sábado, 12 de maio de 2012

Josy e Jordy

---------------

Poderia ser o título de um filme. Poderia ser uma estória de amor. Poderia ser o começo de um grande romance. Mas não. Virou manchete de jornal. Vai tirar votos. Vai participar do movimento feminista. Vai produzir  preconceito. Vai responder a processo. Vai dar pano prás mangas. Vai ser caso de  policia. Vai servir de alerta. Vai transformar  todos em vitimas. Vai encarcerar o prazer. Vai diminuir a libido. Vai escancarar os dilemas. Vai dizer que não tinha camisinha. Vai dizer que foi esquecimento. Vai jurar que não dá prá pagar. Vai pedir pensão. Vai dizer que é imoral. Vai pensar em abortar.Vai dizer que não dá mais. Vai jurar que é eterno. Vai negar. Vai sim. Vai não: Mas já deu!

----------------------------------------------------

16 comentários:

Pedro do Fusca disse...

Não é meu este comentário, mas este serve bem para este assunto.
O Melhor Ginecologista

Uma mulher chega apavorada no consultório de seu ginecologista e diz:
- Doutor, o senhor terá que me ajudar num problema muito sério.. Este meu bebê ainda não completou um ano e já estou grávida novamente. Não quero filhos em tão curto espaço de tempo, mas num espaço grande entre um e outro...
O médico então perguntou:
- Muito bem. O que a senhora quer que eu faça?
A mulher respondeu:
- Desejo interromper esta gravidez e conto com a sua ajuda.

O médico então pensou um pouco e depois de algum tempo em silêncio disse para a mulher:
- Acho que tenho um método melhor para solucionar o problema. E é menos perigoso para a senhora.

A mulher sorriu, acreditando que o médico aceitaria seu pedido.
Ele então completou:
- Veja bem minha senhora, para não ter que ficar com dois bebês de uma vez, em tão curto espaço de tempo, vamos matar este que está em seus braços. Assim , a senhora poderá descansar para ter o outro, terá um período de descanso até o outro nascer. Se vamos matar, não há diferença entre um e outro. Até porque sacrificar este que a senhora tem nos braços é mais fácil, pois a senhora não correrá nenhum risco...

A mulher apavorou-se e disse:
- Não doutor! Que horror! Matar um criança é um crime.

- Também acho minha senhora, mas me pareceu tão convencida disso,que por um momento pensei em ajudá-la.

O médico sorriu e, depois de algumas considerações, viu que a sua lição surtira efeito. Convenceu a mãe que não há a menor diferença entre matar a criança que nasceu e matar uma ainda por nascer, mas já viva no seio materno.

O CRIME é EXATAMENTE O MESMO!!!!!
** Se gostou, repasse. Juntos podemos salvar uma vida!

Você sabe desde quando Deus te ama?
DESDE O VENTRE DA TUA MÃE!
Jeremias 1:5

Ana Cleide Moreira disse...

MARISE,
Abaixo a hipocrisia machista da ‘elite’ paraense!
Penso que o Jordy deveria aproveitar o problema para avançar o debate. Ele não pode repetir o Lula que perdeu a eleição para o Collor pelo caso Luriam. O Brasil mudou. O aborto não deve ser um anticoncepcional de escolha preferencial, mas é uma alternativa válida para afirmar a soberania da mulher sobre seu corpo e do homem sobre seu desejo paterno. Na relação entre dois adultos, ambos tem o direito de interromper a gravidez não desejada, nem planejada. Se não há acordo entre ambos, quem tiver a última palavra assuma a responsabilidade por ela.
Jordy defende o aborto!
Como mulher, desde já te agradeço. E como feminista afirmo que este é um problema de saúde pública que merece uma abordagem política.
Ana Cleide Moreira

Pedro do Fusca disse...

Marise, feliz dia das mães para voce, mas fazer coisa ilegal é crime e aborto esta neste contexto. Acho que é mas facil alguem pegar anticoncepcional de graça em algum posto de saude ou usar a famosa camisinha do que fazer aborto. São coisas para se pensar, mas aborto é matar uma criança e pelo que sabemos matar alguem é crime.

Marise Rocha Morbach disse...

Pedro, obrigado pelos votos de feliz dia das mães. Quanto as suas colocações só posso afirmar que você tem todo o direito de ser contrário ao aborto; mas eu sou favorável. Penso que só cabe as mulheres essa decisão e que o Estado deve dar as condições para tal. O fato de ser ilegal faz do aborto um crime, nem há o que se discutir. Nosso desejo é que ele seja tornado legal e com assistência médica e gratuita na rede pública de saúde.Se foi deus quem fez as criaturas todas, isso é outra discussão: o Estado é laico.
Abração Pedro.

Lafayette Nunes disse...

Deus não existe e o aborto ainda é crime por causa dele.

Lucas de Arruda Câmara disse...

Tramontina - corte rápido rs.

Marise Rocha Morbach disse...

Lucas,rsrsrsrsrs.
Lafayette, bj.

Carlos Barretto  disse...

AHAHAHAHAHAHAHAHAH!

Flávio Sidrim Nassar disse...

O coment-quase-poema de Marise DrumondAndrade não merecia tão pouca filosofia.

Lafayette Nunes disse...

O espirito democrático da Marise, ao liberar seu comentário Flávio, é que merece meus aplausos.

Ana Cleide Moreira disse...

É isso aí Flavio, ás vezes poesia, às vezes, porcaria, mas a liberdade de pensamento não pode viver sob 'vigilância epistemológica'.

Flávio Sidrim Nassar disse...

Gentem, agora vou também vou me fazer de vítima:
Xega de patrulhamento !
EU AXEI O POST DA MARISE o melhor q se fez entre tantas babozeiras escritas no cAUso ArnAUdo, entre as quais as minhas. Encerrava o papo. Axei desnecessarios os comentários, aquém da sintese da Marise.
Vim aq e comentei, aí já virou "espirito democrático" ter postado minha disCORdâNcia e na mesma ânsia se falou em vigiLÂNCIA.
Foi Só iço: EU NÃO GOSTEI.
EU DISCORDEI.
POSSO?

Lafayette Nunes disse...

Claro que pode. Pode até desdenhar ou diminuir a crítica dos outros.

Pode tudo, desde que a Marise permita, dentro de "espírito democrático" que, em casos de blogs, postagens moderadas etc costumo dizer: "L'État c'est moi".

rsrs

Flávio Sidrim Nassar disse...

Lafayette,
Eu concordo ctg e com teu coment, eu não desdenhei, apenas sou POLITICAMENTE INCOrrETO.

Lafayette Nunes disse...

rerere
Flávio, somos!

Aliás, costumo dizer que "politicamente correto" é um contra-senso entre termos!

Flávio Sidrim Nassar disse...

Pronto Lafayette, então tamos de aCordo.