domingo, 23 de novembro de 2008

Da Janela Lateral

















Neste domingo um beija-flor rabo de tesoura (Eupetomena macroura) descansou na ramagem de uma palmeira mulambo, bem diante de meu apartamento. A espécie é comum no cerrado e frequenta com intimidade o meio urbano. Entre os colibris é uma das mais territorialistas e agressivas.

7 comentários:

Carlos Barretto disse...

Momento mágico com uma bela foto!

morenocris disse...

Lindo mesmo. Belo.

Beijos.

Yúdice Andrade disse...

E tu tiveste o privilégio de captar o bichinho parado, coisa que beija-flores fazem pouco. Era teu dia de sorte!

Belenâmbulo disse...

Se puder, visite um flagrante poético envolvendo passarinhos que captei na semana passada.
http://belenambulo.blogspot.com/2008/11/ornitofauna-do-ver-o-peso.html
De flagrante não tem nada!

Itajaí de Albuquerque disse...

Rapazes, realmente foi sorte. Eu já o tinha visto voando dias antes, atraído por um desses dispositivos de água com açúcar que uma vizinha usa.
Depois da foto li um pouco sobre a espécie, e fiquei sabendo que os ornitólogos têm reservas quanto a oferecer aquele tipo de alimento para atraí-los. Recomendam que ao invés desses recipientes sejam usadas plantas com flores, visto que a tal garrafinha exige uso de água filtrada e fervida, temperada sempre com açúcar (cristal de preferência), com a obrigatoriedade de ser trocada diariamente.
Quando assim não procedemos a vida dessas avezinhas é posta em risco, pois fungos (Cândida albicans) se desenvolvem na água açucarada e as infectam, levando-as a morte.
Obrigado, Barretto, pelo elogio.

LIRIS LETIERES disse...

Diz assim ó:
Um passarinho pousou na minha janela e aí eu ganhei meu domingo!
Poesia.
Vim por aqui...
Liris

Itajaí de Albuquerque disse...

Ora,Belenâmbulo, urubús do ver-o-peso? É um clássico que vai bem em qualquer dia da semana! rsrsrs.
Liris, em seus giros pela blogosfera lembre sempre de nos visitar. Obrigado a vocês.