sexta-feira, 17 de novembro de 2006

Pinto Alegre

Essa nota é de lascar.
Que maldade senhor prefeito. Quem dá algum presente a alguém, dá e pronto! Não adianta querer direcionar o uso que o presenteado fará do mimo. Ora bolas!

Alegria do idoso
Idosos do Pará ficaram animados com a possibilidade de prefeituras daqui copiarem o programa de distribuição grátis de remédios contra a disfunção erétil, instituído pelo prefeito de Novo Santo Antonio (MT). Denominado de Pinto Alegre, o programa atende idosos com mais de 60 anos. Quatro comprimidos são entregues mensalmente para cada participante. Como a procura tem sido alta demais, a Prefeitura pensa em entregar os medicamentos diretamente às mulheres dos beneficiados, pois muitos, segundo elas, estão usando o remédio para “pular a cerca”.


Obra e arte do Repórter Diário de hoje.

8 comentários:

Anônimo disse...

Frente os questionamentos, lá no Mato Grosso(êpa, não encosta não)), em Novo Santo Antônio(êpa,olha ele aí de novo), recomendo aos municípios paraenses que adotem na campanha,ao invés do "Pinto Alegre", o "Pinto Livre".

Flanar disse...

Sim, é claro. A Lei do Pinto Livre.
Rs...

Anônimo disse...

Nada como o Pinto, depois do Ventre e vamos parar por aí!

Yúdice Randol disse...

Também postei acerca dessa notícia. Imaginei que ela atrairia a atenção de um médico.

Flanar disse...

Ao médico, cabem as orientações sobre o uso correto e seguro do medicamento.
À sociedade decidir sobre suas opções, com ou sem os medicamentos.
Ao poster, concordar com seu post no Arbítrio, onde vc levanta apenas um dos lados da moeda. Existem contudo muitas outras histórias diferentes. Incluindo as mais felizes e até divertidas.
Abs

Navi Leinad disse...

O problema é que existem mulheres que não vão querer usar com o marido :-P
Nesses casos poderiam dividir dois pra cada uma e pronto!
hehehehehehehehehe...

Flanar disse...

Ahahahahah!
É verdade, Navi. E este é um dos inúmeros cenários igualmente possíveis.
Abs

Anônimo disse...

Poderíamos vir a ter "o caralho à quatro"! Prô fim da vida estaria de bom tamanho!