sexta-feira, 18 de março de 2011

Obamania


A visita do Presidente Obama ao Brasil confirma (como se alguém ainda precisasse de confirmação) a importância estratégica adquirida pelo país nos últimos dez anos. Em um editorial que ele escreveu hoje para o jornal USA Today, um dos periodicos de maior circulação nos Estados Unidos, Obama foi bem claro--sua visita será focada no aprofundamento de uma relação mais estratégica com o Brasil principalmente em duas áreas: empregos/consumo e energia.

Obama destacou em seu editorial que quase um terço da população da América Latina (200 milhões de pessoas) vive no Brasil, e que a renda per capita do país cresceu quase 7% no ano passado, enquanto os EUA tentavam sair de uma crise ainda não completamente vencida. O Brasil passou de decimo-sexto maior mercado para exportações americanas em 1990 para oitavo em 2010.

Já que ele está escrevendo para uma audiencia domestica, no editorial Obama também ressalta que os produtos importados pelo Brasil, como helicópteros militares, ajudam a gerar empregos em locais dispares como Connecticut e Alabama.

Outro ponto de interesse para o presidente americano--as imensas reservas de petróleo do pré-sal, que colocariam o Brasil bem à frente dos EUA no que diz respeito à produção petrolífera. Já que o Brasil é um país pacifico e um aliado estratégico dos EUA, Obama espera aumentar a exportação de petróleo do Brasil para os EUA quando as reservas começarem a produzir.

Ele também destaca a liderança do Brasil nos combustíveis "verdes", e no fato de que espera-se que o Brasil gaste $200 bilhões em projetos de infra-estrutura para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Espero que o editorial de Obama tenha o efeito esperado: despertar o americano médio para o que acontece na América Latina, já que nas ultimas semanas tudo está voltado para o Oriente Médio, norte da África e Japão.

A simpática charge do Mauricio de Sousa acima ilustra o fato de que no Brasil, a Obamania atingiu seu ápice, e é claro que o quadragésimo-quarto presidente americano não precisa de mais nenhuma atenção por aí...

Um comentário:

Cláudio Alfonso disse...

Ruim e ver a puxação saco de uma cara que é chefe de uma país q invade outros sob falso pretexto, apoia ditadura no oriente médio e agora quer botar a mão no nosso pré sal #obama.