segunda-feira, 16 de março de 2009

Mais mortes na costa do prefeito

Um menino de onze anos deu entrada, anteontem, no Pronto Socorro Municipal da 14 de Março, em Belém, sob suspeita de dengue hemorrágica. 24 horas depois, a criança morreu, vítima da falta de atendimento.

Hoje, após dois dias à espera de leito, já dentro do hospital, uma senhora de 72 anos também morreu, pela ausência de atenção profissional.

Duciomar Costa, o prefeito desta pobre, cada mais pobre cidade, nada diz, nada faz, não é encontrado, não se pronuncia. Esconde-se na falta de vergonha, na desfaçatez, no mau-caratismo que reveste toda sua trajetória, tornando cada vez mais criminosa e sangrenta sua nefasta passagem pela prefeitura de Belém.

Duciomar Costa, o irresponsável, o falsário, o pernicioso, inocula a doença e não permite a cura. O caso do menino na porta do PSM é o exato exemplo disto: a população, à mercê da dengue, também não tem o médico que poderia salvá-la.

A classe média desta cidade, que procura cada vez menos precisar dos serviços públicos, assiste calada à completa ausência do Poder Público municipal, nas suas mais comezinhas responsabilidades. Duciomar Costa, de olho na verba, agora afirma que não quer ser senador: quer gerir a fábula de dinheiro público que, ele espera, virá para Belém com o PAC.

Um pulha, é isto o que este prefeito é. O maior pulha que já pisou no Palácio Antonio Lemos.

Com a assinatura da CPI da Saúde Pública Municipal, os membros da Câmara Municipal de Belém – todos, dos vereadores aos assessores jurídicos, dos que têm cargos na Mesa aos que não os possuem – têm a oportunidade de suas vidas, para mostrar que não são feitos da mesma matéria infecta de onde saiu Duciomar Costa.

O Ministério Público, a rigor, nem precisa deste estímulo; tem é que correr da lama, que já alcança as barras de suas vestes talares, tamanha é a inamovibilidade, vulgarmente falando, de seus componentes.

9 comentários:

Anônimo disse...

O critico mesmo é notar que o Ministério Publico não faz nada. Eles só estão a espera de chegar o fim do mes para receber o seu gordo dinheiro, pago com o nosso dinheiro para defender as coisas espurias, as coisas imorais e não fazem nada, se fazem não é para o interesse do povo. Vamos ainda é tempo para voces mostrarem para que vieram.

Anônimo disse...

O mais interessante nesta onda de mortes patrocinadas pelo Oftalmologista Dulciomar Costa é que seus colegas médicos Vereadores em solidariedade ao mesmo não assinaram a CPI da Saude na Camara Municipal de Belém. É extranho o comportamento do Dr. Abel Loureiro um homem sério é competente que está deixando se levar pela labia do Prefeito. No Diario de hoje diz que tem gente na Camara pegando o mensalino de R$ 10.000,00 por mes para votarem a favor do DUDU. É o fim da linha.

Carlos Barretto disse...

É verdade. Uma vergonha a participação destes colegas médicos vereadores no episódio.

Anônimo disse...

Vi uma entrevista na tv de um médico vereador ou vereador médico que disse que não podia assinar o pedido da CPI, porque o CRM proibia tal manifestação. Como ele é vereador de muitas legislaturas ainda não gravei seu nome pelos seus excelentes trabalhos. Só sei que seu curral eleitoral é Ycoaraci. É muita cara de pau deste sujeito.

Renato disse...

Mais triste é ter assistido no Telejornal Hoje da Rede Globo a reportagem sobre o caos na saude de Belém. E ainda queremos ser subsede de copa do mundo.

Francisco Rocha Junior disse...

Renato, ainda vai aparecer algum lacaio do falsário para dizer que tudo é urdidura da imprensa e da oposição contra a candidatura de Belém a subsede da Copa.
Afinal, essa turma não tem limites.

Carlos Barretto disse...

Não tem nada no CEM que proíba vereador (que deveria atuar em legítima defesa do povo que o elegeu) de cobrar as providências devidas do prefeito. Ele pode ser médico, advogado, físico, o escambau. Mas na Câmara, foi eleito para defender os interesses do povo. E assim deve atuar.
É portanto, uma conversa fiadíssima.

Carlos Barretto disse...

Vai aparecer sim, FRJ. Sempre tem alguém que faz este papel. Que venha. Nós estamos aqui prontinhos.

Anônimo disse...

O Médico Vereador que usou a desculpa do Conselho para não assinar a CPI é MARIO CORREA, aquele que troca de partido sempre para continuar no poder. Será que ele não enxerga o que esta acontecendo na Cidade. Seria bom ele marcar uma consulta com o Oftalmologista Dulciomal Costa que com certeza, passaria a enxergar.