sábado, 5 de novembro de 2011

Amor

Imagem: Sebastião Salgado

" Eu não explico a ninguém
Pois ainda não compreendi
Porque te chamo meu bem
Se sofro tanto por ti.

Entre nuvens no infinito,
Sofro a prisão mais prisão...
Sinto-me pássaro aflito
Na gaiola de um avião.

Não rias do que te digo
Mas sempre na nossa alcova
Eu quisera estar contigo
Como escova sobre escova.

Do meu coração me espanto!
O amor só me deu pesar,
Como tendo amado tanto
Tenho ainda amor para dar?!...

Troversando
Gilka Machado
(1893-1980)

8 comentários:

Carlos Barretto  disse...

Caraca!
Paralisante.

Scylla Lage Neto disse...

Love is pain, meu caro Charlie.
Ne c'est pas?!

Silvina disse...

Amor é dor
Amor é separação
Separação necessária
Nunca em vão.

Scylla Lage Neto disse...

Silvina, fico feliz em ver a inundação da sua mente pela poesia.
E pelo amor!

Edyr Augusto Proença disse...

Love is pain.. for sure
Abs

Scylla Lage Neto disse...

Indeed, Edyr!
Abs.

Homem do Norte disse...

Hablan español?

Scylla Lage Neto disse...

Si, si, como no?!
Ici on parle français aussi - pero no mucho...