terça-feira, 9 de junho de 2009

Sobre a transitoriedade

A plantinha que eu cultivei dentro de mim, cresceu, floresceu como uma deusa, deu belos frutos e se foi. A mim, restaram as ótimas lembranças de sua fina estampa e belos frutos.
Mas a vida continua. Que seja ótima enquanto dure.
Viva a vida! Sempre vale a pena um novo amanhecer!
E "vamos em frente"!

Fui!

2 comentários:

. disse...

Espero que estejas bem, querido...

Carlos Barretto disse...

Estou, querida.
É apenas um daqueles momentos de transformação. Provocando, acabo recebendo coisas lindas. Como esta aqui:

"Quem não vacila mesmo derrotado
Quem perdido nunca desespera
E envolto em tempestade
Entre os dentes segura a primavera".

Bjs