sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Queen of the British Empire

Esta é da série “perguntar não ofende”.

No caso dos adolescentes mortos e desovados nas matas da CEASA, quem apareceu nos jornais junto à cena do crime foi o valoroso e buona gente Justiniano Alves Jr.

Houve o caso do assassinato dos irmãos Novelino, e lá estava Justiniano de novo, dando explicações em entrevistas coletivas.

Agora, no caso da adolescente trancafiada na Delegacia de Abaetetuba com 20 marmanjos, adivinhem quem responde pela Polícia Civil? Ele mesmo: o Justo.

Sempre em exercício.

Afinal, onde se mete o titular da Delegacia Geral, o também buona gente Raimundo Benassuly Jr., sempre que a coisa pega?

5 comentários:

Anônimo disse...

... deve estar embaixo da cama.

Juvencio de Arruda disse...

Francisco, corroboro sua avaliação sobre o Delegado Geral Adjunto.
E ao bem humorado anônimo das 3:44, a mídia dá conta do paradeiro de Benassuly: está no sul do estado, onde a coisa está seríssima.
Tanto ou mais do que aqui.
Aliás, aonde não está?
Abs e bom finde, nobre.

Oliver disse...

A propósito o crime dos adolescentes das matas da CEASA continua insolúvel. Depois disso, apareceu um maluco de bicicleta, lá pros lado da casa do Flanar e do Juvêncio, que matava por estrangulamento prostitutas. Uma espécie de Jack garroteador. Os jornais noticiaram e ficou por isso mesmo. Quem sabe porque as vítimas são pobres, pretas ou quase pretas, para citar o Caetano.

Francisco Rocha Junior disse...

Juca, o Justo é realmente boa gente. Mas isso não basta para a função, né?
Quanto ao Delegado Geral, será que ele estava este tempo todo, desde os assassinatos da CEASA, no sul do Pará?
Abs e bom findi pra vc também, caríssimo.

Anônimo disse...

Deve estar passeando no carrão do competente delegado Paulo Tamer. Vai ser operante assim no inferno!