terça-feira, 4 de abril de 2006

Isso não tem em Algodoal

O leitor e frequente colaborador deste blog Aristóteles Guilliod, manda esta informação que achei interessante.

VÍCIO VIRTUAL

Uma pesquisa, realizada na Europa e no Oriente Médio pela empresa Symantec, concluiu que a maior parte dos usuários de e-mail é viciada na ferramenta de comunicação. Um em cada cinco entrevistados admitiu que verifica seus e-mails compulsivamente e fica arrasado quando não consegue acessá-los.
Segundo o estudo, divulgado em fevereiro deste ano, 75% dos usuários de Internet têm esse vício virtual: não conseguem se desconectar por nada desse mundo, nem mesmo se a troca for por uma boa viagem. Sem computador ou cybercafés para poder consultar sua caixa de entrada, nem pensar!
A pesquisa, encomendada à Dynamic Markets, teve como amostragem um universo de 1.700 pessoas e identificou quatro tipos de usuários do e-mail: os disciplinados, os dependentes, os fóbicos e os sobrecarregados. O perfil básico do viciado virtual seria o excesso de stress, frustração e nervosismo quando da impossibilidade de bater o ponto diário em sua caixa postal eletrônica.
Para a Symantec, o resultado é preocupante: 40% dos participantes da amostragem têm uma relação pouco saudável com as mensagens eletrônicas. Segundo o gerente de marketing da empresa, Christopher Cook, o comportamento do internauta brasileiro pode ser considerado o mesmo: "não há muita diferença, ainda mais se considerarmos o ambiente corporativo. A proliferação da Internet e do e-mail é uma coisa global", conclui Cook.

Onde você se enquadra?
Em se tratando de texto, resta saber se os efeitos deste fenômeno na linguagem escrita são positivos ou negativos.
Faltou a symantec detectar um grupinho, que apesar de raro, existe: grupo dos usuários que odeiam escrever e nem e-mail os estimula a gostar. Isso no universo de usuários que sabem ler e escrever e tem PCs em casa ou no trabalho, obviamente. Seriam os fóbicos?
Mas que eles existem, existem.

3 comentários:

Juvencio de Arruda disse...

É , isso não tem em Algodoal.Mas tem muita coisa boa lá.Abs

Luluzita disse...

Barreto,o problema de algodoal é q aquele céu vicia, aquele mar inebria, a lagoinha da princesa prende e nao te solta mais... sai de lá chorando!!!
acho q sou uma das únicas médicas do sul do país a conhecer algodoal.. heheheh!!!
beijocas intensivísticas!!
lucia(pr)

Flanar disse...

Querida amiga.
Permita-me chamá-la assim.
Logo reconheci a colega da AMIB-Lista quando vi o cabeçalho do comentário. Agradeço sua visita a este modesto blog local. Em retribuição, a foto que colocarei no blog no final de semana (sexta-feira) será de Algodoal.
Que também me provoca os mesmos efeitos.
Abraços

PS: Vc vai a Recife?