quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Mar


Imagem: Raul Touzon


"Quando eu morrer voltarei para buscar
Os instantes que não vivi junto ao mar."

Sophia de Mello Breyner Andresen

4 comentários:

Homem do Norte disse...

Scylla, e o rio? Eu gosto do mar, mas amo mesmo é o rio. Tenho impressão que, se Sophia fosse ribeirinha, ela nem precisaria ter saudade do Mar.

Scylla Lage Neto disse...

É verdade, Roger.
Para nós, que vivemos à beira do rio-mar supremo, o rio é a divindade máxima.
E se Monet e Renoir, ao invés de pintar o Rio Sena, tivessem vindo à Amazônia??
Teria sido um fenômeno!!!
Abraços.

Homem do Norte disse...

Scylla, eles acabariam o estoque de tintas de toda Europa. Certamente não sobraria pincel para Manet, Degas e os demais impressionistas. O Sena sairia de Cena, meu caro.

Scylla Lage Neto disse...

Podis crê, Monsieur Roger Normandô!