sábado, 21 de maio de 2011

iLuv Double Play. Um acessório bom. Mas caro.

iLuv Double Play
Para quem deseja um acessório interessante, para amplificar e reproduzir suas músicas do iPod/iPhone/iPod Touch, existem milhares de soluções disponíveis no mercado. Com qualidade variável e preços para todos os bicos. Pessoalmente, sou fã dos produtos da iLuv. Quase todos os produtos que adquiri da marca, me deixaram plenamente satisfeito. Com algumas desonrosas exceções.
Nesta semana, fui a iStoreBrasil e resolvi adquirir uma solução portátil, para levar e reproduzir o som de meu iPod Classic e iPhone em Mosqueiro e outros locais onde uma boa música, é absolutamente desejável e indispensável. 
Já havia adquirido uma solução da Edifier. Mas ela foi injusta o suficiente, à ponto de queimar a fonte de alimentação com apenas 6 meses de uso. Sendo assim, voltei à prancheta de planos, em busca de uma solução de bom custo/benefício neste sentido.
Após alguma relutância, tendo em vista o preço salgado em reais, optei pelo iLuv Double Play
A própria iLuv fabrica outras soluções de maior porte que essa. Mas o precinho, costuma ser diretamente proporcional à potência de saída das caixas de som, bem como de outras funcionalidades agregadas.
Sendo assim, apesar de haver disponibilidade de produtos de até 1000 reais na loja, optei por uma solução mais modesta, mas nem tanto mais barata.
Contudo, surpreendi-me com o produto. E até acabei destinando a ele um lugar a ele bem mais nobre que um mero amplificador de iGadgets. Agora ele habita a cabeceira de minha cama. O motivo é absurdamente simples. O iLuv Double Play, é rigorosamente igual a um rádio-relógio. E de fato, sintoniza as rádios locais, com memória para 8 estações. 
Além disso, dois docks, garantem uma reprodução mais do que satisfatória para no mínimo 2 iGadgets: um deles, obrigatoriamente o iPod Classic; o outro, pode ser um iPhone 4/iPod Touch.
A reprodução de áudio, com direito a controle de graves e agudos, é surpreendentemente satisfatória para um produto de dimensões modestas. 
Mas o Double Play nos reserva algumas supresinhas interessantes. Por exemplo, o primeiro acerto do relógio, é absurdamente simples e automático. Basta inserir seu iPhone, que um sistema de sincronismo, acerta a hora e a data no produto. Simples, não?
Há também um espertíssimo controle remoto, onde você tem acesso as principais funções do produto. Sem sair da cadeira, você pode alternar entre a reprodução do dois docks disponíveis, alterar a luminosidade do display, regular graves e agudos, mudar estações de rádio, bem como todo o resto de funções normalmente disponíveis num controle remoto.
Sim. É claro que o Double Play carrega as baterias de seus iGadgets. E de quebra, você pode regular o alarme para acordar com qualquer um deles.
Estou satisfeito com o produto. Vai acabar servindo para bem mais do que reproduzir músicas de iGadgets. O problema, como sempre, é o precinho na terra brasilis (pior ainda, na terra belenensis). Apesar de custar cerca de 150 dólares nos EUA, o iLuv Double Play é vendido por 600 reais na iStoreBrasil.
É bom dar uma passadinha na Saraiva. Acho que vi um acessório semelhante, da igualmente afamada JBL. Mas o preço também não era dos melhores. Além disso, me pareceu um produto menos robusto que este.

12 comentários:

Silvina disse...

Carlos, se me permites, o JBL é superior em qualidade de som, e custa algo em torno de R$450,00 na Saraiva. Falo de qualidade e não necessariamente de potência (predicados distintos, particularmente quando se trata de homens). O iluv é dubledock, tem relógio digital com despertador, mas não espere um som límpido. Não tendo eu disponibilidade para empenhar R$2.000,00 num Dock da magnifica Bose, fiquei com a JBL, que me atende bem tanto no iPhone, quanto no iPod e, com cabo, no iPad. Como podes ver, não sou Eva, mas adoro a maçã!

Carlos Barretto  disse...

Ótima opinião, Silvina.
Precisava de alguém que desse algum depoimento sobre o JBL. Afinal, não saio por aí comprando tudo pra emitir opinião. Rsss
Thanks.

Carlos Barretto  disse...

E olha. O finado Apple iPod Hi-Fi Speaker, era também imbatível. E igualmente beirando os 1000 reais. Pena que, por alguma razão misteriosa, eles tenham descontinuado sua fabricação.

Silvina disse...

Pena mesmo! Mas o Bose mediano belisca os 2000 reais. Um Bose melhor não sai da loja por menos de r$3000,00. (aqui no Brasil)

Carlos Barretto  disse...

Sem dúvida, Silvina.

E o Bose, pela qualidade, costuma valer cada centavo de dólar, segundo afirmam os especialistas. Pessoalmente, apesar de ler a este respeito, nunca pus as mãos em nenhum. E confesso, jamais as porei. Por esse preço, posso até comprar um outro Macbook!
Rssss

Abs

Edyr Augusto Proença disse...

Muito bom, Barreto. Mas agora fiquei na dúvida. O da JBL parece tão bom quanto e mais barato?
Abs
Edyr

Carlos Barretto  disse...

Pois é, Edyr.
Sobre o JBL, temos o depoimento da Silvina. E é só.
Se você quiser vir aqui em casa pra ver o iLuv e depois ir na Saraiva para ouvir o JBL, estou à sua disposição.

Abs

Edyr Augusto Proença disse...

Barreto, passo a semana em SP. Quem sabe, na volta. Abs

Carlos Barretto  disse...

Na Saraiva tem sempre um JBL em demonstração. Na iStore também tem o iLuv e muitos outros em exposição. O jeito é ir nos dois lugares e constatar qual o produto que atende seus anseios. Antecipo que para mim, o mínimo que um produto destes deve ter, é um razoável controle de graves e agudos. Se num tiver isso, estou fora.

Boa viagem

Val-André Mutran  disse...

Senhores (as). Os produtos da JBL são bárbaros de bom. Mas, os da Bose, conseguem ser, ainda melhores.
Ambos, caríssimos, representam o que de melhor existe hoje no mercado para audiófilos como este que vos escreve.
Vale, como disse sabiamente o Barretto, cada cent de dólar.
Não é despesa, é investimento.
Como comprar, por exemplo, um Cartier ou um Omega para marcar os segundos de nossa rápida passagem, por aqui, como terráqueos.

Maick William O. Costa disse...

A preocupacão com esses docks é o plug onde se encaixa o ipod/iphone. Tive um e esse plug quebrou (detalhe que não fui eu). Agora pelo menos ja tenho opiniões aqui sobre duas marcas =]

Carlos Barretto  disse...

Importante observação, Maick.
Mas devo te dizer, que em ambos, o plug de conexão fica meio frouxo. Ou seja, em nenhum dos casos, se deve usar a "touch screen" enquanto ele estiver conectado nos docks.
Posso até imaginar como esse plug tenha quebrado.
Rsss
Abs