quinta-feira, 28 de julho de 2011

A "ousadia" do Ipê

Imagem: Carlos Barretto (Direitos Reservados)
E este enorme Ipê Amarelo, insiste em florescer uma vez ao ano, no bosque do Hospital Barros Barreto. Estímulo maior a humanização dos serviços públicos em saúde, a natureza não nega. Mas é preciso estar com os olhos, ouvidos e principalmente o coração abertos à mensagem principal.

2 comentários:

Homem do Norte disse...

Carlinho, esse Ipê é a mais atraente das imagens que existe naquele Hospital. Quando ele despetala, então... quando ele banha o chão, e deixa tudo amarelinho... Todas vez que encosto por por ali contemplo-o juntamente com o seu entorno, as franzinas "Euterpe oleraceas". Muito recentemente propus à diretoria do Hospital, que gostaria de homenagear o tisiologista Fernando Fiuza de Melo, morto recentemente, que colocasse um busto dele debaixo do Ipê, que ainda é arrodeado de açaizeiros, uma das árvores que mais inspiravam o Fiuza. Eles ficaram de analisar a ideia e os custos.

Carlos Barretto  disse...

É um belo, espetáculo, Roger, o gramado em volta, inteiramente amarelado com as flores do Ipê.
Abs