terça-feira, 16 de dezembro de 2008

A Tempestade

O TSE julgou a prefeita de Santarém Maria do Carmo inelegível. Resta-lhe recurso ao Supremo, mas deverá aguardá-lo afastada do cargo. O problema é o tempo de espera, que poderá durar tanto quanto o mandato que se iniciará em 1 de janeiro de 2009. Com a decisão resta outra polêmica: assume o segundo lugar ou convoca-se nova eleição em Santarém? Um revés para o Partido dos Trabalhadores no Pará.

Um comentário:

A Justiceira disse...

A Justiça, em seu princípio fundamental, deve ser cega, ou seja, seu veredito deve manter SEMPRE a IMPARCIALIDADE, independente de quem sejam os réus. Até que enfim a Justiça Eleitoral utilizou seus princípios essenciais. Não foi como em alguns Municípios que a própria população confirmou a MÁFIA DAS URNAS porém só a Justiça que realmente foi CEGA.