quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

680 gramas!


Imagem:
The New York Times

É quanto pesa o iPad lançado ontem pela Apple. Talvez fosse a única informação que faltava em meio a tantas que foram divulgadas. Um peso absolutamente razoável para um produto que pretende ser utilizado no colo.
E o chamado Day After já começou. E pelo que li até o momento, as opiniões estão severamente divididas na mídia especializada. Os críticos, já partiram para o ataque alertando para detalhes que afastam o iPad do conceito de laptop. A falta de uma webcam, a incompatibilidade com vídeos em flash, a aparente incapacidade em abrir aplicativos simultaneamente, entre outras características, seriam os argumentos utilizados para posicionar o iPad como um iPod Touch superdimensionado. E analistas especializados chegam até a vê-lo canibalizando o player multimedia da Apple. E apostam também, que as pessoas vão continuar utilizando os leves e baratos e-readers já disponíveis no mercado.
Mas há também aqueles que "babaram" demais pelo iPad. Já apareceu quem diga que o produto tem sex appeal, como o editor do Sydney Morning Herald, Stephen Hutcheon. Já a articulista do Ars Tecnica, Jacqui Cheng, diz que para uma pessoa que usa um iPhone, um laptop e um Kindle, o caminho natural é juntar as 3 coisas num só produto.
Mas há, é claro, o fator Apple. Nicholas Deleon da CNN, após perguntar Will size matter? afirma: Quando a Apple espirra, o resto da indústria não só pega um simples resfriado. Ela tem que tirar uma semana inteira de folga.
Interessante mesmo, foi a posição do quase sempre histérico Engadget. Quase fez "cara de paisagem", afirmando que vai deixar para os leitores a opinião final sobre o lançamento. O outro histérico Gizmodo, conseguiu ir um pouco mais além e elencou as qualidades bem como a s 8 coisas idiotas que estragam o iPad.
O fato é que só o tempo dirá. Sendo o mercado de tecnologia competitivo e fluido do jeito que é, o sucesso ou o fracasso costumam acontecer de maneira imprevisível. E é exatamente isso que faz o acompanhamento deste tema tão vibrante e cheio de emoções. E nós, vamos acompanhando por aqui.

Leia mais o que foi publicado hoje sobre o iPad.

5 comentários:

Yúdice Andrade disse...

Pode parecer absurdo, mas por uma fração de segundo achei que 680 gramas era o peso do Steve Jobs! Mas logo a sanidade me voltou. Eu estava tonto, lembra?

Carlos Barretto disse...

Ahahahahahah
E olha que ele engordou um pouquinho.
Só um pouquinho.

Anônimo disse...

Uma das melhores análises foi escrita por David Pogue (como sempre) do NYT.

No Brasil fico com a opinião do Paulo Vasconcellos do Graffiti:

http://pfvasconcellos.blogspot.com/2010/01/quem-precisa-do-ipad.html

Raul Reis disse...

Otima analise, Carlos. Eu fiz uma pesquisa informal em sala de aula hoje, e meus alunos tb estão dividos. Alguns disseram que é apenas uma "gimmick" da Apple ou que é um iPhone grande, e outros não veem a hora de por as mãos em um. Eu devo confessar que estou neste ultimo grupo... Não vou comprar logo que sair, mas de junho não deve passar!

Anônimo disse...

Raul, coisa parecida foi dita sobre o iPhone.

Lembro vividamente o bobo alegre Steve Ballmer dando risadinhas nervosas e tentando desmerecer a realização da Apple. Deu no que deu.

Alguém interessado em comprar um smartphone com o Windows Mobile aí?