quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Pavarotti: o genial tenor deixa saudades


Luciano Pavarotti (1935 - 2007)

Ele se foi, após uma dura batalha contra um câncer de pâncreas. Péssima notícia ao mundo dos aficcionados da ópera, que nele reconheciam no mínimo 2 qualidades: o timbre inimitável de sua voz e o mérito de ter popularizado um gênero antes restrito a uma pequena parcela de admiradores.
O Flanar abre seu luto sincero pelo extraordinário tenor italiano.

Um comentário:

Oliver disse...

O belo registro vocal de Pavarotti alcançou no tempo um momento privilegiado do mercado fonográfico.
De forma alguma é lugar comum, demérito artístico, ou abusar do elogio, reconhecê-lo como o tenor das multidões.
Pelo imenso carisma não deixa sucessores, mas seguidores,conforme alguém registrou no necrológio e eu concordo.
A dimensão dessa perda pode melhor ser avaliada na força da afirmação de Bono Vox: "Pavarotti é um vulcão cantando fogo.