sexta-feira, 23 de abril de 2010

Só a capa

Ontem, o Diário do Pará publicou a notícia de que o jornalista Ney Messias sofreu um assalto e, ato contínuo, procurou policiais militares. Estes, sem se abalar, teriam dito saber para qual beco os criminosos teriam fugido. Contudo, os castrenses alegaram não poder ir até lá, por ser um local "muito perigoso".
Na edição de hoje, foi publicada a informação de que o Ministério Público Militar requisitou a instauração de inquérito policial para apurar os fatos, eis que o risco, inclusive de morte, é inerente à atividade policial.
Coincidência ou não, ontem um policial militar comentou comigo que a tropa estava indignada com a governadora Ana Júlia. Ela teria promovido oficiais na solenidade pelo dia de Tiradentes, patrono da Polícia Militar. Quanto à raia miúda, os praças, que aguardavam ansiosos por boas notícias, não houve promoções, alegadamente por inexistência de recursos financeiros para suportar a majoração dos soldos. A consequência disso é que os policiais, na surdina, ameaçam com uma espécie de greve branca. Nas palavras do meu conhecido, vão fazer a capa: se ocorrer um assalto para um lado, os policiais correrão para o outro. "Ela finge que dá reajuste e a gente finge que trabalha." Por outras palavras, nós é que pagaremos o pato.
Fosse eu o governador, logo no primeiro ano do mandato mandaria implementar medidas de impacto financeiro nas carreiras do serviço público, especialmente nas de saúde, educação e segurança pública. Primeiro porque, nelas, a satisfação do servidor seria sentida diretamente pelo público (meio idealista, eu sei, mas às vezes é preciso ser); e segundo, no plano utilitarista, porque são carreiras repletas de servidores. E cada um deles tem família, ou seja, milhares e milhares de votos.
Em suma, um serviço público ruim e falta de inteligência político-eleitoral. Isso é estratégia?

4 comentários:

Itajaí de Albuquerque disse...

Embora bons salários não sejam garantia de bom serviço público, corrigir defasagens e desníveis salariais é uma medida higiênica que todo administrador público deveria empreender.

Anônimo disse...

Em ano de eleição só se pensa em grandes ideias e voto. Seria bom eleições anuais.

André Batista disse...

Essa operaçao padrao da pm era só o que faltava. Estamos entregues a própria sorte.

Lafayette disse...

Calma, nada que está ruim, não pode piorar ainda mais: hoje, agorinha, fui à DFV emitir um BO pra extravio de DUT e não pude... Estão em paralisação por melhores salários.