sábado, 29 de dezembro de 2007

Ilha do Marajó em imagens


Exibir mapa ampliado

Como quase sempre fazemos, no final de mais um ano, voltamos nesta semana à Ilha do Marajó. Como não sobra mesmo muito tempo para texto, optamos por resumir as belezas daquele lugar mágico, com uma série de imagens que espero que apreciem.
Feliz 2008 à todos nossos visitantes!


De manhã cedo, a magia da Baía de Marajó.




Biguás pousados naquilo que um dia foi um curral.


O Guará e uma de suas mais conhecidas cores...


...pois existem outras (e eu não sabia).




Pousada dos Aruãs e seu ótimo ambiente.


A trilha ecológica.


Veja com atenção. Existem 2 Guarás nesta foto.


Uma surpresa que o sol nos trouxe em Goiabal.


O Biguá aguardando o momento de abocanhar sua presa.












O Jaçanã em seu habitat preferido.


Apesar da canela fina, não faltou coragem. Sucesso no final.




Ruínas da Igreja Jesuíta, ainda resistindo em Joannes.


As falésias de Joannes, com tempestade à vista.


No retorno, a surpresa do transatlântico. Tinha gente dizendo: Ulha!

8 comentários:

Francisco Rocha Junior disse...

Espetacular, Barretto! E o "corcel amazônico" estava por lá?

Yúdice Andrade disse...

Querido Barretto, brinda-nos depois com tuas sugestões de onde ficar, onde comer, o que fazer, etc. Abraços.

Flanar disse...

Como não passei pelo Império de Monsarás - onde reina o fogoso "Corcel" - não pude checar a informação, FRJ.
Mas os súditos, cocheiros e vassalos falavam à boca pequena, que "Ele", lá estava.
Mas os roncos, impediam que a vassalagem se aproximasse. E o odor do Bacalhau também.
Rssss...

Flanar disse...

Estou pensando nisso, Yúdice. É que o desgosto com o transporte da "Evil" nas balsas impele-me a escrever um outro tipo de post que não me sai da cabeça.
Mas tentarei segmentar meu raciocínio de maneira a fazer os 2 merecidos posts: o primeiro, das belezas e "roadmaps" do prazer no Marajó; o segundo sobre o desconforto, a desfaçatez e a imundície das balsas e sua parca tripulação de apenas 6 integrantes para servir a uma capacidade declarada de cerca de 300 passageiros. Imagine vc, o que aconteceria em caso de emergência.

Juvencio de Arruda disse...

Vcs são muito engraçadinhos...rs
O "Corcel" não estava lá, pois passa as Festas trabalhando em Nova Déli. Depois da virada, lá pelo dia 3, quem sabe...
Quem sabe até eu faço um bacalhau, com farinha, Barretto.
As fotos, como sempre, lindas.
Abs á família Barretto!

Flanar disse...

Abs a vc também, Juca. E feliz 2008!

Val-André Mutran disse...

Uau! Que fotos.

Flanar disse...

Estão razoáveis, Val André.
Obrigado pela sua visita.