sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Ficha Limpa: A Culpa É do Joaquim Roriz

A decisão de Joaquim Roriz de renunciar à candidatura ao governo do Distrito Federal, indicando a mulher para substituí-lo na cabeça chapa do PSC, é mais um escárnio do eleitor e da justiça. Ao renunciar, o "Candidato da Esperança" provoca a hipótese de que o julgamento de 15 horas da Lei da Ficha Limpa no STF será nulo, por extinção do objeto da ação.

2 comentários:

Anônimo disse...

O julgamento vai continuar. Uma vez que se admite a repercussão geral em um recurso extraordinário, a desistência não é mais cabível, já que existe interesse público em sua análise.

Itajaí de Albuquerque  disse...

A Lei da Ficha Limpa é constitucional, mas obrigará ao STF voltar a analisar os recursos de sua aplicação no STE. Haverá gente que será votada, ajudará a eleger outro tanto, mas será cassado.
Para mim isso não é bom para a democracia. Outro problema é a desfaçatez desse cidadão chamado Roriz, que, há pouco, deu entrevista declarando-se perseguido político. Aí é dose. Ele de fato está horRORIZando.