terça-feira, 29 de junho de 2010

"Gadgets" também tem seu ponto G

Semana que passou, foi quase que inteiramente dedicada a mais um daqueles "hypes", no pior sentido possível. O iPhone 4 foi literalmente bombardeado pela mídia especializada, que apontava falhas de recepção, dependendo da posição em que se segurava o aparelho nas mãos. A história varreu o mundo logo nos primeiros dias que se seguiram o início das vendas do iPhone 4, havendo inclusive relatos de fúria de consumidores em fóruns online, especialmente no fórum de suporte da própria Apple. Para complicar, como sempre econômico em suas respostas, o grão-mestre-super-hiper-bombado Steve Jobs ainda responderia ao clamor dos consumidores de maneira irritante:
- Simplesmente não o segure desta maneira.
Foi como respondeu a um e-mail encaminhado por uma consumidora indignada (Sim. Ele vez por outra, responde pessoalmente alguns e-mails a ele encaminhados pelos demais mortais). Mas ELE é assim. Já fez pior, e não é nada difícil de acreditar.
Mas os fatos dizem o quê afinal? Bem. A Apple de fato embutiu a antena às proximidades da estrutura de aço inoxidável do iPhone 4. E, a exemplo de qualquer telefone móvel, quando você posiciona seus dedos próximo a antena, podem ocorrer as chamadas falhas de sinal. Quantas já não terão acontecido por este motivo e você nem ficou sabendo?
Pois saibam que tudo está confirmadíssimo da Silva! Sim. O iPhone 4 tem o seu "ponto G", agora mais, digamos, cientificamente provado. Vejam o vídeo abaixo.



A Apple, em declaração a imprensa no dia 24 deste mês, confirmou o problema e afirmou o seguinte:
“Se você já experimentou isso no seu iPhone 4, evite segurá-lo na ponta esquerda mais baixa, de uma maneira que cubra os dois lados da faixa preta na faixa de metal ou simplesmente use um dos muitos cases disponíveis.”
Mas a novela não termina por aí. Aproveitando a onda, a concorrência tentou tirar proveito, é claro. Especialmente a Nokia, que achou que podia tripudiar sobre o iPhone, criando uma peça publicitária onde mostra muitas supostas maneiras de segurar seu telefone. Na peça, a Nokia graciosamente afirmava o seguinte:
Claro, sinta-se livre para ignorar todos os métodos acima, pois, realisticamente, você é livre para segurar seu Nokia da forma como quiser. E sem sofrer nenhuma perda de sinal. Legal, né?
Mas a resposta, desta vez, não tardou. E a Nokia acabou engolindo mosca, como diz o blog MacMagazine. Por um pequeno detalhe, incluído nos próprios manuais de qualquer aparelho da fabricante norueguesa.
Uma gracinha, não? Portanto, fique sabendo disso e descubra o "ponto G" de seu celular. Ele fica em algum lugar. E neste caso, a "mágica" não é das mais animadoras.

4 comentários:

Itajaí de Albuquerque disse...

Convenhamos... há lugares bem mais interessantes para procurar o ponto G. Rsrsrsrsrs.

Carlos Barretto  disse...

Saliente!

Itajaí de Albuquerque disse...

Alías, Barretto, nesse caso trata-se de um ponto anti-G!!! Hahahahaha.

Carlos Barretto  disse...

O "ponto G" dos "gadgets", na verdade, é um "anti-hype".
;-)