segunda-feira, 30 de junho de 2008

3 semanas com o eeePc


eeePc com Ubuntu Linux, com jeitão de Vista. Bem melhor, diga-se.

Se você leu o post Brinquedo novo de 10 de junho deste ano, sabe que estou fuçando um novíssimo netbook Asus eeePc. Faltava então um post específico com um resumo de minhas impressões a respeito desta pequena máquina. Vamos então a elas.

1) Sistema operacional - o eeePc vem nativamente com o Linux. Na verdade uma versão enxuta do Debian chamada Xandros. Em minha opinião, com ela, você ficará satisfeito para cumprir todas as propostas deste tipo de máquina: acessar a internet, manter comunicação online através de e-mail, comunicadores instantâneos, editar alguns documentos, apresentações e planilhas e até brincar com alguns joguinhos, do tipo paciência, entre outras tímidas funcionalidades. O problema é que o Xandros tem um jeitão meio "idiots proof", e com certeza, usuários mais avançados podem ficar algo incomodados. Resolvemos isso instalando nele o Ubuntu Linux. O termo "resolvemos" não é à toa. Apesar de ter conseguido instalar normalmente o Ubuntu nele através de um drive de CD externo conectado a uma das três portas USB, o resultado final, é sabidamente problemático. Drivers! Sempre drivers proprietários!
Tive portanto que contar com a inestimável ajuda da comunidade Linux para resolver meus problemas, e, através de ASF@Web - um expert no assunto - consegui habilitar toda a funcionalidade da máquina (em especial a placa de rede wireless) e estou agora rodando Ubuntu tranquilo.

2) Dispositivo apontador (touchpad) - nem pense duas vezes: compre a máquina junto com um mouse USB, de preferência sem fio. Você, como eu, vai odiar o pequeno touchpad instalado em um beirada incômoda do netbook, por onde os dedos frequentemente escorregam após clicar nos botões direito e esquerdo (equivalentes do mouse).

3) O teclado é bem pequeno. E no início, pode ser um problema. Mas me acostumei rápido. E já que é um netbook para viagens, temos que ir dando o desconto em tudo, em favor da grande utilidade.

4) Resolução da tela - aí um problema até o momento insanável. Todos os programas no Ubuntu, parecem ter sido feitos para as resoluções mínimas vigentes no mercado. Ou seja, 800 x 600. Acontece que o eeePc tem resolução máxima de 800 x 480. Resultado: muitos programas e seus botões de OK, CANCELAR, etc, aparecem fora da área de trabalho do usuário. Todas as soluções que consegui ler até o momento, não conseguiram resolver o problema. Pelo jeito, talvez na nova versão do eeePC com tela maior, este problema desapareça de vez. Portanto, se você pretende comprar o eeePC, melhor aguardar pelas versões mais atuais.

5) O Ubuntu teima em não se desligar completamente. Embora toda a rotina de desligamento por software aparentemente seja cumprida, a luz verde do hardware permanece acesa, até que pressionemos o botão de desligar por cerca de 5 segundos. Só então o hardware se desliga de fato. Para este problema, embora saiba que existe uma solução, ela está embutida em um script que vem a ser um pacote de várias correções. Por enquanto, eu só estaria interessado em resolver apenas o problema de desligamento. Vou aguardar alguma sugestão.

6) A galera do Linux A D O R A uma linha de comando. E apesar de manter alguma resistência histórica, devo admitir um certo prazer em ter utilizado algumas delas, em tutoriais disponíveis na web. E tenho utilizado o horrendo Terminal com alguma frequência. Mas apenas para algumas ações pontuais, que espero não ocorram mais. De fato nós como usuários finais, só precisaremos utilizar linhas de comando, caso precisemos efetuar ou corrigir alguma configuração no sistema. Muito embora, em algumas instalações de softwares, seja inarredável ir ao Terminal e digitar algo como ./install. Ou chmod, ou wget http://endereçoweb.com. Coisas assim bem simples. Podem parecer estranhas mas fazem mágicas interessantes.

16 comentários:

BB disse...

Bom, esse post me lembra a questão de sempre: Windows ou Linux?
Eu prefiro Linux(achei o Mandriva muito bom), mas uso Windows atualmente. Logo vou dar bye bye pro Win XP.

Flanar disse...

Sou usuário de MAC OS, BB.
Mas por necessidade, utilizo o windows também. E agora, mais uma vez, estou de volta ao mundo Linux.
Sempre aprendendo.
Abs

Anônimo disse...

Obrigado pela referência. E por falar nisso, para o problema do shutdown (desculpe, eu não notei isso) faz o seguinte:

Adiciona um modprobe -r snd-hda-intel no arquivo etc/init.d/halt

Ficará assim:

do_stop () {
modprobe -r snd-hda-intel
if [ "$INITHALT" = "" ]
....

OBS: já que tens resistência a linha de comando, usa o ambiente gráfico para editar o arquivo. Assim:

ALT+F2
gksudo gedit etc/init.d/halt

Abraço,

ASF

Anônimo disse...

Vc é usuário de Mac OS X Flanar, não de Mac OS! ;-)

Lembre-se sempre disso e acredite, a diferença é enorme.

Flanar disse...

Valeu, Antonio.
Vc realmente é a pessoa que tem conhecimentos mais profundos em informática que eu já tive oportunidade de conhecer.
Tentei seguir sua sugestão.
Mas tudo o que aconteceu, foi, após exigir minha senha de sistema ("sudo") abriu-se o GEDIT com uma tela em branco.
Mesmo assim, digitei a linha de comando que vc sugeriu lá e tentei salvar. Mas recebi a mensagem dando conta de que o arquivo etc.init não tinha sido encontrado.

Agradeço sempre sua boa vontade, que consigo ver em todo usuário Linux que conheci até hoje.

Abs

Anônimo disse...

Vivemos um processo constante de aprendizado, tentando sempre que possível trocar experiências e auxiliar quem precisa.

Sobre a dica, faltou uma "/". Por isso o sistema alertou sobre a inexistência do arquivo. Tente novamente com:

ALT+F2
gksudo gedit /etc/init.d/halt

Adicione:

do_stop () {
modprobe -r snd-hda-intel
if [ "$INITHALT" = "" ]
....

Dentro da função 'do_stop()', exatamente como descrito acima.

No final das contas o que vai acontecer é que você estará adicionando as linhas sugeridas ao arquivo /etc/init.d/halt.

Flanar disse...

Pronto!
Problema resolvido. Agora está tudo redondo.
Abs e muitíssimo obrigado.

Ézyo Lamarca disse...

Flanar,
Como havia te dito, o meu EeePC está rodando perfeitamente o Ubuntu 8.04, inclusive desligando normalmente.
Vi que não usaste aquele script que te indiquei, mas que bom que o ASF já te ajudou! :)
Abraços.

Flanar disse...

Pois é Ézyo.
Nós bem que tentamos o 8.04. Mas por alguma razão, o script apesar de ter funcionando num primeiro momento, deixou de fazê-lo num segundo (talvez após alguma daquelas atualizações automáticas do Ubuntu). Após um dia de uso, a placa wireless deixou de ser reconhecida no sistema.
Não sabemos a razão ainda. Por isso, optamos por uma solução calcada no Feist, que funciona até o momento.
Como vou viajar no final de Julho. Optamos por deixar assim para que possamos utilizar a máquina com tranquilidade para, na volta, tentar entender por que aquele script não funcionou totalmente no 8.04.

Abs

Ézyo Lamarca disse...

Entendi.
Realmente é algo estranho, pois tenho atualizado o meu frequentemente.
Mas como te disse, se contas com a ajuda do ASF, vais ter sempre uma solução para o problema.
Abraços e sucesso com o teu EeePC.

Ézyo Lamarca disse...

Flanar,
Agora meu EeePC tem 3G da Claro!
http://cabanagemdigital.blogspot.com/2008/07/blog-post.html
Abraços.

Flanar disse...

Mesmo?
Como assim? A Claro já chegou em Belém?

Ézyo Lamarca disse...

Sim!
Inaugurou segunda-feira (mas só ontem eles começaram a vender o 3G!).
Veio até o dono ou sei lá o quê, o tal de Cox. Saiu até no jornal.
Esbarrei, por acaso, com cartazes de venda de recarga da Claro ontem nas lojas Americanas do Iguatemi. No sábado não tinha cartaz nenhum.
Aí fui procurar a provável loja da operadora.
A encontrei bem na entrada do shopping.
Só fui buscar em casa o comprovante de residência e saí de lá já com meu modem 3G.
Configurar o 3G no EeePC foi tranquilo.
Agora, é tchau Oi!
Abraços.

Flanar disse...

Mas isso é uma danada de uma boa notícia!
Assim que chegar de viagem, vou começar a me agitar por aqui.
Abs e obrigado pela boa nova.

Blog do Zero disse...

Olá. Eu tenho um EeePC 900, de tela de 8.9 pol, 20 gigas de cartões (4+16) e 2 gigas de memória RAM. É um aparelhinho muito bom e, no meu caso, já veio com um XP pirata instalado. Animado com o UBUNTU, eu segui os passos de um tutorial e o instalei no micrinho. Comigo acontece a mesma coisa relatada no item 5 do seu artigo. E eu alerto a todos para um risco gravíssimo: eu desliguei meu eepc que estava rodando o Ubuntu EE e não vi que a luz verde estava ligada (micro ligado!) e o guardei na bolsa que o acompanhe e, por sua vez, guardei a bolsa dentro de minha pasta. Três horas depois, peguei o EeePC quase fritando tudo! Ainda não sei se ele se estragou ou não. Estou com medo que o calor excessivo tenha danificado o aparelho, pois o ventilador dele é bom, mas estava obstruído pela bolsa. Então fica o alerta aos usuários: Ubuntu pode fazer mal à saúde do EeePC!
PS: Nunca usei o linux que vem com ele, mas o XP funciona perfeitamente e desliga corretamente o micro.

Flanar disse...

Valeu pelo relato de sua experiência, ZERO.
Mas o problema que vc relata e que de fato eu também experimentei por aqui, tem solução, já exposta no sexto comentário deste post, elaborada por Antonio Fonseca.
Se quiser manter o Linux, verá que o problema do shutdown será plenamente liquidado com a sugestão do Antonio.
Abs e obrigado pela visita.