sábado, 29 de maio de 2010

Atualizando sobre o Estado do Carajás

Medidas Provisórias trancam a pauta da Câmara dos Deputados.

Em respeito aos meu leitores, o post em questão informará a todos os interessados sobre o processo em curso do projeto legisliativo que autorizará a população paraense votar se quer ou não a divisão territorial, a partir da criação de dois novos estados: Carajás (Sul/Sudeste) e Tapajós (Oeste).

Após a aprovação, surpreendente com mais de 82% favoravelmente em relação ao pedido de urgência da matéria, os projetos de decreto legislativo que autorizarão os eleitores de todo o estado do Pará votar em 2011 se querem ou não a revisão territorial de seu estado, aguardam a votação do mérito da matéria.

Uma vez que me foi chancelado discutir aqui, esse assunto. Sinto-me na obrigação de informar os qualificados leitores do blog sobre o trepidante assunto.

Tão logo a pauta da Câmara examine as MP's, os PDC's do Carajás e do Tapajós serão confirmados.

O mérito é aprovado em maioria simples. Não será obrigatório o voto nominal.

O valorozo deputado Zenaldo Coutinho (PSDB-PA), em brilhante serviço à democracia brasileira, obteve um acordo muito apropiado: a inclusão de uma emenda aos PDC's no sentido de incluir, no Orçamento Geral da União do ano que vem (2011), previsão orçamentária para o TSE determinar ao TRE/PA, a relização do plebiscito.

Advogado, brilhante deputado, Coutinho mirou no que viu e acertou no que não viu.

A matéria será aprovada na Câmara dos Deputados e será remetida de volta ao Senado.

O Senado, por sua vez, aprovará a matéria.

Agora. Revelarei aos leitores um diálogo muito especial que tive com meu saudoso mestre Juvêncio de Arruda.

-- Eu para o melhor blogueiro do Pará, questionei:

-- Mestre. Será que o Nilson Pinto (ex-Reitor da UFPA) teu ex-assessorado, vai chiar?

-- O mestre disse:

-- Val o Nilson é a maior inteligência desse PSDB.

Nilson Pinto. Inteligente que é, mudou de opinião e hoje, defende a realização do plebiscito.

De acordo com a disponibilidade do Reitor Deputado, firmo aqui, com meus leitores, o compromisso de publicar uma big entrevista com ele.

Até mesmo porque Nilson Pinto é um dos melhores quadros políticos da história do Pará.

Avanti!

4 comentários:

Yúdice Andrade disse...

A "maior" ou a única? Sim, porque esperteza e inteligência são coisas muito distintas. E os políticos locais são bem espertos, mas não creio que se elevem além disso.
Aguardo as pedras que receberei por dizer isso. Aguardo sorrindo.

Val-André Mutran disse...

Nem uma cois nem outra professor.
Nunca espere uma pedra de minha lavra.
Sou seu discípulo.
Repreenda-me se abusar no ofício.

Val-André Mutran disse...

Em relação ao Nilson.
Penso que ele é a única pedra valiosa desse partido.
Mudei, ainda, totalmente, minha visão em relação ao Flexa Ribeiro.
É outro quadro da melhor cêpa.
Inteligentíssimo e gosta de escrever.
É engenheiro civil.

Yúdice Andrade disse...

Não esperei nenhuma pedra tua, Val. Jamais esperaria. Nossa relação é de respeito e admiração. Mas quando se toca nesses assuntos, ainda mais considerando a mania de beija-mão que ainda se pratica aqui na província, é comum sofrermos retaliações.