sexta-feira, 16 de março de 2012

Imagens que surpreendem o dia-a-dia

Ana Isa Van Dijk*

Há 10 anos moro em uma pequena vila no interior da Holanda (Houten), e neste tempo, que parece longo, ainda me flagro em encantamento com coisas ainda inusitadas para meus olhos brasileiros. Ontem fez um dia lindo neste final de inverno. Típico de primavera, à tarde abriu um sol encantador convidando a temperatura a chegar aos 14C que estimularam um grupo de crianças de curso primário a ensaiar ao ar livre alguns ensinamentos de sala de aula. Algo em torno das duas da tarde ouvi um fuxico de vozes animadas no jardim público em frente da minha casa; corri pra janela e flagrei estas imagens:

Foto 1- Duas crianças com coletes e bastão com garras (iguais aos usados por funcionários da limpeza da prefeitura), coletando eventual “lixo” presente no gramado público. (Imagem: Ana Isa Van Dijk via iPhone)
Foto 2 - Aqui um dos garotos carrega nos ombros um saco plástico para coleta. (Imagem: Ana Isa Van Dijk via iPhone)
Foto 3 - Pouco depois percebi tratar-se de uma turma inteira a desempenhar a tarefa da limpeza urbana de ruas e jardins. (Imagem: Ana Isa Van Dijk via iPhone).
Foto 4 - Imagem: Ana Isa Van Dijk via iPhone.
Foto 5 - Imagem: Ana Isa Van Dijk via iPhone. 
Foto 6 - Imagem Ana Isa Van Dijk via iPhone.


Fotos 4 e 5 e 6 - Mais adiante os professores esperavam as crianças e pareciam conversar com elas sobre a tarefa desempenhada.

Não deu pra ouvir o que se passava entre os professores e aquelas crianças, mas minha imaginação correu solta, lembrei de Belém e de meu velho sonho sobre educação comunitária nas escolas fundamentais. Um dia quem sabe, a gente chega lá...

Ana Isa van Dijk

Houten/Holanda, 15 de março de 2012.


*Ana Isa Van Djik é arquiteta paraense, Brasileira com muito orgulho sem jamais perder seu valioso senso crítico, casada com Henk Van Djik, tem duas filhas e mora em Amsterdam. Além disso, é contemporânea dos tempos do NPI/UFPA com este poster.

7 comentários:

Scylla Lage Neto disse...

Tri-legal, Ana Isa!
Só não consigo imaginar nem um porcento desta missão aqui em Belém.
Você precisa ver como fica a Praça da República após a manhã de "feira hippie" nos domingos. Precisaria de todos os alunos da Holanda para fazer a faxina!!!
Abraços.

Marise Rocha Morbach disse...

Valeu Ana pela curiosidade e pelo registro. Por aqui nos mantemos distantes dessas práticas educativas, principalmente aos domingos, na Praça da República. Imagine se não fosse da República?

Ana Isa disse...

Vocês tem razão numa coisa: a diferença na quantdade de lixo (minhas fotos x Praças belenenses) é realmente gritante, mas o que me incomoda mesmo é a enorme diferença de aceitação entre a execução desta tarefa com as crianças daqui como tarefa escolar, e com a meninada das escolas particulares daí - entendam-se filhos de muitos de nossos conehcidos ou amigos. Não consigo nem imaginar esta tarefa sendo realizada por crianças das escolas privadas de Belém. Acho que muitos pais achariam um absurdo ver seus filhos exercitando a limpeza urbana e aprendendo na prática a importância e ossos do ofício dos desprestigiados (socialmente) garis. É nesta mudança de olhar que repousam meus sonhos...

oswaldo reis junior disse...

Muitos achariam um absurdo que seus filhos tivessem aula de cidadania-trata-se disso, certo? O mais interessante eh que sao os mesmos que, quando vao aa Europa se encamtam com a limpeza e civilidade, como se isso surgisse do nada.
Oswaldo reis Junior

oswaldo reis junior disse...

Encantam, e nao "encamtam". Ha que se ter cuidado com o teclado do IPad

Ana Isa disse...

É disso mesmo que estou falando Oswaldo!Um abraço!

Prof. Alan disse...

Mai Deuzulivre se isso acontece no Brasil! Os pais iriam aos jornais e TV's, indignados, dizendo que fizeram seus filhos trabalharem e - horror maior! - vestirem-se como "lixeiros".

O Conselho Tutelar iria representar ao Ministério Público, que abriria uma ação penal contra os professores - estes, coitados, seriam demitidos pela escola, que iri alegar não saber de nada e nem ter culpa do ocorrido...

Por fim, os pais entrariam com uma ação de danos morais contra a escola, que ainda seria multada pela Fiscalização do Trabalho, por trabalho infantil, e pela Saúde Pública, por risco à saúde dos alunos...

Ana Isa, peço a você e aos Flanares permissão pra replicar o texto e as fotos no nosso Blogosfera.