segunda-feira, 23 de março de 2009

Acidente aéreo


Ventos de 72 Km/h podem ser a explicação para o acidente aéreo que abriu o dia hoje, no Aeroporto Internacional de Tóquio-Narita, o maior do país. Imagens gravadas no momento do sinistro mostram os pneus da aeronave tocando o solo, mas em seguida isso ocorreu com o bico. Em seguida, o boeing da FedEx tombou de lado e explodiu, virando uma bola de fogo que deslizou pela pista, matando piloto e copiloto.
Felizmente, não há notícias de outras vítimas, além de que as autoridades japonesas certamente estarão prontas a dar assistência às pessoas que dependem do aeroporto, que neste momento se encontra com a capacidade operacional fortemente reduzida, devido ao acidente ter ocorrido na pista destinada às maiores aeronaves. De se lamentar que, no Brasil, a eficiência não seria exatamente a mesma.

Um comentário:

Itajaí de Albuquerque disse...

Ventos são um perigo, e não é por conta do velho ditado que os considera como alerta de tempestade. Porque de fato são perigosíssimos quando em alta velocidade.
Há poucos dias, quando saía de Brasília indo para Goiás, passei por um trecho de estrada, e ví um cenário de guerra. Vi colisão de carros, árvores de grande porte arrancadas pela raíz e postes - postes de concreto - entortados como fossem simples arames. Alguns cachorros, possivelmente de rua, estavam mortos. Chovia, o trânsito nervoso, e mesmo com minha câmara no carro não me atrevi estacionar e fotografar aquele cenário inesperado.
Depois, quando cheguei a Caldas novas, liguei a televisão atrás de notícias. Fui esclarecido então que a situação antes vista na estrada fora causada por ventos de 120 km/h, provocados por uma nuvem cumúlus nimbus.