quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

A nossa miséria de governo

O Centro de Combate a Zoonoses informa aos cidadãos de Belém que é incompetente. Este ano, quando comparado com 2005, houve aumento de 34% no número de pessoas acometidas de leptospirose na cidade.
Não tem essa conversa fiada de que esse desastre sanitário decorre da incapacidade do CCZ em dar cobertura adequada às áreas críticas.
Esclarecendo: a principal área de risco para a doença são os terrenos baldios, feiras e zona comercial, que não aumentaram nem diminuíram nos últimos cinco anos.
Quanto as medidas de combate a essa zoonose elas são simples: educação sanitária e planejamento anual para desinfestação das áreas críticas, evitando-se usar venenos de efeito imediato. É tão difícil assim?

3 comentários:

Copulatum et Malum Remuneratum disse...

E o que esperar deste (des)governo? E ainda acho que seja pouco... espere pra ver os resultados em abril, quando do fim do período de chuvas.

oliver disse...

Estás certo nos dois diagnósticos. Obrigado pelo comentário.

Anônimo disse...

Ratos se proliferam na proporção direta da quantidade de lixo dispostos pela cidade sem controle e sem acondicionamento.
O que e´ mostrado nesse crescimento é que a coleta e disposição de lixo não está atendendo a cidade apesar de termos informações que o Dudú está gastando o dobro do que gastava o Edmilson.