sábado, 23 de julho de 2011

Amy WhineHouse: "Fui"!



Tem alguns, - geralmente atarrachados com o exercício do poder cínico e mal intencionado - que costumam encher o peito e afirmar do alto de sua não assumida insignificância: "ninguém é insubstituível".
Pois eis aqui uma, que é verdadeiramente insubstituível. Foi-se como muitos outros, na mesma idade (27 anos), que até o momento, também não encontraram "substitutos".
Adeus Amy! Muitas. Mas muitas saudades.

7 comentários:

Silvina disse...

O primeiro a dar-me tal triste noticia foi meu filho, Sacha.
Ainda por volta do meio dia (hora local). Hoje está sendo um dia de profundo pesar em minha casa. Eu, Bruna e Sacha estamos mesmo muito tristes.

Scylla Lage Neto disse...

Life, like love, is a losing game...

Carlos Barretto  disse...

Isso é muito forte, Scylla.
Talvez das origens do movimento punk.
Rssss

Prof. Alan disse...

Infelizmente, nunca ouve crônica de uma morte mais anunciada do que essa. Minha música favorita dela era Valerie, mas Know you now também é uma delícia.

Silvina disse...

Love is a losing game, just when you're a loser...
Love Is a many splendored thing!

Scylla Lage Neto disse...

Charlie, nós todos temos um lado punk, um lado junkie, um lado B.
Como Amy.
Sad but true.
Abs.

Scylla Lage Neto disse...

Silvina,
Love is something you cannot control.
Like life...