sábado, 16 de setembro de 2006

Repercussão do Imponderável

Repercute nacionalmente a condenação pela Justiça paraense do jornalista Lúcio Flávio Pinto no caso do empresário Cecílio do Rego Almeida. O Observatório de Imprensa em matéria intitulada Os pesos e as medidas da Justiça paraense publica a carta aberta do jornalista em matéria de capa.

2 comentários:

Anônimo disse...

Lúcio Flávio Pinto é um dos símbolos da resistência amazônica. Mas, é chegada a hora dele repensar a estratégia. Não é distribuindo caneladas e bofetadas a torto e à direita que fará dele uma fortaleza da notícia. Não é transpirando biles pela alma, nem sucumbindo ao maniqueísmo da hora que alcançará a segurança de que precisa para continuar na liderança de um jornalismo de risco e imprescindível à democracia. Sinceramente, sou um saudoso do Lúcio capitaneando o jornalismo investigativo na Amazônia, de um Jornal Pessoal que seja também mais pessoal para os leitores, alcançando assim a dimensão maior da crítica verdadeiramente de interesse público. Minha solidariedade a ele, neste novo momento difícil.

Flanar disse...

Compreendo seu ponto de vista, anônimo. E sinceramente me pergunto pelas mesmas coisas. Mas o Lúcio é mesmo intransigente na linha de jornalismo que escolheu. Determinação? Teimosia? Não importa. Neste momento devemos-lhe a solidariedade absoluta que ele merece pelo muito que nos fez conhecer da amazônia.