terça-feira, 22 de setembro de 2009

Uma aventura legal

Dois estudantes do MIT (Massachusetts Institute of Technology) realizaram uma façanha extraordinária. De acordo com esta reportagem da CNN, no dia 2 de setembro, utilizando um apertado orçamento de menos de 150 dólares, conseguiram esta foto extraordinária da estratosfera. Exatamente daquele ponto onde o céu deixa de ser azul para se transformar no negro profundo do espaço sideral.
Para isso, adquirindo produtos em websites de leilão como o eBay, com auxílio de uma câmera Canon doméstica ajustada para efetuar 1 foto a cada 5 minutos, um celular com GPS, uma espécie de isopor para acomodar o kit a salvo das temperatura de 40 graus negativos e um balão meteorológico, deram seguimento ao que batizaram de Projeto Icarus.

Mas não foi só isso. Um cuidadoso planejamento, cercou a iniciativa, que tentou elencar tudo o que poderia dar errado. Como por exemplo, a direção dos ventos, a possibilidade de reecontrar o kit após o estouro do balão (Sim. Ele estoura após uma certa altitude crítica), e a possibilidade de tudo cair na cabeça de alguém.

Tendo em vista que uma vez lançado o balão, nenhum controle poderia ser exercido nele, mesmo que remotamente, o GPS do celular foi programado para encaminhar a localização do kit após seu retorno à terra, acoplado a um pequeno pára-quedas.

E tudo deu certo!
Após percorrer uma altitude de quase 30 mil quilômetros, retirando no trajeto centenas de fotografias, o conjunto voltou a terra intacto, a cerca de 40 quilômetros do sítio de lançamento.

Como diz a CNN, os 2 estudantes estão longe de serem os primeiros a ter esta iniciativa. Mas certamente, o baixo custo e a suprema informalidade de tudo, contribuem para a sua notoriedade.

Sobre o Projeto Icarus, os 2 mantém um website com detalhes sobre o feito. E lá, já consta um inevitável alerta sobre os cuidados que todos devem ter antes de sair lançando balões por aí.
Lá no Projeto Icarus, você também poderá assistir este vídeo acima, feito com a sequência de imagens obtidas com a pequena câmera desde o lançamento até seu suave pouso no solo terrestre.
Veja também este slideshow da CNN.

3 comentários:

abdias pinheiro disse...

Caro Carlos,
Vejamos se na estratosfera escontramos o alcaide e o seu homem do banco de reservas. Voltaram os ataques midiáticos e, pasmem, em um deles, acho que dá pra ver um dubler de alcaide. Sei não, acho que eu estava estropigaitado e por isso não posso afirmar. O que aparece é uma cidade feliz, limpa, com saneamento feito. Como é em baixo da terra, só cavando pra averiguar. Alguem viu o mapinguarí do jardim da Cruela?
Voces do flanar foram procurar até na estratosfera?

Carlos Barretto disse...

Ahahahahahah!
Juro pra vc que se me embandeirasse para fazer o que estes garotos fizeram nos EUA, certamente não seria para fotografar o "mapinguari".

Rsss

Yúdice Andrade disse...

Espetacular. Eis aí uma demonstração do que são jovens buscando um caminho útil para suas vidas - o que também só é possível numa sociedade que, desde a educação fundamental, ensina às pessoas o valor da escola e do conhecimento.
No final, além da aplicação científica do projeto, aposto que eles se divertiram muito. Ciência e prazer: uma combinação fascinante!