terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Luz no fim do túnel

Para quem gosta de viajar ao Marajó, enfim uma boa notícia. Vamos torcendo para que a idéia seja permanente.

Conforto à vista
Desde a última sexta-feira, navega para o Marajó, em caráter experimental, o navio São Francisco. Equipado com radar, ecobatímetro - para medir a profundidade - capacidade para 660 passageiros, 22 lugares em 11 suítes, mais 20 vagas em sala vip com poltronas reclináveis, ar-condicionados e banheiro privativo, a embarcação pertence à Banav navegação, que está avaliando o rendimento das máquinas e os serviços de bordo. Detalhe: o preço da passagem será o mesmo: R$ 13,40.

2 comentários:

Juvencio de Arruda disse...

Puxa vida,Flanar.Até norícia boa é ruim, nessa travessia danada do Marajó.O São Francisco é uma bosta de barco, velho e lento - o mais lento dos últimos que andaram por lá.
O que interessa camarote numa travessia que não deveria demorar mais que 1 hora e, neste barco, leva mais de 3 horas e meia?
E essa porcaria de ARCON que não respeita nem se faz respeitar é a grande responsável por tudo isso.
Pena,meu velho, mas a travessia não vai mudar.Vai é piorar!

Flanar disse...

Que pena, Juca. Por um momento me veio a esperança. Que pena. Seu comentário vai já para a ribalta.