette disse...

Não, anônimo das 01:00, se estivéssemos em um país sério, o TCE nem existiria!

Juvencio de Arruda disse...

Mas hoje, nos jornais, a careta dele estava bem diferente.
Este Coutinho Jorge...